aproveite-o-dia

Aproveita o Dia (Walt Whitman)

Aproveita o Dia (Walt Whitman)

“Aproveita o dia, Não deixes que o dia termine sem teres crescido um pouco. Sem teres sido feliz, sem teres alimentado teus sonhos. Não te deixes vencer pelo desalento.
Não permitas que alguém te negue o direito de expressar-te, que é quase um dever. Não abandones tua ânsia de fazer de tua vida algo extraordinário. Não deixes de crer que as palavras e as poesias sim podem mudar o mundo. Porque passe o que passar, nossa essência continuará intacta. Somos seres humanos cheios de paixão. A vida é deserto e oásis. Nos derruba, nos lastima, nos ensina, nos converte em protagonistas de nossa própria história. Ainda que o vento sopre contra, a poderosa obra continua, tu podes trocar uma estrofe. Não deixes nunca de sonhar, porque só nos sonhos pode ser livre o homem. Não caias no pior dos erros: o silêncio. A maioria vive num silêncio espantoso. Não te resignes, e nem fujas. Valorize a beleza das coisas simples, se pode fazer poesia bela sobre as pequenas coisas. Não atraiçoe tuas crenças. Todos necessitamos de aceitação, mas não podemos remar contra nós mesmos. Isso transforma a vida em um inferno. Desfruta o pânico que provoca ter a vida toda a diante. Procures vivê-la intensamente sem mediocridades. Pensa que em ti está o futuro, e encara a tarefa com orgulho e sem medo. Aprendes com quem pode ensinar-te as experiências daqueles que nos precederam. Não permitas que a vida passe sem teres vivido…”

Cada momento, cada coisa, cada detalhe, tudo, exatamente tudo é importante quando se é vive com amor e alegria. Carpe Dien ou aproveite a vida em uma tradução livre, o que significa isso para você ? Qual é o melhor momento da sua vida ? Sinceramente para mim não existe, todos foram importantes, mas nenhum foi o melhor que o outro. Uma vida plena deve ter autos e baixos, momentos felizes são necessários para nos testar e nos mostrar que somos capazes, a vida é cheia de mistérios, se ela fosse facil ninguém gostaria de viver-la.

Cansaço. 

Se Edward pudesse definir seu dia em uma única palavra, essa seria a escolhida. E que dia infernal, aquele fora. O capitão não planejava ir para a “festa” da e abertura da operação. Na verdade, acreditava que a policia deveria trabalhar nas sombras, quanto menos informações tivessem para divulgar para o público em geral (e para os bandidos em potencial) melhor. Mas as coisas não aconteciam segundo sua vontade. 

Aproveitou o dia de “folga” para ir no banco, resolver uma pendência do setor financeiro que tanto o incomodava há tempos. Quando a ligação veio. Quem poderia imaginar que um lugar cheio de policiais e pessoas importantes seria metralhado?

Ali Edward teve uma certeza. A situação estava realmente feia. 

Tomou o caminho do prédio imediatamente, passando as horas inteiras seguintes ajudando na investigação. Praticamente todos os que estavam por ali haviam ficado, num esforço conjunto, e passaram uma boa parte da noite fazendo tudo que podiam para ter, ao menos, algumas respostas sobre o que realmente havia acontecido.

- Vamos tomar um café? - Edward disse ao colega de trabalho, quando o grupo de policiais começou a se dissipar. - Odiaria ter que fazer isso sozinho. 

Carpe diem. Aproveite o dia.
Porque quando morrer tudo se vai se desvanecer, as pessoas continuaram vivendo. Faça sua vida ser extraordinária, para que ao morrer, nos últimos milissegundos, você se arrependa de não ter vivido o suficiente. Abrace, beije, ame, volte, seja, mude, fique. Faça a diferença. Ou então sua passagem por aqui não terá significado nada.
—  Isa Souza