benz o

infatuated friday: o m o n d i.

Instagram is never short of little hidden gems, so I’m glad I stumbled across this big one at the kickoff of fashion week. I’m obsessed with the color, contrast, && styling of OMONDI’s f/w ‘15 collection. Everything is clean, minimal, yet subtly bold…everything I love. What’s even better is the gorgeous array of these beautiful black women, something that is rarely seen in the fashion industry. This was definitely a moment.

Joana, com 17
namorando a mais de um mês
Já pagou até boquete
Mas sexo ela não fez
“Não quero putaria”
Falava o papai
Mas o namoradinho ria
Haha
“Não quero nem saber
Você vai fazer, se me ama
Só quero saber de papai
Com mamãe
Na minha cama”
No outro dia
O pai tava por baixo
A Joana também! Por baixo do namorado
Ela sendo despida
Ele pelado
E apesar de tudo que diziam
Ela sabia que não era um pecado
“Coloca a camisinha”
“Sem é mais gostoso,
É só reza pra Deus:
Ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
Fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
Mas Deus não perdoou…
A pílula falhou!
Chazinho não funcionou!
Joana enjoou!
Será que engravidou????
(Será, amor? Amor?)
Namorado fugiu
Puta que pariu!
“ O que eu vou fazer?
Pra quem eu vou contar?
Não quero esse filho, eu vou me matar!
Não…vou falar pra Maria, do salão
Ela vai entender a minha situação”
Joana contou os lances
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém!”
Joana…
Todo mundo já sabe do seu neném!
“Vagabunda, engravidou na adolescência!
Na hora tava bom?
Vadia sem consciência!
Olha lá? ela falou em abortar!
Abortar?
Será que ela pensou em se matar?
Assume (assume!)
Assume (assume!)
Assume (assume!)
Assume (assume!)
E lava esse teu perfume de vagabunda
Esconde essa buceta
Cobre essa tua bunda!
Cala essa boca e ANDA DE BURCA!”
Joana chorava,
Não tem mais ninguém
Tá pior que prostituta
Sem família, e com neném
E agora? E agora?
Papai vai me espancar
Mas ah, tem jeito
….
Mamãe me ensinou a tricotar.
Sangue e choro… No chão do banheiro morreu mais uma vagabunda
Aos olhos do Brasil inteiro
Aborto sem sucesso
País sem progresso
….
Me trás mais um chá de canela
Que a próxima vai ser a Gabriela.

Vini Giordane

Joana, com 17
namorando a mais de um mês
já pagou até boquete
mas sexo ela não fez
“não quero putaria”
falava o papai
mas o namoradinho ria
haha
“não quero nem saber
você vai fazer, se me ama
só quero saber de papai
com mamãe
na minha cama”
no outro dia
o pai tava por baixo
a Joana também! por baixo do namorado!
ela sendo despida
ele pelado
e apesar de tudo que diziam
ela sabia que não era um pecado
“coloca a camisinha”
“sem é mais gostoso,
é só reza pra deus:
ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
mas Deus não perdoou…
a pílula falhou!
chazinho não funcionou!
Joana enjoou!
será que engravidou???
(será, amor? amor?)
namorado fugiu
puta que me pariu!
“o que eu vou fazer?
pra quem eu vou contar?
não quero esse filho, eu vou é me matar!
não… vou falar pra Maria, do salão
ela vai entender a minha situação”
Joana contou todos os lances
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém!”
Joana…
todo mundo já sabe do teu neném!
“vagabunda, engravidou na adolescência!
na hora tava bom?
vadia sem consciência!
olha lá? ela falou em abortar!
abortar?
será que ela pensou em se matar?
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
e lava esse teu perfume de vagabunda
esconde essa buceta
cobre a essa tua bunda!
cala essa boca e ANDA DE BURCA!”
Joana chorava,
não tem mais ninguém
tá pior que prostituta
sem família, e com neném
e agora? e agora?
papai vai me espancar
mas ah, tem jeito

mamãe me ensinou a tricotar.
sangue e choro… no chão do banheiro
morreu mais uma vagabunda
aos olhos do Brasil inteiro
aborto sem sucesso
país sem progresso

me trás mais um chá de canela
que a próxima vai ser a Gabriela.
—  Karyna Rangel .

