beaepepo

3

Marcas. Se tem alguma coisa que eu aprendi durante esse ano foi a deixar marcas. Em cada lugar que passar, deixar marcas. Pode até ser com pequenos gestos. Uma palavra amiga, uma atitude idiota que vá fazer o outro sorrir, um abraço, um sorriso. São essas marcas que se tornam lembranças. São estas que nos fazem olhar pra trás, pra tudo que passou, e ver o que realmente valeu a pena. Seria mentira se eu dissesse que todas as marcas são boas, tem aquelas que machucam. Mas estas que se percam.

Antes de querer marcar alguém de vocês, vocês me marcaram. Mais um ano acabando. Poderia talvez nem ter conhecido alguns. Por vez, tem aqueles que já conheço de tempos. Sei também que tem aqueles que eu nem tenho mais tanto contato. Mas que seja. Escrevo esse em forma de agradecimento. Vocês me marcaram da melhor forma possível. O que mostra que distância não vem a ser exatamente um dos maiores obstáculos para a felicidade, mesmo querendo que ela não existisse. Porque sim, vocês me fizeram e fazem feliz. Muitas vezes busco abrigo aqui. Embora possa passar de agradecimento para chatisse, não me importa. Quero que saibam que vocês fazem a diferença. Lembro do natal passado, no qual alguns de vocês já faziam parte da minha felicidade. Mas que se foda, os de agora tem a mesma importância. As marcas que deixaram em mim vão ficar pra sempre. Muitas vezes foram vocês que puseram sorriso no meu rosto, até mesmo nos momentos mais difíceis. Digo e repito. Sempre que chega final de ano todos param pra pensar em tudo que tivera acontecido no ano que acabara de vivenciar. Não consigo pensar neste sem pensar em vocês. Tenho um puto ciúmes de vocês. Sério. Vocês são muito meus. A felicidade de vocês me deixa feliz. Saber que estão bem, me deixa bem. E se não estiverem, vou tentar sempre ajudar, podendo talvez não funcionar, mas estou aqui pra vocês. De verdade. Falo tudo isso pra que saibam que, apesar das tristezas, sempre tem alguém que se importa. E eu me importo com vocês. Não importa o que aconteça, quero ter vocês comigo. Se é que me entendem. Mas não quero me prolongar. Até porque não sou boa com isso. Só quero que saibam que podem contar comigo sempre e por muitos anos.

Obrigada meus anjos, por tudo. Por entrarem na minha vida, por permanecerem nela. Não importa o tempo que eu conheça vocês. Não importa se é um dia, uma semana, ou mais de um ano. Vocês são demais. Espero e desejo, de coração, que tenham um feliz e abençoado natal, e claro, um próspero e lindo ano novo. As marcas de vocês estão comigo. Admiro cada um de vocês de maneira diferente. Mas principalmente, admiro vocês pelo que são. E não posso deixar de dizer que ainda quero roubar cada um de vocês pra mim. Vocês são lindos. Obrigada, mais uma vez. Um beijo enorme e um forte abraço!

De Karol (BomDiaCoração).
Para todos do tumblr, especialmente a vocês: Bianca Dilly (4ever4you), Beatriz Moreno (des-ajeitada), Pedro Müller (des-ajeitado), Henrique Perius (henriqueperius), Débora Gomes (melhordemim), Marcela Jacob (horadesonhar), Guilherme Prudêncio (thirtyforever), Gabriela Santarosa (boanoitecinderela), Rafael Beker (rafabeker), Júlia Flôres (versosforyou).

‘Amores vem e vão.’ Tivera ouvido isso com frequência. Mas pra ser sincera, não acredito com força. Penso que amar é algo muito intenso pra ir e voltar, ou aparecer e ir embora. Não é algo tão simples. Na verdade, o amor é algo muito complicado, até mesmo para os maiores entendedores. Este é um tipo de quebra-cabeça impossível de montar, sempre tem aquela peça faltando, ou aquela peça que não encaixa. Tivera ouvido também que o impossível é possível, que nada é impossível. Nessa, por vez, acredito. Conheço amores e amores. Ora encontro sinceridade, ora discordia. Essa é a vida. Inundada de derrotas e obstáculos. Forças, que por ora podem parecer maiores, nos antingem com brutalidade. Pensamos em desistir, mas de nada adianta quando o coração luta contra isso. Amar o amor. Aprendi que, mesmo tendo que enfrentar a pior das tempestades, depois o sol irá aparecer. Quem sabe até o arco-íris se formar.

Mais forte que eu é esse sentimento que me cerca de querer ver alguém feliz. Olhar nos olhos de cada um e encontrar o que falta no outro, ver o quanto um completa o outro. Cada qual sendo a peça faltando no quebra-cabeça, encaixando perfeitamente. Depois de tanto tempo, encontrar um amor assim é o que tem me motivado a escrever. Não digo isso por mim, antes fosse. Digo por amores como o de vocês que mantem esse mundo em movimento. Imagino o quanto é difícil ter que conviver com esses erros e pedras no caminho. Mas falo isso pra muitos: Deus te mostra a luz e o caminho, mas quem tem que percorrer o trajeto é você. Mesmo com as milhares de dificuldades que terá que enfrentar, tudo poderá melhorar. Tantos sorrisos que preenchem o espaço da dor. Isso eu encontro em vocês. A felicidade nos olhos daqueles que outrora tiveram chorado. Não serei aquela que vai obrigar a nada, nem tenho direito a isso. Só falo o que penso, o que vejo no amor de vocês. A intensidade com que cada passo da vida for dado, cada um poderá seguir novos caminhos. Mas quem disse que isso vai funcionar? Juntos são mais, são felicidade, amor, conquista, luta. Separados simplesmente não são vocês. Encontrarão a cada esquina motivos pra derrubar esse amor. Mas não se pode pensar no que os outros vão fazer ou dizer. O amor é a força. Lágrimas vem a ser derramadas ao pensar no que poderá acontecer. Escrevo isso, não esperando algo, mas sim querendo que vejam o quão essencial um é na vida outro. O quão belo é ver o sorriso no rosto dela ao vê-lo, e no rosto dele ao tocá-la. Amores assim trazem felicidade, tanto ao casal, quanto a quem acredita no impossível que se tornará, provavelmente, possível.

O amor de vocês me conquistou, admito! Embora sendo algo óbvio. O amor de vocês me inspira. Apesar de tudo, foi ele que me trouxe esperança. Sendo esse amor também, o que tivera trazido um sorriso ao meu rosto após um momento de tristeza. Só queria agradecer a vocês por isso. Agradecer por simplesmente me mostrarem isso. Obrigada!

De Karol (BomDiaCoração), para Beatriz (des-ajeitada) e Pedro (des-ajeitado). Eu acredito em vocês!