amo doces

FELIZ CUMPLEAÑOS, MI ÁNGEL.

Hoy, 16 de Febrero, cumplís 12 añitos.

Cuanta falta me haces, bello de la tía. Cuanta falta nos haces a todos.

Vos, un niño tan puro, tan bueno de corazón y alma. No merecías una muerte así.

Vos, mi ángel, me abriste los ojos, me diste fuerza, me hiciste entender que muchas veces nos ponemos tristes por cosas que no valen la pena.

Sí, cuanto me molesta esa clase de gente ahora. Esa estúpida gente que quiere darse por vencida porque un chico no la quiere, porque salió mal en un exámen,porque alguien los trató mal… ¿Y nosotros? Nosotros llevamos un dolor en el alma, y aún así seguimos adelante. Porque nadie puede entender el vacío que queda, luego de la pérdida de alguien que amamos.

Me enseñaste que no todos son mis amigos, porque no sirve una amistad dónde sólo estarán en las buenas, abandonandome en momentos difíciles.

Me abriste los ojos, y pude ver que sólo tengo a mi familia. Y que ellos son los únicos que importan.

Tu recuerdo nos trae alegría, pero también trae un dolor inmenso.

No puedo evitar llorarte y sé que necesito dejar de hacerlo, para dejarte ir en paz.

Pronto se cumplirá un año de tu partida. Como duele recordar esos momentos en el hospital.

Pero, ¿Sabes qué me hace feliz? Recordar como sonreías de felicidad en tu cumpleaños número 11. ¡TU ALMA IRRADIABA LUZ!

Me reconforta saber que pudimos darte todo ese amor que merecías. Y sí, queda la culpa de las cosas que no se dijeron, del abrazo que nunca te dimos.

Pero sabes, que cuando te vuelva a ver, te voy a abrazar con todas mis fuerzas y te voy a susurrar cuanto te amo.

Te extraño, mi angelito.

Feliz cumpleaños.

hoje eu perguntei a ti se havia pensado sobre o que eu disse. pedi para esquecer esse lance de relacionamento aberto, nunca gostei disso e não funcionaria conosco.
e você me disse que é melhor nós pensarmos mais, e me beijou.
depois eu perguntei “como é que tu quer que a gente pense desse jeito?” e tu só sorriu e desceu as escadas.
eu fui fechar a porta da varanda, e tu subiu de novo pra me falar alguma coisa. daí nos beijamos de novo. eu te puxei para um abraço e novamente nos beijamos.
eu poderia ter passado o resto da noite ali te abraçando e te beijando. amo teu beijo e o gosto doce dele. amo teus lábios. amo tua língua. amo teu olhar. amo quando depois de nos beijarmos tu fica sorrindo e teu olho diminui. eu amo observar isso.
é tudo tão teu.
e por tanto tempo, também foi meu.

moço, por favor, não me ilude de novo. se não quiser, só me diz.
não quero que essa dor se intensifique.
de intenso já basta eu, meu sentir e meus sentimentos, não há mais espaço nessa mala.

eu só te quero de volta.
volta a colorir meus dias, tô precisando dessa cor morena da tua pele.
tô precisando desse teu sorriso me mostrando que as minhas escolhas valeram à pena.
tô precisando do teu abraço, que me protege de tudo que me aflinge e ousa me fazer mal.
vem cá!

talvez eu esteja me iludindo, ou talvez você ainda goste de mim. talvez você queira voltar, talvez não… talvez você esteja me enrolando e cagando para mim, talvez não…
essa dúvida ecoa no acústico do meu cérebro moço, e olha que nem canta tão mal assim… por isso que ele não reclama.

eu estou me sentindo tão idiota, moço. você sabe como eu sou… sempre acho que as pessoas estão cagando para o que eu sinto, e talvez seja verdade… vai saber…

só não demora tanto assim à pensar, pois enquanto isso há um coração apreensivo, e nervoso.
e você sabe que quando ele acelera demais, causa ataque cardíaco…

não deixa isso acontecer.
eu tenho um péssimo histórico na família.

eu queria te dizer que eu sou louca e eu to gostando de você. mas eu sou louca. eu tomo três banhos por dia em dia de frio, eu amo água quente, eu surto com tudo, eu sou preguiçosa, relaxada e eu to gostando de você. eu assisto série igual louca, eu amo doce e eu sou muito ciumenta. eu to gostando de você e quero que você saiba o buraco que você está entrando. eu quero que você saiba que eu tenho minhas paranoia e que eu já fui muito abandonada. mas eu to gostando de você. quero que saiba que a casa que você está entrando está arrumadinha, porém cheia de remendos. eu surto quando não me respondem rápido, eu tento me fazer de difícil, eu sou carente. e eu gosto de você. mas eu não quero gostar de você e me arrepender depois por isso que eu to aqui explicando que eu sou louca, pra você ter certeza de onde está pisando. Mas eu to gostando de você, e isso é tão louco. Mas essa é minha unica certeza, eu to gostando de você.