Joana, com 17
namorando a mais de um mês
Já pagou até boquete
mas sexo ela não fez
“Não quero putaria”
falava o papai
mas o namoradinho ria
haha
“não quero nem saber”
você vai fazer, se me ama"
só quero saber de papai
com mamãe na minha cama
No outro dia o pai tava por baixo
a Joana também!
por baixo do namorado!
Ela sendo despida ele pelado
E apesar de tudo que diziam
ela sabia que não era um pecado
“coloca a camisinha”
“sem é mais gostoso,
é só reza pra deus,
ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
Mas Deus não perdoou…
A pílula falhou!
Chazinho não funcionou!!
Joana enjoou!!!
Será que engravidou???
(Será amor? amor…?)
namorado fugiu
puta que me pariu!
“O que eu vou fazer?
Pra quem eu vou contar?
Não quero esse filho, eu vou é me matar!
Não… vou falar pra Maria, do salão
Ela vai entender a minha situação”
Joana, contou todos os lances
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém!!!”
Joana… todo mundo já sabe do teu neném!
“Vagabunda, engravidou na adolescência!
Na hora tava bom?
vadia sem consciência!
Olha lá? ela falou em abortar!
abortar?
Será que ela pensou em se matar?
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
E lava esse teu perfume de vagabunda
esconde essa buceta, cobre a essa tua bunda!”
cala essa boca ANDA DE BURCAA!
Joana chorava,
não tem mais ninguém
ta pior que prostituta
sem família, e com neném
E agora e agora?
papai vai me espancar
mas ah, tem jeito ..
mamãe me ensinou a tricotar.
Sangue e choro… no chão do banheiro
morreu mais uma vagabunda
aos olhos do Brasil inteiro
aborto sem sucesso
país sem progresso ..
Me trás mas um chá de canela
que a próxima vai ser a Gabriela.

JOANA COM 17 | poema

Joana, com 17
namorando a mais de um mês
Já pagou até boquete
mas sexo ela não fez
“Não quero putaria”
falava o papai
mas o namoradinho ria
haha
“não quero nem saber”
se me ama, vai fazer"
só quero saber de papai
com mamãe
na minha cama
No outro dia
o pai tava lá embaixo
a Joana também! por baixo do namorado!
Ela sendo despida
ele pelado
E apesar de tudo que diziam
ela sabia que não era um pecado
“coloca a camisinha”
“ô Joana, sem é mais gossstoso,
é só reza pra deus,
ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
Mas Deus não perdoou…
A pílula falhou!
Chazinho não funcionou!!
Joana enjoou!!!
Será que engravidou???
(Será amor? amor…?)
namorado fugiu
pra onde ele foi? alguém viu?
“O que eu vou fazer?
Pra quem eu vou contar?
Não quero esse filho, eu vou é me matar!
Não… vou falar pra Maria, do salão
Ela vai entender a minha situação”
Joana, contou todos os lances
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém!!!”
Joana…
todo mundo já sabe do teu neném!
“Vagabunda, engravidou na adolescência!
Na hora tava bom?
vadia sem consciência!
Olha lá? ela falou em abortar!
abortar?
Por que não pensa logo em se matar?
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
E lava esse teu perfume de vagabunda
que nojo dessa buceta
cobre essa tua bunda!”
cala tua boca, ANDA DE BURCA!
Joana chorava,
não tem mais ninguém
ta que nem muita prostituta
sem família, e com neném
E agora, e agora?
meu pai vai me espancar
mas ah, tem jeito

mamãe me ensinou a tricotar.
Sangue e choro… no chão do banheiro
morreu mais uma vagabunda
aos olhos do Brasil inteiro
aborto sem sucesso
país sem progresso

Me traz mais um chá de canela
que a próxima deve ser a Gabriela.

