ant mas

Já não sou como eu era antes, muitas coisas aconteceram comigo. E você sabe. Meus antigos amigos sabem. Até mesmo o padeiro deve saber. Já não sinto coisas como sentia antes, e às vezes, é difícil não sentir. Acho que tem sido dias turbulentos dentro do meu coração e da minha alma, onde sempre reinou a calmaria. E eu despenco num abismo dentro de mim, mas não caio em mim. Acho que estou perdido. Ou sem foco. As pessoas mudam, mas não querem algo novo. Na verdade estão sempre procurando uma memória do passado para justificar o agora, todos tem um grande dia, um grande motivo para voltar lá atrás. Procurando por memórias boas, inocentes e antigas… ou fugindo delas. E não é como antes. Mas a gente tenta e luta. Olha e espera. Sonha e deseja. E também a gente chora, só por saber que existimos em um mundo onde o passado se tornará amargo no futuro. E tenta construir um presente em que algum dia, os sentimentos bons que a gente planta nos ruins floresçam. E cresçam. Porque você sabe, por mais que no passado algo bom aconteceu e você se prenda tentando reencontrar, é no presente e no futuro que algo maior e melhor está guardado. Tenha força.
—  Hey, Diego!
  • — Pegaram ele de jeito. Puseram umas camisas nele, umas calças, umas coisas estranhas.
  • — E ele?
  • — Ele foi deixando. Quando viu, ele já não era ele mais. Era só um rastro do que ele tinha sido antes.
  • — E então?
  • — Ele continua sendo e agora ele é ele.
  • — Como assim?
  • — Ele é como ele é.
  • — Mas você acha normal?
  • — Normal não pode ser, não é? Do jeito que ele olha, com aquelas roupas e tudo...
  • — Você acha que ele é feliz?
  • — Às vezes, mas às vezes também ele deve se lembrar e sentir saudades.
  • — Do quê?
  • — Dele mesmo, né? Do que ele era antes de mudar tanto.
  • — Mas todo mundo muda...
  • — Não assim, não tanto, não desse jeito, não com aquelas roupas que puseram nele!
  • — Então como é que fica?
  • — Acho que ele vai tentar apagar da memória o que ele foi antes.
  • — Como se tivesse nascido assim...
  • — É, como se tivesse morrido.
  • Arnaldo Antunes, "Aqui ninguém precisa de si" (2015)
Pensa em suicídio? Vá em frente, mas antes, tente fazer isso - roube chocolate no walmart, prove sorvete de tangerina, dirija à 220 km por hora em uma rodovia, grite o mais alto que puder dentro de um túnel, zere Sonic, Pacman e Super Mario, almoce com um policial, pule de bang-jump, escale uma montanha, leia trinta livros, vá ao show da sua banda favorita, faça uma tatuagem, apaixone pessoas que você não vai amar até descobrir que na brincadeira se apaixonou mesmo, aprenda a tocar um instrumento, escreva uma poesia, visite um parente distante e finja que as conversas da família te interessam, segure o ar por dois minutos sem soltar (não morra tentando essa parte), escreva seu texto favorito nas paredes do seu quarto, beba até vomitar, chore em um lugar público pra ver se alguém irá te consolar, piche uma frase de efeito em um muro, coma até não aguentar mais, ande de bicicleta sem as mãos, encoste a língua no nariz, cante no ventilador, abrace um mendigo, invoque satã com um tabuleiro de ouija e fique com o cu na mão. Depois de tentar tudo isso, faça o que achar melhor, que a vida é uma merda ninguém pode negar, mas algumas loucuras tornam tudo mais suportável.
—  SEAN WILHELM.  
