birabird

No som do Caxabaxa: Os Jararacas

Formada neste ano em Blumenau por figurinhas carimbadas do movimento hardcore de lá, Os Jararacas começaram com a ideia de um resgate do “roquenrou” garageiro/brasileiro dos anos 60, mas o resultado final parece que foi mais punk do que o esperado, algo como um encontro do Reagan Youth com as clássicas bandas brasileira de garage rock e um forte tempero de surf.

Guitarra para as galáxias! Para entender a mente confusa destes jovens que cantam sobre suas angústias, conversei um pouco com o Bira Bird. Confiram ai! 

O que vocês escutam? Quais as principais referências da banda?

Temos mais influência de punk/hardcore anos 80 americano, e alguma coisa de punk europeu também, mas sempre fomos muito enraizados no proto-punk e garage rock, o que acaba refletindo bastante na estética dos jararacas. Aliás, quando escolhemos esse nome, foi na intenção de fazer uma banda de garage / surf brasileira típica dos anos 60, mas acabou virando punk rock mesmo.

Vocês parecem ser bem articulados por ai, tocando em outras bandas, projetos,fazendo zines, distribuindo discos e por ai vai. O que exatamente cada um de vocês fazem por ai? Quais outras bandas tocam?

Eu (Bira) toco em um duo de garage punk, o Golden Jivers, também toco no grupo de garotas gangueiras, Canivettes (de Florianópolis), e esporadicamente trabalho com artes visuais, fora o emprego de designer gráfico. Organizamos alguns shows ou festas só com discotecagem que rola desde jazz até funk.

O Ariel tem o selo Estomago de Hiena, toca no duo de punk Insvlariz além de ter mais uns 30 projetos de noise, desenha, faz zines e agora está trampando com tatuagem.

O Renan também está trampando com tattoo, e também toca no Les Adieux, Detrito Acidente e Raposa Apaixonada.

O Sofiati se vira como desiger 3D, DJ e toca no duo de garage punk Watusi Disasters e Enzime, banda clássica de punkrock aqui de Blumenau.

Quais os próximos planos da banda?

Estamos com nosso primeiro EP saindo do forno, e tivemos a sorte de termos amigos agilizados que confiaram em nós e marcaram esse tour antes mesmo de lançarmos o EP, hehehe. Mas a ideia é essa, fazer mais sons, gravar e tocar por aí sempre!

Quais bandas daqui, do RS, vocês mais curtem?

Cascaveletes, TNT, Replicantes, Noise Grind, Necrovomit, Mausoleum, Apostasia, Diatribe, XamorX, Change Your Life, Ornitorrincos, Jupiter Maçã, Facão 3 Listras, Velho de Câncer, Damn Laser Vampires, Mary O. & The Pink Flamingos, e Os Bambinos Selvagens.

Cinco discos fundamentais pra entender a sonoridade dos Jararacas?

Johnny Thunders & The Heartbreakers - L.A.M.F.
DK - Fresh Fruit for Rotting Vegetables
Black Flag - Jealous Again
Minutemen - Double Nickels on The Dime
Big Boys - Lullabies Help the Brain Grow

O que mudou na vida de vocês depois de conhecerem o rei do underground Daniel Villaverde?

A primeira vez que vi o Villaverde foi em 2002 em um show que teve aqui em Bluemenau. Ele tava cantando jogado no chão e parecia estar sendo eletrocutado. A banda se chamava ORNITORRINCOS e suas fitas eram embrulhadas em papel de presente com rotulos de xerox. No mesmo dia tocou o Pluto de Curitiba e ali eu comecei a criar um novo conceito de punk na cabeça. Mas fomos nos conhecer de verdade só em 2006 através do Gurcius, quando eu tinha recém mudado pra Floripa e ele também estava se mudando pra lá, e pra perto da minha casa. Logo ficamos amigos e ele sempre chegava la em casa com uma avalanche de informação em forma de discos, zines, filmes, livros etc. Quando fui na casa dele, me senti na montanha de onde vinha aquela avalanche. Ele é aquele tipo nerd obsessivo do punkrock e do underground. Troca cartas com meio mundo desde os anos 90 e sempre foi um dos maiores entusiastas da contra cultura que já conheci, alem de ser gente fina e engraçado pra caralho. Logo de cara ele se tornou uma referência importantíssima pra mim, e um belo dia o chamamos pra cantar no Fornicators, banda que até então eu cantava mas não curtia muito na época. Foi uma das melhores fases da banda. O que mudou? Me incomodei mais, senti mais cheiro chulé, tomei mais pinga, engordei, passei frio, perdi dinheiro, mas me diverti muito e fiz várias outras amizades maravilhosas por causa desse desgraçado!

Viva o Villaverde!!!! AHHH!

Fiquem atentos!

Acompanhem e curtam Os Jararacas no facebook

Escutem o ep de estreia deles no bandcamp: https://osjararacas.bandcamp.com/

E lógico, não percam os shows desses rapazes neste final de semana no Rio Grande do Sul!