“Joana, com 17
namorando a mais de um mês
Já pagou até boquete
mas sexo ela não fez
"Não quero putaria”
falava o papai
mas o namoradinho ria
haha
“não quero nem saber”
você vai fazer, se me ama"
só quero saber de papai
com mamãe
na minha cama
No outro dia
o pai tava lá embaixo
a Joana também! por baixo do namorado!
Ela sendo despida
ele pelado
E apesar de tudo que diziam
ela sabia que não era um pecado
“coloca a camisinha”
“ô Joana, sem é mais gossstoso,
é só reza pra deus,
ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
Mas Deus não perdoou…
A pílula falhou!
Chazinho não funcionou!!
Joana enjoou!!!
Será que engravidou???
(Será amor? amor…?)
namorado fugiu
pra onde ele foi? alguém viu?
“O que eu vou fazer?
Pra quem eu vou contar?
Não quero esse filho, eu vou é me matar!
Não… vou falar pra Maria, do salão
Ela vai entender a minha situação”
Joana, contou todos os lances
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém!!!”
Joana…
todo mundo já sabe do teu neném!
“Vagabunda, engravidou na adolescência!
Na hora tava bom?
vadia sem consciência!
Olha lá? ela falou em abortar!
abortar?
Por que não pensa logo em se matar?
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
E lava esse teu perfume de vagabunda
que nojo dessa buceta
cobre essa tua bunda!”
cala tua boca, ANDA DE BURCA!
Joana chorava,
não tem mais ninguém
ta que nem muita prostituta
sem família, e com neném
E agora, e agora?
meu pai vai me espancar
mas ah, tem jeito

mamãe me ensinou a tricotar.
Sangue e choro… no chão do banheiro
morreu mais uma vagabunda
aos olhos do Brasil inteiro
aborto sem sucesso
país sem progresso

Me traz mais um chá de canela
que a próxima deve ser a Gabriela.

#LegalizeOAborto #VentreLivre

Joana, com 17
namorando a mais de um mês
Já pagou até boquete
mas sexo ela não fez
“Não quero putaria”
falava o papai
mas o namoradinho ria
haha
“não quero nem saber”
você vai fazer, se me ama"
só quero saber de papai
com mamãe
na minha cama
No outro dia
o pai tava lá embaixo
a Joana também! por baixo do namorado!
Ela sendo despida
ele pelado
E apesar de tudo que diziam
ela sabia que não era um pecado
“coloca a camisinha”
“ô Joana, sem é mais gossstoso,
é só reza pra deus,
ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
Mas Deus não perdoou…
A pílula falhou!
Chazinho não funcionou!!
Joana enjoou!!!
Será que engravidou???
(Será amor? amor…?)
namorado fugiu
pra onde ele foi? alguém viu?
“O que eu vou fazer?
Pra quem eu vou contar?
Não quero esse filho, eu vou é me matar!
Não… vou falar pra Maria, do salão
Ela vai entender a minha situação”
Joana, contou todos os lances
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém!!!”
Joana…
todo mundo já sabe do teu neném!
“Vagabunda, engravidou na adolescência!
Na hora tava bom?
vadia sem consciência!
Olha lá? ela falou em abortar!
abortar?
Por que não pensa logo em se matar?
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
E lava esse teu perfume de vagabunda
que nojo dessa buceta
cobre essa tua bunda!”
cala tua boca, ANDA DE BURCA!
Joana chorava,
não tem mais ninguém
ta que nem muita prostituta
sem família, e com neném
E agora, e agora?
meu pai vai me espancar
mas ah, tem jeito

mamãe me ensinou a tricotar.
Sangue e choro… no chão do banheiro
morreu mais uma vagabunda
aos olhos do Brasil inteiro
aborto sem sucesso
país sem progresso

Me traz mais um chá de canela
que a próxima deve ser a Gabriela.
—  Leeh