Quando nos conhecemos, a conexão de conversas eram bem intensas,  assunto pra lá e pra cá. Achamos assuntos onde não tinha, passávamos horas e horas sem ao menos nos da conta de quanto tempo estávamos conversando, na sua maioria muitas bobagens. Mas, esses momentos das nossas conversas era o que  mais me sentia feliz, até mesmo como se fosse uma criança ganhando seu primeiro presente, abraço ou beijo. Por que era assim que eramos, um ligado ao outro. Hoje as nossas conversas e nossa conexão foram amputadas. Hoje não passam de um: “Oi, tudo bem? Como vai?”. A conversa simplesmente acaba aí, o silêncio toma conta de nós. Fico buscando onde achar assunto para voltar ao que eramos antes, mas será que você tem feito esse esforço também? Ou apenas aceita essa conexão quebrada entre nós?
—  Alef Santos.
Sua vida não será difícil se permitir o adeus de algumas pessoas. Evite quem te procura só de vez em quando, quando o vento assovia pela janela e desvia pelo mesmo caminho que chegou. Aprenda a ignorar a tristeza, mas antes, entenda que ela é uma canção de paz, e somente os que a ouvem com paciência chegam ao final. O final cuja sinceridade lhe guiou.
—  Emerson Mollin
Ela saiu de casa batendo a porta. Mas antes, ele tinha mandado ela tomar no cu. Mas antes, ela tinha pedido que ele pelo menos limpasse a merda que fez. Mas antes, ele tinha derramado vinho no tapete. Mas antes, ela tinha duvidado de que ele derramaria o vinho todo no tapete. Mas antes, ele tinha dito que derramaria o vinho todo no tapete. Mas antes, ela tinha dito que a culpa não era dela de ele não ter um emprego. Mas antes, ele tinha dito que ela não precisava jogar na cara que ele não tinha dinheiro nem para comprar um tapete. Mas antes, ela tinha dito que a mãe dela merecia respeito, afinal de contas era ela quem tinha mobiliado o apartamento, do ventilador ao tapete. Mas antes, ele tinha dito que a mãe dela era uma vaca. Mas antes, a mãe dela tinha saído do apartamento batendo a porta. Mas antes, ele tinha pedido que a mãe dela saísse, de preferência sem bater a porta. Mas antes, a mãe dela tinha dito que ele estava mais gordo. Mas antes, ele tinha dito que a mãe dela estava mais velha. Mas antes, a mãe dela perguntou se ele tinha conseguido o emprego. Mas antes, ele disse que a mãe dela chegar de surpresa era só o que faltava. Mas antes, a mãe dela tinha chegado de surpresa. Mas antes, eles tinham se beijado e pedido desculpas e prometido que não iam brigar. Mas antes, ele perguntou por que é que nada que ele faz nunca está bom. Mas antes, ela tinha reclamado que ele não sabia nem abrir um vinho. Mas antes, ele tinha tentado abrir um vinho. Mas antes, ela tinha sugerido que ele abrisse o vinho. Mas antes, eles tinham se beijado. Mas antes, eles tinham deixado os filhos na casa da irmã dele. Mas antes, eles tinham dito que seria uma noite linda. Mas antes, eles tinham passado no supermercado e comprado o melhor vinho. Mas antes, ela tinha dito que tinha muito orgulho do marido que ele era. Mas antes, ele tinha chorado porque não era assim que ele se imaginava aos 35. Mas antes, ele tinha sido recusado na entrevista de emprego. Mas antes, ela tinha dito que confiava cegamente nele. Mas antes, ele tinha dito que era só uma entrevista de emprego, e que nada estava certo ainda. Mas antes, eles tinham combinado de comemorar as duas coisas, o aniversário e o emprego novo. Mas antes, eles tinham acordado e percebido que, naquela noite, eles iriam comemorar sete anos juntos. Mas antes, eles tinham sido felizes. Isso antes.
—  Gregório Duvivier.
Ele não sabe, mas ele é a coisa mais bonita do meu mundo. Ele não sabe, mas mora mais nos meus pensamentos do que na casa dele. Ele não sabe, mas ele é a primeira pessoa que eu chamaria para uma viagem. Ele não sabe, mas eu amo aqueles olhos. Ele não sabe, mas antes de dormir eu penso em um futuro juntos. Ele não sabe, mas o sorriso dele me faz sorrir. Ele não sabe, mas ele é a minha calmaria. Ele não sabe, mas eu só sou brigona porque o amo. Ele não sabe, e também não quer mais saber.
—  Iasmim Silva
3