– Então tá bom, amorzinho. Durma bem.

– Só isso?

– Como assim?

– Não vai me dizer mais nada?

– Boa noite! É isso que quer ouvir?

– Não!

– Então eu não sei.

– Diga que me ama!

– Eu amo você, amor. Agora eu vou desligar, tá?

– Ama mesmo?

– Amo.

– Ama quanto?

– Amo muito. Agora eu vou dormir. Tudo bem?

– Ama mais do que temaki?

– Amo bem mais. Agora eu vou…

– ESPERA!

– O que foi?

– Fala só mais uma vez, por favor.

– Falar o quê?

– Que me ama, porra!

– Eu amo você, porra! Boa noite.

– Boa noite, seu grosso.

Vinte e cinco minutos depois, quando Paulo já estava mais para o subconsciente do que para o consciente, o celular dele vibrou para avisar que um SMS da namorada havia chegado: “Amor, eu amo você!”. “Eu tbm”, ele respondeu, quase sem forças nos dedos e lutando contra o sono que o puxava para universos oníricos. Uma nova mensagem da namorada: “Só ‘eu tbm’?”. Paulo leu e sentiu vontade de arremessar o celular contra a parede, porém, nobremente, guardou a ira e investiu as poucas forças que ainda tinha em uma última mensagem: “Amor, meu grande amor, eu, Paulo Ravioli Januário da Silva, gostaria que soubesse o quando eu amo você. Amo mais do que mentem os políticos. Amo mais do que o Léo Stronda ama batata-doce. Amo mais do que o nível de falsidade do Teste de Fidelidade!”. Sabe o que a namorada dele respondeu? “Quanta ironia, Paulo Ravioli!”. Você acredita? E pior: esse tipo de cobrança desnecessária não costuma acontecer apenas com o Paulo Ravioli: ela acontece, também, com o Bento Junior, com o Fábio Leôncio e com o Pedro Pepe. E já rolou, muitas vezes, com a Maria Noca, com a Joana Fernanda e com a Eduarda Heloísa. Eu juro!

Algumas pessoas, por investirem muito tempo e energia exigindo frases – como o “eu te amo” – que, definitivamente, não provam amor, não conseguem prestar atenção nas verdadeiras e cotidianas declarações de carinho, muitas vezes realizadas em silêncio e apenas com a força de um olhar. Você é desse tipo? Cuidado! Alerta vermelho! Porque você poderá ser facilmente enganada por algum atorzinho meia-boca que nem na Malhação conseguiria uma ponta. Acha que não? Qualquer malandro consegue passar o ano todo repetindo – como um papagaio treinado – que ama você, mas poucos, pouquíssimos, conseguirão dizer a mesma coisa através de atitudes reais e sinceras.

Falar é muito fácil, qualquer canalha assassino de corações ingênuos consegue. Já a atitude, aquela que dispensa palavras, é outra história, completamente diferente e bem mais difícil de ser forjada; algo que nem o Al Pacino consegue encenar com facilidade.

Se você é do tipo que vive a mendigar – e a forçar – provas de amor que, se pensar bem, nada comprovam, mude já o foco. Cresça! Amadureça! Pare de cobrar frases de efeito que só servem para alimentar uma ilusão e anestesiar a sua insegurança incontrolável, e comece, já, a prestar mais atenção nas atitudes comuns do cara – ou da mina. E, muito provavelmente, você perceberá que anda reclamando de barriga cheia, e que o seu namorado, mesmo sem nunca ter dito de joelhos o tradicional “eu te amo” hollywoodiano, já demonstrou – de maneiras muito mais grandiosas e incontestáveis – que ama você pra caralho.

Em algum dia do passado, seu namorado – quando percebeu que você estava morrendo de preocupação – fez horas de massagem em suas costas, abraçou você da maneira aconchegante que só ele consegue abraçar e torceu – mais do que ele torce pelo Corinthians em final de Libertadores – para que tudo desse certo em sua vida. Lembra? Quer prova de amor maior do que essa? Trocaria essas atitudes por porções de “eu te amo”? Acho que não. Né?

