aqui de casa

Por que você não tá aqui? Ou eu aí, tanto faz. Por que não estamos perto? Por que não é você que mora ao lado da minha casa, ou em algum outro bairro daqui? Por quê? Por que eu não posso aparecer de repente no portão da tua casa e me desculpar por não ter avisado, mas dizer que não aguentava mais a saudade e precisava te ver? Por que você não vem passar a tarde de um sábado ou domingo ou qualquer dia da semana ao meu lado? Rindo das minhas besteiras, e me contando histórias bobas para me fazer sorrir? Por quê? Por que eu não posso fazer parte dos teus dias estando perto? Almoçar com você ou tomar um café no intervalo da aula na faculdade? Por que você não pode me convidar pra sair 5 minutos antes de aparecer aqui em casa? Por que eu não posso te deitar no meu colo, te fazer um carinho ou te abraçar quando você precisar de mimos e cuidados? Eu queria tanto acabar com essa distância. Eu queria tanto ter você perto de mim.
b,

eu ouviria aquela música insuportável a semana inteira se isso te trouxesse pra perto de mim, e cá entre nós, você deve ter percebido minha ligação com esses sons que tocam nas rádios da vida, portanto trate isso como uma imensurável prova de amor

te dou o último gole do milk shake, e se choramingar um pouquinho até deixo beliscar minhas batatas fritas. eu viraria o mundo de cabeça pra baixo por ti, eu viro.

são poucas as pessoas que conseguem me tirar do sério e recobrar as maneiras na mesma intensidade, uma delas é minha mãe, até porque ela manda na porra toda, e depois é você que poderia muito bem ser assistente dela. adoraria perturbar as duas juntas, já pensou?

sei que escrevo como se o mundo soubesse de nossas conversas, parece loucura, mas o que de normal se pode esperar de mim? eu ainda estou aqui! e o mais louco não é isso: não tenho planos pra ir embora, nem quero ter.

meu querer se limita a você já tem uns dias, meus pensamentos também, eles teimam que você está em tudo e eu já disse que é engano; que teus olhos não estão naquela moça que dobra a esquina aqui de casa todas as manhãs pra comprar o pão, mas as 7:30am lá estou eu, como teus olhos são lindos..

qual é mesmo o nome da música ?

j.

Se você tivesse aqui, eu teria saído de casa hoje com a sua despedida. Chegaria te procurando pelas calçadas. Gritaria seu nome, como quem chama e espera pelo abraço. Ouviria seu berro de volta, como quem dissesse: eu te abraçaria se pudesse. Se você estivesse aqui. Se estivesse chovendo no céu e não em mim. Você me faria companhia. Deitaria ao meu lado. Me confortaria. Me olharia com seus olhos de sabedoria. Me faria ver bem além de tudo aquilo. Mas você não está aqui. E está chovendo em mim. Chovendo de saudades suas. Saudades por nunca mais poder ter a sua despedida. Por quando chegar, não ser você quem encontro na calçada. Porque quando chove, não ter você pra mim aninhar. Você se foi. Se foi e nem se despediu. Será que como eu, você também tinha esperanças de voltar? Ou só não quis cortar os laços, e junto com eles, meu coração? Você não está aqui. E eu preciso tanto, mais tanto, de você. Poderia vim me visitar? Mesmo que em sonhos. Sei que sua presença nunca me abandona. Você chegou em um dia ruim. E se tornou a minha coisa favorita nesse mundo. Você se foi, e ainda é minha coisa favorita nesse mundo. Eu te escrevia enquanto estava aqui. E continuarei escrevendo, mesmo em tua ausência. Eu me recuso a te esquecer. A desamar você. És meu bem mais precioso Búu. Onde quer que esteja, sempre será.
—  O último. O Eterno. Em meu coração, sempre terei você.
5

VOCÊS PODEM OUVIR OS MEUS GRITOS????

AAAaAaaA, FOI INCRÍVEL!!! (aqui de casa vendo as lives, mas mesmo assim foi incrível) AMÉM BTS!

desculpe pela má qualidade, eu precisava fazer icons desse momento! <3

  • credit to @changkyundrugs on twitter
Hoje, enquanto escrevo pensando no que deveria te dizer ou no que eu já te disse, ciente de que tudo isso não deixa de ser uma autoanalise eu penso em você. Penso e te escrevo, penso e olho para a janela na esperança de te ver gritando meu nome aqui na porta de casa. Nessa nossa longa história de idas e voltas, a gente percebe que algumas pessoas foram feitas para ficar. Amores feitos à mão não podem acabar com um sopro.
—  É tudo por você, amor.

