babirdgs2

O amor é psicológico, tradução: Tu ta se iludindo, cara.
Não vou mentir que já me senti atraída por alguém, sim, atraída. Não é “amor”, porque não existe isso. É realmente difícil de explicar o que me fez chegar a tal conclusão, mas é ainda mais difícil explicar de onde surgiu o amor. Alguns dizem que foi de Paris, outros da Grécia Antiga, na minha opinião, ele nasceu na cabeça de cada um. Ninguém é forte o suficiente pra aceitar que não vai ter um alguém para compartilhar cada milésimo de segundo do resto de sua vida, não dá para simplesmente aceitar que vai ficar sozinha, é bem mais fácil tu inventar uma ‘paixão’, um 'amor platônico’, que no fim, vira uma atração verdadeira, mas é só isso. Amor… Reciprocidade, seria assim, você ama alguém e ele te ama, e ele não tem olhos para mais nenhuma mulher do universo, nem a capa da playboy do mês. Isso é completamente irreal. Amor é uma ficção mental, também conhecido como masoquismo. Tu se ilude pra caramba, tu perde cada segundo da tua vida achando que ta amando, mas o que é o amor? Um sentimento, segundo uns e outros. E para os mais mentalmente doentes, o amor é tudo. Mas tudo o que? Tudo que tu vai conseguir? Tenta se sustentar com amor, é impossível. Ninguém vive e muito menos morre de amor. 'Eu te amo’ só é uma forma de dizer 'Te curto’ do latim 'gosto de você’ e não é ligado a amor. Porque amor é forte demais pra ser real. Amor é marketing, amor é filme e amor é música. E tudo que tu sentir por qualquer um por aí, é apenas um 'gostar’ forte pra caralho, mas não chegará a ser amor, porque sinceramente, amor = ilusão.
—  Bárbara, SR.