andril

“…A entidade exibia traços iguais ao da escultura, com túnica longa, cabelos lisos e feições delicadas. Encarnado na forma humana, tinha a pele pálida, quase tão descorada quanto a tez dos defuntos. Os fios brancos e as roupas claras davam-lhe uma silhueta homogênea, frígida e sem variações de textura. Os olhos eram cinzentos e estéreis…"  (Filhos do Éden-Eduardo Spohr)