Pedido: Um hot cm o Louis q ela chega ao cm uma langerie bem sexy e um sobre tudo no quarto de hotel dele para fazer uma supresa e eles tem uma noite e tanto (ele tava nervoso e cansado cm tanto trabalho por isso ela decidiu ir lá fazer a surpresa - Anônimo

Obrigada por ter feito o pedido.❤

***

Imagine Louis Tomlinson:

Louis acabou de lançar seu álbum, com isso vieram as turnês, shows, entrevistas e agora ele está se preparando para sua turnê mundial que está vindo.
É muito trabalho em cima dele. É claro que ele tem outras pessoas que estão o ajudando, o pessoal da produção e todos os que organizam a turnê, mas ainda assim é muita coisa. Eu estava falando com ele ao telefone ontem, ele parecia cansado e estressado, estava ansioso com a turnê porque é algo muito importante para ele, eu só queria poder o ajudar, muito estresse para ele é ruim, ele volta a fumar com mais frequência e eu me preocupo com sua saúde.

-O que acha que eu deveria fazer? Não quero o ver cansado e acabado denovo.
Perguntei a Kiara, uma amiga muito próxima que estava passando um tempo comigo, já que Louis está longe.

-Acho que deveria fazer algo que o acalme…
Deu a idéia.

-Tipo o que?
Perguntei confusa.

-Não sei, algo que ele pareça relaxado quando fazem.
Deu em ombros olhando a televisão. Nesse momento eu sorri.

-Acho que sei o que fazer.
Comentei e Kiara me encarou.

-O que vai fazer?
Perguntou confusa enchendo sua boca de pipoca.

-Bom…ele me parece bem relaxado quando nós…

-Sua safada!
Falou com a boca cheia de pipoca.

-Você parece uma criança desse jeito, cadê a adulta de vinte e seis anos?
Perguntei a “garota” que me mostrou o dedo do meio em resposta.

Voltamos a assistir o filme, na verdade só ela, já que eu estava planejando tudo o que faria no dia seguinte.

(…)

Valerie’s Lingeries estava escrito com letras grandes em um banner com uma modelo sexy, por fora a loja parecia elegante e bem feminina e quando entrei confirmei minhas expectativas. Manequins vestidos com variados tipos de lingeries, um manequim com uma lingerie toda trabalhada em renda me chamou a atenção, ela é preta e tem uma pequena pedrinha brilhante, tem a cinta-liga e as meias ⅞. Ficaria perfeita em mim. E Louis adora quando uso preto.

Peguei o conjunto do cabide e procurei por um provador, quando entrei no provador dei de cara com um espaço médio, com três espelhos que vão até o chão e dois pufes, um tapete rosa cobria parte do piso de mármore e a porta era em um tom de bege claro, com a plaquinha com o número do provador em dourado. Parece o paraíso, mas é só uma loja de lingeries mesmo.

Entrei no provador ainda chocada com todo o cuidado que as pessoas tiveram com esse local, normalmente as lojas só tem um arame e uma cortina quase transparente.
Tirei toda a minha roupa e coloquei a as peças, o sutiã e a calcinha ficaram perfeitos e delinearam minhas curvas, me deixado com um ar sensual. Sorri vendo o resultado no espelho e assim que decidi que levaria, tirei tudo colocando minhas roupas anteriores.

-Vai levar, senhora?
A atendente bem arrumada e com um sorriso grande me perguntou.

-Sim.
Respondi sorrindo.

A mulher me levou até o caixa e passou as peças colocando em uma sacola com a logo da loja.

-Como hoje estamos fazendo uma pequena comemoração à nova direção da loja, estamos dando de brinde esses lubrificantes com sabor.
A mulher sorriu me mostrando cinco potinhos pequenos.

Não sei se Louis gostaria de tentar algo novo com isso mas, não custa tentar.

-Tudo bem.
Assenti e a vi colocar as coisas na sacola.

-A Valerie’s Lingeries agradece pela sua preferência, tenha um bom dia.
Me entregou a sacola e eu agradeci saindo da loja.

Nota mental: só comprar lingeries aqui.

