bobinho meu * *

meu jeito já não te engana mais. eu queria me contradizer, mas a saudade existe sim e eu sinto sua falta.
e todas aquelas coisas clichês acontecem aqui dentro de mim.
meu coração aperta sem me machucar. assim até parece que sentir saudades é bom. (só quando a gente pode correr até a nossa saudade).
saudades nunca foi do mal
mas quando ela vem, bem que ela poderia te trazer junto.

eu queria te dar um nó pra não soltar nunca mais

e.c

Fui estúpida. Ele é estupido. Que belo par de estupidez,mas vamos por partes. Eu fui estúpida por saber que tenho sentimentos extremamente inocentes sobre ele, um gostar bobinho, mas meu corpo tem um gostar sem um pingo de inocência por ele e eu cedi a meu corpo. Ele é estúpido por saber de ambos e por deixar eu prosseguir, estúpido por ser maravilhoso tratando de meu corpo como sua redenção a qual se agarra com força. Somos estúpidos porque ele disse “seu corpo é perigoso, muitas curvas, mas eu sempre gostei do que me desafia” e deu aquela mordida de boca estúpida e meu cérebro inútil para de funcionar quando ele faz aquilo, meu filtro do cérebro para boca parou e saiu algo como “seu coração é gelado, mas eu sempre sentir prazer pelo frio e amava quando ele se tornava forte a ponto de queimar”, merda. Um casal de estúpidos que nem eram um casal.