apresentador de tv

One Shot - Harry Styles

Pedido: Vocês podem fazer um one shot que a (s/n) é uma atriz famosa que foi indicada ao Oscar e ela leva o Harry na premiação?”

——————————————————————————————————-

Olhei-me no espelho e sorri. Eu estava do jeito que imaginei quando decidi comprar esse vestido. Janette, a minha maquiadora, havia feito um ótimo trabalho. Meu produtor ligou dizendo que Harry, meu namorado, já estava me esperando no andar de baixo. Peguei minha bolsa que combinava com o vestido preto que escolhi e desci.

- Linda como sempre, mas a cada vez que te vejo você se supera. – Harry disse segurando minha mão e beijando-a enquanto me encarava nos olhos.

- Não seja tão conquistador. Você sabe que eu não aguento.

- Será a atriz mais bela de todas, tenho certeza.

- Eu também tenho. – Ri acenando para meu motorista. Estávamos no lado de fora da minha casa.

- Humildade. Isso que me encanta em você. – Harry estendeu o braço para que eu me apoiasse.

- Ironia. Isso te faz mais sexy.

Entramos na limousine e Harry rapidamente posicionou-se ao meu lado pra ter acesso a minha coxa através do vestido. Logo o meu produtor apareceu e entrou junto conosco. O caminho foi regado de conversas descontraídas entre os dois enquanto eu respondia uns fãs no Twitter e anunciava que estava a caminho do Oscar. Eu fui indicada a atriz do ano e tinha esperanças de ganhar, por isso eu decidi comparecer.

- Hey (s/n)! – Um repórter me chamou no tapete vermelho. Eu e Harry pousávamos para fotos.

- Diga. – Sorri ao aproximar-me dele.

- Como se sente concorrendo pela primeira vez a atriz do ano?

- Me sinto mais do que feliz. Concorrer com mulheres como Jennifer Lawrence e Anne Hathaway é uma honra. - Falei animada.

- E seu namorado conseguiu uma folga na turnê pra te acompanhar?

- Pra minha namorada eu sempre tenho tempo. Não podia deixar de acompanhá-la num momento tão especial. – Harry respondeu por mim ao se aproximar e beijar minha bochecha.

- Ele é o melhor. – Olhei para Harry que sorria.

- Boa sorte, (s/a). Todos os seus fãs estão mandando milhares de mensagens de apoio no nosso site.

- Eu só tenho a agradecer por tudo. Eu os amo muito. – Disse pondo fim na pequena entrevista e saindo com Harry para dentro do local.

Logo o show de abertura começou, Adele encantava a todos com sua voz firme e afinação perfeita. Harry não tirava os olhos da cantora por um segundo, e confesso que só não fiquei com ciúmes porque sabia que ele era fã dela. Não demorou muito para que os apresentadores perfeitamente bem vestidos aparecessem e começassem a anunciar a categoria de melhor atriz coadjuvante.

- E finalmente chega a hora da nossa categoria mais esperada. Atrizes conceituadas e com talentos imensos e incomparáveis. – A mulher morena com um vestido preto completamente colado em seu corpo todo e um belo penteado lateral, disse.

- Cada uma possui um jeito de trabalhar, um jeito de decorar seus textos, um tipo de filme preferido para se fazer e até mesmo uma equipe com quem mais se identifica. E justamente por isso nenhuma delas podem ser comparadas, pois nada entre elas sequer são parecidos. Digo isso porque conheço cada uma das indicadas. – O homem de cabelos pretos perfeitos e lisos, que eu conhecia muito bem já que fora meu namorado, falou convicto. Eu já sabia o porquê de tanto falatório sobre comparações, pessoas que não gostavam de algumas de nós diziam que uma está há mais tempo nos cinemas e merece ganhar, outra atriz tem o trabalho parecido e/ou participaram do mesmo filme, mas se expressou melhor e o prêmio deveria ser dado a ela. Eu particularmente acho uma coisa insignificante, se expressar melhor não quer dizer que você fez um bom trabalho.

- E depois dessa pequena dica, prosseguimos a premiação com as indicadas. – E após a que faltava dos três apresentadores falar, a mulher loira, um pequeno resumo dos nossos filmes foi mostrado. Dando ênfase a nós, as indicadas, claro. – Uh! Está difícil.

- Muito. – O homem disse, ele era um apresentador de programa na TV fechada, se chama Jordan. – Mas vamos deixar de conversa mole e dizer qual dessas lindas mulheres sairá daqui como melhor atriz do ano. – Abriu vagarosamente o envelope enquanto uma das mulheres, a morena, pegava a estatueta para entregar.

- Você vai ter que subir e ainda cumprimentar esse babaca. – Harry disse me assustando. Eu estava concentrada demais.

- Eu não vou ganhar, Harry. Vamos cair na real, tenho que pensar em um discurso pra loser. – Ele riu e beijou minha mão.