(…)

Depois de chegar em casa, Kiara já começou a me encher de perguntas sobre o que eu iria fazer e o que eu tinha comprado, mas como eu não iria ficar explanando sobre a minha vida sexual e a do meu namorado, eu apenas escondi a sacola e ignorei toda as palavras dela.

-Ah meu Deus!
Por um segundo. Um mísero segundo que eu me esqueci dela e ela conseguiu encontrar a sacola.

-Você vai arrasar, sério, com todo respeito amiga mas você deve ter ficado muito gostosa com essa coisa.
Falou gesticulando com a lingerie.

-E minha nossa, cinta-liga? Se ele não gostar você precisa o internar.
Falou dramaticamente.

| Dia Seguinte |

-Lou?

-Oi princesa.

-Como você está? Muito cansado? Sentindo minha falta?

-Estou mal, muito trabalho, muitas reuniões, hoje é o único dia em que estou tirando uma folga. Cansado é pouco e eu queria você comigo.

-Imagino. Estaremos juntos logo, não se preocupe.

-Eu que deveria falar isso para você.

Riu.

-Bom…só liguei para saber se estava bem, amo você.

-Também te amo. Tchau.

-Tchau.
Desliguei a chamada e peguei minha mala já chamando um táxi.

Louis está hospedado em um hotel em Los Angeles, e eu vim direto de Londres onde temos uma casa meio que secreta ao fãs dele.
Informei o destino ao taxista e esperei que o mesmo chegasse.
Tive que pedir a Louise, cabeleireira dele, para me informar o hotel e o quarto onde ele está.

-Chegamos.
Informou e eu agradeci pagando e descendo do táxi.

Assim que passei meus dados na recepção, recebi o cartão e peguei o elevador subindo até o andar certo. Abri a porta com o cartão e Louis estava deitado em sua cama com o celular nas mãos.

-S/n?
Me olhou surpreso largando o celular.

Deixei minha mala em um canto e fechei a porta me aproximando.

-Uou. Você está…
Antes que ele completasse a frase eu abri o sobretudo mostrando as “roupas novas”.

O queixo de Louis caiu, seus olhos azuis estavam vidrados no meu corpo.

-É pra você. Você anda muito cansado, estressado e nervoso.
Falei enquanto me aproximava subindo na cama e engatinhando até no mesmo.

-Sexo é a melhor terapia.
Sussurrei em seu ouvido e deixei que o mesmo agisse.

-Veio até aqui por mim?
Perguntou dedilhando o tecido do sutiã fino, me causando arrepios.

-Eu iria até o inferno por você.
Confessei e ele sorriu puxando meu rosto para perto e colando nossos lábios em um beijo molhado.

-Você já é o meu inferno.
Sussurrou e tirou meu sobretudo o jogando no chão.

Louis e eu travamos uma briga quente com as línguas, cada um em busca de mais espaço e mais poder sobre o outro, mas ele venceu por conseguir ter força o suficiente para me deitar na cama e ficar por cima.
Louis passou sua mão por todo meu corpo, começando pelo pescoço e descendo até a barra da meia ⅞, sentindo todo o tecido e a minha pele quente.

-Nem acredito que fez isso, parece um sonho.
Comentou ofegante e eu ri.

-Se eu sou o inferno, então esse é seu melhor pesadelo.
Falei o provocando e o mesmo sugou meus lábios descendo os beijos para meu pescoço. Ele chupava e mordia até que conseguisse deixar a área sensível, então desceu para meus seios, descendo as alças do sutiã e tendo total acesso, massageando-os e chupando, revezando entre um e outro.

-Lou-e!
Eu gemia descontroladamente, quando ele quer ele consegue deixar qualquer uma na palma de sua mão, como se tivesse total controle sobre você. Literalmente.

Fez uma trilha de beijos da minha barriga até chegar na barra da calcinha, onde tirou com a boca, parando na coxa onde tinha a cinta-liga.

-Eu realmente gostei disso.
Falou puxando a cinta-liga e deixando um beijo em cada coxa.

Louis se levantou ficando de joelhos, e eu gemi em frustração por falta de contato. O mesmo tirou sua camisa e sua calça ficando apenas de boxe. Ele tirou seu membro para fora da cueca começando a se masturbar, até que um pouco de pré gozo saiu e ele usou o mesmo para se lubrificar, mas parecia pouco.

