as03

Depois de passar o dia todo dizendo “sim, está tudo bem”, tendo que fingir que não se importa com nada, agindo com frieza para não mostrar que ainda é forte… Ela deita a cabeça no travesseiro e deixa as lágrimas rolarem mais uma vez, pelos mesmos motivos, pelas mesmas decepções. Ah, morena… será que algum dia você vai deixar de ter esperanças nas pessoas?

Coisas que você tirou de mim

De tudo que você me tirou, o que eu mais sinto falta é a minha confiança. Conheci outra pessoa e ouço ele falar que gosta de mim, que eu o faço feliz e que se sente bem comigo. Como vou acreditar no que ele me diz, se você me dizia as mesmas coisas e fez o que fez? Como posso acreditar em alguém depois de você ter me magoado tanto?
Quero poder acreditar de novo no amor. Quero ter coragem para arriscar de novo, sem medo do que sobrará de mim amanhã.
Mas você levou toda a minha segurança, e deixou apenas angústias em meu peito.

A solidão me ensinou a me entregar sem esperar retorno. Sinceramente, quando você não espera nada em troca, a decepção é menor quando você nada recebe. Dou aos outros o carinho e atenção que gostaria de receber. Mas não crio mais expectativas com nada. A decepção é menor quando você não recebe nada em troca.
É menor, mas continua sendo dolorosa.

O mundo tá muito louco. Mais louco que eu no open bar. É tanta coisa que passa na minha mente que eu nem sei organizar um texto sobre elas.
O mundo tá muito louco. E eu não sei mais como viver em paz nele.

Hoje a noite, ela bateu novamente à minha porta. Antes mesmo de abrir já sabia que era ela.
Pelo olho mágico, confirmei minhas suspeitas. Sem abrir a porta, a mandei embora.
Hoje não, Dona Tristeza. Hoje eu não vou deixar a senhora entrar.

Na verdade, eu tenho medo de não conseguir gostar de ninguém do jeito que eu gostei de você um dia. Eu tenho medo do que o amor pode fazer comigo.

Devia ter prestado mais atenção nos desenhos do Scooby-Doo… Quem sabe teria percebido que, na verdade, os monstros são sempre uma das pessoas ao seu redor.

É muita gente desejando que dê errado, contra apenas duas pessoas querendo que dê certo… Não sei porque as pessoas insistem tanto em se meter na vida e no relacionamento dos outros, como se tivessem algum direito de julgar seus atos ou seus sentimentos, e ainda inventar fatos que não existem, apenas para prejudicar… Quero pensar que as pessoas fazem isso na inocência, que não era esse o objetivo delas, mas não consigo imaginar que atitudes assim não tenham um indício de maldade, um traço de veneno… Não sei se é pior as pessoas que ficam fazendo a cabeça de uma, ou o próprio cabeça de vento que se deixa levar por tudo que falam. Acho que não existem mais relacionamentos apenas de duas pessoas. Tudo um dia acaba, tudo acaba dando errado. Mas queria ter tido mais tempo pra nós, para nossos erros e nossos acertos… E se desse errado no final, que fosse por um erro realmente cometido por um de nós, e não apenas por rumores alheios… Mas foi mais fácil terminar o que nem mesmo teve tempo de começar, antes que pudesse chegar ao final… 

–as03

Eu estou ouvindo você cantar nesse instante. E quando acabar essa música, vou deixar no replay e ficar ouvindo sua voz até cansar. Acho que é só um jeito que achei de trazer você mais pra perto de mim.

Sejamos laço

Eu e você, de uma hora pra outra viramos “nós”. E mesmo que eu ainda seja eu, e você ainda seja você, agora somos nós. Não um só, não duas metades que se completam… Somos dois corpos inteiros, que funcionam muito bem separados, mas que juntos ficam bem melhores.

Ainda que agora sejamos nós, não quero que o que temos vire um nó. Nó aperta, machuca. Nó é o que você usa pra prender uma coisa bem forte, para que ela não tenha como escapar, não tenha como sair dali.

Quero que sejamos laço. Porque laço embeleza e enfeita um presente maravilhoso que a vida nos deu. Quero que sejamos que nem o laço da garota mais espoleta do parque, que corre e pula enquanto o grande laço vermelho ainda está preso na cabeça dela. A cada pulo da garota, o laço frouxo parece que vai cair no chão e se perder em meio a areia… Mas quando ela sente que o laço está quase caindo, ela vai e puxa as duas pontas de novo, para que ele fique mais firme e mais forte que antes…

Não quero que viremos nó… Sejamos apenas laço …

- as03 

“É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo,
no vestido, em qualquer coisa onde o faço.
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando…
devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.

Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.
Ah! Então, é assim o amor, a amizade.
Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.

Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora,
deixando livre as duas bandas do laço.
Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.

E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.
Então o amor e a amizade são isso…
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!" 

Mário Quintana