- E acredito que o resultado não é surpresa pra ninguém. (s/n) (s/s), sobe aqui e vem pegar a estatueta mais requisitada de todos os tempos porque ela é sua. Você é a atriz do ano. – Jordan disse sorridente e logo a câmera focou em mim. Harry me abraçava confortavelmente e beijava minha testa no momento. Todos aplaudiam.

Subi, peguei minha estatueta com a morena muito mais bonita de perto e abracei cada um dos apresentadores, inclusive meu ex que sorria feliz por mim. Ele era uma das poucas pessoas que sabia da minha luta pra chegar aonde eu cheguei. Posicionei-me no microfone e me preparei pra falar, quer dizer, tentar.

- Bom, eu serei sincera com todos vocês. Não fiz discurso de vitória, na verdade pensava no que dizer nas entrevistas quando eu perdesse. Vou ser breve, pois sei que todos vocês estão loucos para irem comer e beber na festa. – Ao dizer isso fui ovacionada e não contive o riso. – Tenho que agradecer primeiramente a Deus por me proporcionar esse momento tão especial e grandioso na minha vida, depois quero agradecer ao meus fãs que são maravilhosos e acolhedores, mesmo quando faço algo errado e também quero mandar um beijo e abraço para minha família e dizê-los que agora sim eles podem falar que tem orgulho de mim, pois o que faltava chegou. E por último, mas não menos importante, quero agradecer pela minha companhia que está sentada na cadeira A8 e está sorrindo pra mim agora. Harry, você é meu ponto principal de força, minha base, meu galho no penhasco que posso segurar quando estou caindo. Eu te amo. – Falei pondo fim no discurso e vendo todos levantarem e me aplaudirem, junto com assobios.

Desci do palco pela lateral e caminhei entre as pessoas sendo parada por elas para me parabenizar pelo prêmio principal, até porque eu já tinha ganhado dois naquela noite. No local da festa, procurei Harry por toda parte e não o encontrei, até que recebi uma mensagem de texto que dizia “estou bem aqui atrás de você, e sem malicias.”. Olhei para trás e o meu namorado estava segurando duas taças de vodca.

- Não sabia o que trazer para a atriz do ano, então acabei de inventar que toda vez que alguém ganhar um prêmio importante como esse, deverá beber uma taça como essa de vodca. – Ergueu a taça me fazendo rir. Rapidamente peguei-a e tomei num gole só.

- Pronto. Já está pago. – Bebi a dele também fazendo-o arregalar os olhos. – Vou ao banheiro, já volto. – Beijei sua boca e saí atrás do local de banheiros.

Conversei com algumas atrizes no banheiro, entre elas, Angelina Jolie que revelou estar feliz por mim. Agradeci já agarrando-a e implorando por uma selfie, mas me controlei. Retoquei minha maquiagem e saí sendo parada por algumas pessoas para tirar foto. Harry estava sentado numa mesa ao lado de uma moça que eu não conhecia, a mulher se aproximava cada vez mais do meu namorado.

- Oi meu amor. – Cheguei na mesa e sentei-me no seu colo beijando sua boca. Em seguida olhei para a moça que parecia muito envergonhada.

- Oi. Que demora, (s/a). – Mordeu meu pescoço. A mulher agora subia o vestido para que o decote não ficasse tão evidente.

- Quem é ela? – Sorri sem mostrar os dentes.

- Sarah O’Ville. Jornalista do TNYT¹.

- Ah, sim. Prazer. – Estendi a mão e ela apertou ainda sem graça.

- O prazer é todo meu. Depois queria uma entrevista contigo, pode ser?

- Claro que pode. – Acha que vai dar em cima do meu homem e eu vou descer do salto? Não mesmo. – Mas pode ser depois? Quero descansar um pouco. – Fiz questão de ser um pouco específica em “descansar” para que ela percebesse que eu queria ficar a sós com Harry e assim ela fez. Foi embora.

- Aposto que no seu pensamento você estava matando essa pobre mulher.

- Virou vidente ou eu sou tão previsível assim? – Ri.

- Um pouco das duas coisas. – Piscou o olho.

- E você estava adorando.

- Um pouco. – Revirei os olhos fazendo-o rir. – Você é muito ciumenta.

- Tenho meus motivos. – Cruzei os braços. – Sou capaz de trucidar qualquer uma que dê em cima de você. Harry Styles é meu.

- Não fale de mim na terceira pessoa. – Fez cara feia e apertou minha cintura.

- Por quê?

- Tenho ciúmes.

- De você mesmo?

- Sim.

- Bobo. Meu Deus, eu namoro um joão bobão. – Coloquei a mão na testa rindo.

- Um bobo que você ama, não é?

- Amo muito. – Beijei-o. – E ah, obrigada por ter vindo.

- Disponha, senhora. – Beijou-me novamente e assim ficamos a festa inteira. E quando voltamos pra casa, Harry completamente bêbado ainda fez um belo striptease para comemorar meu prêmio tão especial e esperado. Esse com certeza foi e será o Oscar mais importante da minha vida.

Ps: ¹ - The New York Times