-Ahn…eu meio que tenho alguns lubrificantes na minha mala…se quiser.
Suas sobrancelhas se franziram e um sorriso contornou seus lábios.

Louis se levantou e saiu da cama se abaixando até a mala e pegando um dos potinhos.

-Sabor menta? Gosta disso?
Perguntou com um sorriso safado.

-Não são meus…quer dizer, são, mas…ganhei de uma loja.
Expliquei e o mesmo voltou para a cama se ajoelhando entre minhas pernas.

-Que tipo de loja anda frequentando, mocinha?
Perguntou o mesmo sorriso brincando em seus lábios.

Ele abriu o pote e mergulhou um dedo passando um pouco em sua língua.

-Hm, tem um bom gosto de menta.
Comentou e abriu minhas pernas um pouco mais e mergulhou dois dedos no pote, os encharcando. Ele passou por todo o seu membro, soltou um pequeno grunhido exclamando um “gelado”. Assim que espalhou bem todo o gel, me penetrou fazendo uma sensação gelada, molhada e ardida tomasse conta de minha intimidade. Ele se encaixa perfeitamente bem enquanto escorregava com facilidade para dentro de mim, a menta dava uma leve ardência e uma sensação refrescante que fazia ambos gemer.
Louis estocava em um ritmo controlado, não muito rápido e nem muito lento, dando assim para aproveitar cada sentimento, cada sensação proporcionada.

Mais algumas estocadas bastaram para que ambos se desmanchacem em um dos nossos melhores orgasmos. Louis deu uma ultima estocada antes de se deitar ao meu lado completamente exausto.

-Você me cansa de uma maneira maravilhosa.
Sorriu selando meus lábios antes de me abraçar nós dois dormimos.

***

Espero que tenha gostado.😘

Se possível, vá na ask e diga o que achou.😉

LIAM PAYNE 

  • Anônimo:Oi!!! Queria pedir um do Liam que eles acabaram de ter bebe e a Ex dele vai na casa deles ( S/N esta sozinha) e tenta bater na S/N que ainda esta em descanso por conta do parto e o Liam chega bem
  • Não ficou como eu queria mas espero que goste <3
  • Volte na ask para dizer o que achou por favor.
  • Boa leitura!


Um mês que meu filho e do Liam nasceu, ele não tinha nome ainda pois a gravidez ocorreu sem a gente esperar então por isso não escolhemos ainda, e como Liam estava quase que dormindo na gravadora por causa do seu álbum não tivemos oportunidade de conversar.

Hoje ele estaria de novo na gravadora e eu ficaria em casa cuidando do meu filho, ele era bem calminho e quase não chorava só quando estava com fome e sono. Nesse momento ele estava no seu Moisés dormindo e eu que ainda deveria ficar de repouso por conta dos pontos estava, na cozinha arrumando algumas coisas enquanto supervisionava o pequeno bebê, logo escuto a campainha tocar e vou atender e quem eu menos esperava aparece.

- O que está fazendo aqui?

- Vim fazer uma visitinha pra menina que roubou Liam de mim – ela diz e eu reviro os olhos

- Se veio pra brigar não adianta, acho que já passamos dessa fase e assim como eu amadureci tenho certeza que você também - sorri cínica.

- Escuta aqui, você fala direito comigo porque eu não sou nada sua – ela diz colocando o dedo na minha cara e me empurrando.

- Escuta aqui você Melanie, você está na minha casa e eu quero o mínimo de respeito, agora sai daqui – sinto uma pontada na barriga por conta dos pontos e coloco a mão.

- Ah (seu nome), tão frágil – ela olha pro bebê e vai até ele

- Se afasta dele Melanie – ela pega ele no colo

- Calma eu não faria mal pro filho do cara que eu amo, mas eu poderia muito bem fazer algo com você – ela diz e eu pego ele no colo e ele começa a chorar e coloco ele de volta onde estava

- Se você não sair daqui eu vou chamar a policia

- Até a policia chegar aqui você vai estar morta, ai eu vou pegar seu filho e viver eu, Liam e ele – me deu enjoo só de imaginar a cena

- Você é doente, e não teria coragem de me matar.

- Não duvide de mim (seu nome) – ela diz

- MELANIE, SAI DAQUI POR FAVOR – grito ela segura meu cabelo forte e sinto outra pontada, dessa vez eu sinto minha camisa molhada e vejo sangue, tento empurra-la mas ela me segura forte.