Hi guys! A few weeks ago I was talking to my friend  diaang about an au I had in mind, she very friendly and helped me with this beautiful au! I love you, thank you very much toronjita! X3

au: Star blind

en este au me concentrare ante el miedo mas grande para muchas personas … ser impotente e incapaz de hacer las cosas por si misma , debido a su enfermedad , star es una chica muy dependiente , y esto es algo que ella odia con todas sus fuerzas , haciendo así que la joven princesa se adaptara a la monotonía y soledad en su habitación … al pasar lo años , sus padres muy angustiados ante la poca interacción social y la falta de educación adecuada de la futura sucesora del reino deciden encontrar ayuda . ante esto se les presenta un joven , aparentemente de la misma edad de su hija , el cual se ofrece para ayudar y guiar a la heredera ; el muchacho se notaba desesperado, ante su baja estabilidad económica y su padre desempleado no encontraba mas opción que tomar este empleo tan bien pagado… a partir de este au podremos observar como la joven princesa tratara de destruir la moralidad de marco para así tener una vida normal y tranquila

datos importantes:

1. marco y jackie son pareja en este au (llevan aproximadamente 2 años juntos)

2.star sera una niña mimada y despreciable , que hará todo lo posible por hacer infeliz a marco 

3.star y tom son pareja (hasta cierto punto)

4.star no posee su varita debido a su incapacidad para controlarla

5.marco es un chico pobre, antes de trabajar en mewni, marco era el vocalista de un grupo de mariachis , a pesar de disfrutar su empleo , no era lo suficiente para ayudar a sus padres.

6.marco y star se odiaran a muerte en el principio… poco a poco la relación mejorara 

7.star es analfabeta , nunca tuvo educación debido a que siempre estuvo encerrada en su cuarto 

espero les guste chicos X3

pra agradecer os 3.7k+ de seguidores fiz esse pack. Era pra ter feito a um tempo atrás na verdade, mas antes tarde do que nunca né?! É um pack simples, mas fiz com o maior carinho. Esperam que vocês gostem, e que seja útil.

this pack contains:

  • 58 random texts;
  • 66 png texts;
  • 501 pngs:

animals;
cartoon/anime;
computer stuff;
crowns;
flower crowns;
food;
guns;
kawaii;
plants;
random;
statues;
universe;
vintage.

  • 103 mini pixel;
  • 38 lace borders;
  • 19 kawaii text;
  • 21 fonts;
  • 6 cat textures.

to get this pack you have to:

  • follow the tumblr (i’ll check);
  • like and reblog this post (i’ll check);
  • ask here ulzzangpng pack 3.7k+”;
  • i will not answer anon;
  • and D-O N-O-T repass the link of this pack.
Mas, vê se fica. Fica comigo mesmo que eu te dê todos os motivos do mundo para ir. Vê se fica, quando eu pisar na bola contigo. Fica, quando já não tivermos mais assuntos, prometo inventar mil histórias de amor ou recordar aquele nosso primeiro beijo. Fica comigo? Mesmo que as minhas bochechas se consertem e minhas covinhas sumam. Fica, mesmo que nossas brigas sejam constantes, prometo pedir desculpas mesmo que eu não seja a culpada pelo ocorrido. Fica, mesmo que minha cara esteja amarrada, prometo dar o mais longo sorriso só para te ver feliz. Fica, prometo tocar seu corpo suavemente na mais bela sincronia dos batimentos do meu coração. Vê se fica comigo? Terminaremos todas as nossas brigas na cama, fazendo o mais puro amor já visto. Fica, mesmo que eu grite, esperneie, te bata, e mande você ir. Fica, eu nunca pedi para ninguém ficar antes, mas por você quebro todos os meus orgulhos e te peço que fique. Fique, mesmo que os dias não seja um dos melhores, prometo que por você me invento e reinvento, se você me prometer ficar. Mas fica, nos meus pensamentos e no meu coração. Mas, vê se fica comigo enquanto sobreviver essa nossa paixão.
—  Th, seu babaca.