Achar alguém que ama somente da boca pra fora é muito fácil, quero ver você encontrar uma pessoa que, mesmo em silêncio, ama do peito pra dentro. Já encontrou? Então agrade e agradeça.

O amor não é discurso. Amor é atitude!

— 

“Eu te amo” não é prova de amor

Carvalho, Math.

Olhei para todos lados e não havia ninguém ao meu redor. Percebi que sou só. Estou a beira do abismo e todos aqueles que disseram ser meus amigos viraram as costas. Não sei mais o que pretendo, onde procuro, ou onde me escondo… Na verdade não teria o que procurar pois na verdade não há ninguém esperando por mim. Foram todas promessas vazias e vagas que na época preenchiam meu peito com todo o amor. Agora lembrando das mesmas vejo que fui boba de não me questionar. Me vejo sozinha, na verdade nem vejo mais. Não me vejo, muito menos me sinto, a dor das perdas acumuladas abafaram o meu eu, e de tanta saudade já não sei quem sou. Não sei onde começa ou termina a saudade. Só sei que ela está em meu peito.
—  Agridociei e Endorfinou se abraçam em meio as desilusões.
Diálogo

- Amor.
- Oi.
- Será que um dia a gente vai gostar de café?
- Não.
- Mas e se tiver muito açúcar?
- Felipe, eu não vou deixar você ficar diabético.
- Mas eu amo doce.
- Não.
(Silêncio)
- Sua dor de cabeça já passou?
- Você sabe que não.
- Verdade.
(Silêncio)
- “O pouco era simples, o tudo foi a opção”
- “Será irreal, ter o mundo em minhas mãos?”
- Adoro quando você canta.
- Minha voz é horrível.
- Eu não acho.
(Silêncio)
- Ei amor.
- Oi.
- Eu vou plantar aquele pé de abacate que “cê” pediu.
- Ai. Eu te amo.

- Felipe Lima (26/05/17)

Meu amado aos meus olhos

Queria te falar o que sinto da forma mais linda que existe, queria te emocionar, encontrar a palavra mais linda do mundo, uma palavra que fosse como uma chave para tocar nos seus sentimentos mais doces, mas eu não sou poeta, busco de tantas formas conhecer a sua alma, não sei muito sobre ela, sei que de alguma forma ela está ligada a minha, sei que nela tem muita bondade, apesar de você se esforçar para esconder posso enxergar a sua sensibilidade, você se mostra tão revoltado para o mundo, mas quando estamos só você e eu sem plateia posso ver, sentir e desfrutar de toda a sua delicadeza. Como gosto quando você me mostra seu lado calmo, você é tão doce, me trata como se eu fosse uma verdadeira princesa, apesar disso não te descreveria como príncipe, príncipes são pessoas comuns, você não é uma pessoa comum, você é como um anjo pois foi enviado do céu, você faz da minha vida tão leve, com você eu sei que vale a pena ser forte, se a recompensa para as minhas lutas for você eu vou lutar eternamente e nunca vou perder o ânimo, pois só de saber que no final de tudo vou ter você não sinto medo, os momentos mais felizes estão reservados para nós. Sei que amar não é só felicidade, mas o amor é o melhor refúgio nos momentos difíceis, serei seu porto seguro quando você precisar, nunca desista, aconteça o que acontecer, não deixe que nada te abale, mesmo que não seja por você, seja feliz por mim, pois mesmo que aconteçam coisas boas só serei feliz se você estiver feliz.

Eu nunca imaginei que um dia ganharia uma amiga como você, saca? Patricinha, marrenta, loira e baixinha. Ok, não termina aí… Você também é a pessoa mais doce, compreensiva, madura e abraçável. Sério, nenhum abraço se compara ao nosso. Eu me sinto realmente segura quando estamos juntas. Te agradeço por isso; te agradeço por nossos abraços falarem o que palavra nenhuma consegue descrever, te agradeço mais ainda por ser uma prova da existência de Deus na minha vida, prova da importância que eu tenho pra ele. Conte sempre comigo, ok? Não te prometo dizer sempre “sim” pras suas decisões, mas prometo sinceridade e cumplicidade - o que pra mim vale muito mais. Sempre desejarei a eternidade para a nossa amizade. Obrigada por fazer parte da minha história, irmã.