- Eu quero muito te bater sabia

- Você é tão covarde que sabe que não posso fazer esforço, se não eu já tinha te chutado daqui – ela levanta a mão pra me bater mas vejo Liam entrando em casa e o nosso filho chorando alto

- Melanie – ele grita e ela toma um susto e me solta, eu me encosto na parede e sento no chão com a mão na barriga ainda sangrando

- Sai daqui agora e deixa minha esposa em paz, a gente já terminou faz dois anos

- Ah Liam, pena que você prefere essa garota ai do que eu, não sabe o que perdeu

- Se você não sair daqui agora eu vou chamar a policia – ele diz

- To indo amorzinho, só espero que depois não venha correndo atrás de mim – e ela sai sem nenhuma resposta e Liam vem até mim

- Meu amor tá tudo bem – ele segura minha mão

- Liam pega o nosso filho, vamos para o hospital eu acho que meus pontos abriram

- Tabom, eu vou colocar ele no carro e venho te buscar – ele vai e depois de uns minutos ele volta e me pega no colo e me coloca no carro.

Chegando no hospital eu tive que fazer outros pontos e o médico disse que estava tudo bem, só não era pra eu ficar andando. Chegamos em casa e coloquei meu filho pra dormir, eu já estava de pijama e coloquei ele no berço do lado da minha cama, já que tinha que ficar de repouso achamos melhor colocar ele do meu lado, Liam entra no quarto e deita do meu lado.

- Desculpa te deixar sozinha aqui, ela poderia ter te machucado – ele me abraça pela cintura.

- Tudo bem meu amor, você estava trabalhando – digo e lhe dou um selinho

- Não (seu nome), eu estou errado vou ver se fico mais aqui no estúdio de casa do que indo lá e vou contratar alguém pra te ajudar aqui.

- Não precisa amor

- Shiii, precisa sim – ele me abraça e coloca seu rosto no colo do meu peito mas logo ouvimos um chorinho do nosso lado e quando eu ia levantar ele me segura

- Pode dormir e nem pense em levantar, eu cuido dele – ele diz e sorri

- Obrigada meu amor – ele pegou nosso filho e logo ele se aconchegou nos braços do pai adormecendo de novo.

PLÁGIO É CRIME!

VOLTE NA ASK PARA DIZER O QUE ACHOU!

Seriously?” Maritza soltou um grunhido frustrado para a pessoa que havia acabado de derrubar sua câmera no chão ao trombar com ela, era a segunda vez que isso acontecia naquele dia. O quão difícil era gravar um vlog na Disney sem que sua câmera fosse destruída? Se recusava a acreditar que tudo era fruto da sua distração, ela já passou por coisas piores gravando no meio da Times Square ou num mercado no Japão. Enquanto pegava sua câmera e se certificava de que nada estava fora do lugar, olhou incrédula novamente para a pessoa causadora de sua irritação agora. “Melhor rezar pra que não tenha quebrado nada.” Suspirou, ligando o aparelho e mal reconhecendo sua maneira mal humorada de lidar com as situações. “God, I hate Disneyland.

         con la pereza recorriendo cada milímetro de su cuerpo, el mismo terminó por desplomarse sobre el sofá y su cabeza apoyada en la parte superior del mueble, en dirección a la fémina que estaba a su lado, automáticamente una sonrisa deslizando por sus facciones. apenas había llegado nicola al país y no quería que se fuera, quería que se quedara ahí para siempre con él.  “  sé que esta el milésima vez que te digo ésto, pero te quiero.   ”

                                         ⊰  ⋅ *.⋄ @galaxiaes

tem um barzinho aqui na frente de casa, cê sabe, aquele que todo dia cria um escritor de bar; outro dia te vi entrar lá. cê tava com uma cara de quem comeu comida estragada, mas antes fosse comida estragada, né?! cê tava era com o coração podre. te conheço bem, cê não tava bem. daqui do quarto não dá pra ver o interior do bar, mas fiquei imaginando o que cê ficou fazendo lá dentro: passou no balcão e pediu a pior e mais forte bebida, depois sentou numa mesa de canto, só pra observar, cê sempre gostou de ter olhos pra tudo que viesse a acontecer; cê fez uma careta quando bebeu aquele líquido amarelado, mas foda-se, não fazia diferença, só queria enfiar as mágoas no caneco e deixar pra trás quando fosse embora; cê saiu de lá nos braços de outra mulher. cê entra num bar pra esquecer uma e sai com outra; foi assim comigo e será assim sempre, até que um dia cê aprenda que nessa vida a gente precisa de alguém que fique e que nos remonte. 

biozinhas

eai gnt que sdds de vcs, sei q estou postando pouco mas faço o que posso p manter o tumblr atualizado! talvez eu abra vagas pra moderação mas estou pensando ainda mas enfim like no post se pegar ou créditos no twitter © bio paradisebios

noa estou disposta

eca sai de perto de mim

só to aqui por causa de certo @

eu to aq pra causar se fosse p ser pacifica eu tava no oceano

na verdade agora que eu vi que incomodo horrores, eu vou aproveitar

oq sao uma ou duas pessoas q me odeiam perto de 130 MILHOES DE BRASILEIROS Q ME AMAM

minha bio n eh pasto p ter uma vaca lendo ela

oi keridinha,,,, só passei p te desejar o meu mais sincero fodase

cada dia eh uma segunda feira diferente p gnt lidar

fã n #1 da melody

senhora porque vc ta correndo senhora volta aqui e me segue senhora

mostrando um pouco de cultura pra esse povo

pode me bloquear mas não pode me impedir de falar verdades e mostrar cultura pra esse povo (credito ao luscaspfvr)

to aqui p causar

to drogada 99% do tempo

desculpa por ler as merdas q eu falo

tudo posso no twitter que me fortalece

se deus eh com nois quem sera contra nois

as pessoa acha q so otario e elas tao certa

mais trouxa q vc so outro de vc

acabei de levar um tiro aqui dentro de casa

vendo vc beijar outras bocas @

to de boa passa cinco min n to mais

signo

Gêmeos

Eu quase não consigo escrever sobre este signo. Isto porque eu tinha que fazer ginástica e me lembrei que tinha que dar um pulo no meu banco para resolver um problema de débito automático, quando me lembrei que hoje, terça feira é o dia da feira, aqui do lado de casa, mas caraca, eu tinha que ver um apartamento com um corretor antes do meio dia, horário de uma entrevista na rádio. Ufa!

É exatamente assim que é a personalidade, o ritmo e o cotidiano do geminiano. Pensa mil coisas ao mesmo tempo. Porém no meio disto tudo, sai uma idéia maravilhosa, algo louco e inédito. O geminiano é capaz de parar o sexo com você, só para ver o novo clipe da Amy Winehouse e depois volta com o mesmo fogo de antes, enquanto você esta ainda enxugando as lágrimas.

O povo de gêmeos tagarela muito. E não consegue guardar segredos. Se quiser prejudicar alguém, solte um veneno para o geminiano e ele vai espalhá-lo, como se fosse à imprensa marrom.

E de repente, o gêmeos está ali na festa dançando, pulando e do nada, fica quieto, sério, e vai embora…

É o seu outro lado, entrando em ação. Gêmeos é um signo duplo, assim, como sagitário e peixes, são os chamados signos mutáveis… É o signo que melhor representa a TPM. O Geminiano é inteligente porque absorve tudo muito rápido, tipo um Sempre Livre, mas odeia se aprofundar nas coisas…

Tipo modess sim, vibrador não. Dizem que gêmeos é falso. Não é. Apenas muda rápido de idéia. Corretores de imóveis se irritam com este signo.

O Homem geminiano tem sempre muito o que fazer, muitos amigos, muitas atividades e pode até ter duas namoradas, porque esqueceu-se de terminar com a outra. Mas não tenha pena, mate-o do mesmo jeito. Geminianas são lindas, femininas e ágeis. Grande parte das modelos são geminianas, talvez por isto, se adaptem a vida de modelo que é mil testes, mil viagens, mil dietas, mil vômitos, enfim. Tenho um amigo geminiano que demora 3 horas para malhar, porque fala com toda a academia. Tenho um outro amigo que é geminiano, judeu, mas fala japonês fluentemente. E tenho um outro que era músico formado, virou arquiteto, já foi motorista e ataca de corretor de imóveis. Entenderam? Ou seja, com o talento bem canalizado, vão longe…E alguém lá sabe canalizar talento?

E viva os geminianos \o/ ~ CarpeDiem ~

Estou tão cansado de tudo. De relacionamentos, de estudos, de amigos e namorados, cansado do tempo e do tempo vago no busão da vida, estou cansado de mim. O engraçado é que gosto tanto de mim, mas muito mesmo. Ultimamento não sei o que anda acontecendo comigo, todos os dias vem uma sensação de conflito aqui dentro. Todas as noite eu durmo com a sensação de querer viver fora e longe de tudo. Que todas as situações soassem levem e que as brigas fossem embora. O clima de festas aqui em casa já causa incômodo, mesmo com paz, o barulho irrita. Me comodei nas sensações alegres da vida e nas minhas tentativas de quase tudo dar certo. Me guardei em estado de perfeição e boa forma, e quando a tristeza vem me visitar ela me tem toda pra si, porque sempre adorei tudo novo, e a tristeza me teve como presente, porque agora é novidade em minha vida.

- Psicodélico 

Quando nossos olhares começaram a se cruzar na padaria nos domingos pela manhã, eu já sabia que seria você, eu decorei sua lista de compras porque sempre escolhia ficar atrás de você no mercadinho da esquina só para poder te olhar. Eu ficava feliz sempre que você esquecia a cortina aberta porque dava pra ver seu quarto inteiro da varanda aqui de casa onde meu pai costumava fumar. Eu te dava um sorrisinho tímido sempre que te via passeando pelo condomínio, você devolvia com medo que ele não fosse pra você e ali já se iniciava uma espécie de carinho antes mesmo de saber meu nome. Eu descobri seu telefone e a gente falava sobre tudo pra não ter mais motivo pra desligar. Você descobriu que meu coração podia bater tão rápido e mesmo assim eu não ter um ataque cardíaco só pra continuar ouvindo sua voz todos os dias. Você renovou minhas forças e me fez ter energia o suficiente para enfrentar o mundo se fosse para ficar ao seu lado para sempre, você também me ensinou que quando é com a pessoa certa o para sempre existe sim e ele é grande assim como o amor que eu já sentia por você antes mesmo de começarmos a nos falar, é rápido assim como as horas viram segundos ao seu lado, é intenso como seus beijos, delicado e reconfortador como seus carinhos. Você tinha se mudado pra cá a menos de um ano e antes disso eu acho que a vida já sabia que a gente seria só da gente e por isso fez questão de encaixar cada coisa em seu lugar. Eu troquei a luneta de posição porque as estrelas não se moviam com a mesma frequência que você. Eu apontei ela pra sua cama porque meu céu se resumia em ti, ainda mais lindo quando fazia tudo em seu entorno combinar. Seu lençol de flores vermelhas combinava com o tom de sua pele amarela e eu só sabia que você tinha dormido porque sempre deitava de barriga pra baixo só na hora de dormir e nem percebia, porque você subia o braço até seu bíceps encontrar o travesseiro que um dia seria trocado porque alguém. Você me mandava um beijo de sua janela quando levantava da cama e estampava um sorriso no rosto para manhã acordar e ter um bom dia, seu modo de espreguiçar o braço esquerdo era tão lindo de frente quanto de costas e eu descobri isso quando seus pais viajaram por dois dias você me chamou pra “morar” ai, quando eu só pensava o quão inusitado era alguém chamar a outra pra morar durante 48 horas. Você disse que me amava e sua coluna pareceu estar no lugar porque você tirou um peso das costas ao dizer isso. Eu sei que tirou porque aconteceu comigo também, e agora de coluna ereta só nos restava ter uma demonstração mínima de como seria a felicidade da gente se casar e a apreensão máxima quando você me deu a notícia que sua menstruarão estava atrasada e tinha te surgido um medo absurdo de fazer o teste sozinha sem ter eu lá pra te acompanhar. A bronca dos nossos pais durou mais que duraria a sua gestação se você não tivesse atrasada só por conta do seu nervosismo. E eu não vou ser pai dessa vez. Só que eu enfrentaria o mundo por você amor, você nunca vai precisar sofrer nada sozinha. Eu quero construir isso em torno de você, seja a frente ou atrás, mas principalmente ao seu lado. Porque o amor não morre, não envelhece, não se desgasta, não acaba. Aprendi isso com você.
—  abulias & s-e-u.
Alegrias institucionais

Daí que ele disse que pediu que alguém mandasse os lance prele, mas ninguém deu. Parece eu, eu mando nesse povo aqui de casa e ninguém obedece.