alivis

Uma linda Foto comoveu vários internautas na internet. A fotografia, tirada pelo fotografo Dwayne Schmidth,mostra o casal Caleb Earwood, de 21 anos, e Maggie Earwood de 22 anos, em um momento de oração antes do casamento e como de costume ficaram sem se ver, apenas estavam de mãos dadas. Caleb disse: “Estávamos prestes a dar os primeiros passos na vida juntos, e nós não queremos dar um passo sem que seja da vontade de Deus.” Maggie acrescentou: “Quando eu peguei a mão dele, ele estava tremendo muito, então eu sabia que ele estava muito nervoso. Me aliviou saber que a pessoa com quem eu estava me preparando para casar sentia o mesmo respeito a Deus.” Via: Gadoo “O casal que ora unido permanece unido”, ou seja, o casal que ora junto permanece em comunhão um com o outro, e principalmente com Deus, pois a oração é a ligação direta com o nosso amado pai. “O maior gesto do amor conjugal não está nas mãos que se enlaçam ou nos lábios que se tocam. Está nos joelhos que se dobram para uma oração lado a lado.” (Autor desconhecido)

eu quero uma palavra que silencie o peito,
desacelere o sangue, faça poente a dor num olhar vibrante.
eu quero uma palavra que me lembre o azul tônico, inviolado,
que rasgue a carne e mostre a alma emborboletando a vida.
eu quero uma palavra que alivie os danos, acenda os opostos
e diga que o amor é o sol que morena a pele e faz vibrar a alma.
uma dança de cabelos trançados e fitas coloridas,
uma melodia de ossos floridos, corais e cardumes inesquecíveis,
um movimento lento e preciso pontuado na rotina do beijo.
eu quero uma palavra no formato exato do meu vazio.

1. No eres una princesa y no lo serás nunca, salvo que tu mamá o tu papá sean reyes o conozcas un príncipe y te cases con él. Eres una nena común y corriente. Si vas a identificarte con algo, tanto da que sea con princesas como con amazonas, guerreras, artistas o jugadoras de fútbol.

2. Los príncipes azules no existen. Pertenecen a los cuentos de hadas que te cuentan para que asumas que tu rol en el mundo es el de aguardar al hombre ideal que te alivie de las cargas de ser una mujer responsable y autónoma, que te salve de las fatigas de la sociedad y te convierta en madre de niños que deberían completarte como ser humano.

3. Todos los juguetes del mundo son para vos. No es verdad que haya cosas de varones y cosas de nenas. Te van a regalar cocinitas, bebés de juguete y sets de belleza para que te habitúes a esas actividades cuando crezcas, incluso si estudias una carrera y te apasionas por una profesión. Si quieres tener más autitos que muñecas está todo bien. No dejes que nadie te diga lo contrario.

4. No hay límites para tus ganas de ser libre. Lo mejor que te puede pasar en la vida es elegir más allá de tu género, sin condiciones, y que tus elecciones varíen tanto como lo desees.

5. No aceptes que te digan “una nena no hace eso”. Los que te hablen así (incluso si son tus padres), quieren cortarte las alas y marcarte un camino que creen que deberías seguir. Defiende tus decisiones, crece sabiendo que los que sostienen divisiones según el sexo tienen cerebros chiquitos y mentes de villanos.

6. Trépate a todos los árboles que puedas. Eso no es ser varonera, es estar viva y saber jugar. Recuerda que para eso vas a necesitar ropa cómoda.

7. Incluso ahora, cuando la mujer recorrió gran parte de su largo camino hacia la liberación, vas a encontrar discriminación en los que te rodean. Recuerda que lo hacen porque tienen miedo y son ignorantes. Si puedes explícales que están equivocados. Si no, seguí en la tuyo: que tu vida sea la mejor prueba de que no saben lo que dicen porque no lo han pensado bien.

8. El mundo está lleno de colores bellísimos, el rosa es uno más. Que tu existencia sea un arcoiris, no un merengue o una novela de la tarde.

9. Búscate juegos que vayan más allá de cambiar pañales, dar mamaderas de mentira y usar ollas de plástico.

10. Los chicos tienen pene y tú vagina y vulva. No te falta nada, lo de la envidia del pene es un invento para que pienses que ellos son mejores.

11. Evita las publicidades. Evita las modas. Evita todo lo que te quieran imponer desde la televisión, hasta que puedas discernir qué te sirve de todo eso.

12. Que una persona tenga más cosas que tú, no significa que sea más feliz.

13. Nunca jamás dejes de preguntar por qué las cosas son como son. Nunca te conformes con la primera respuesta. Nunca te quedes con dudas si puedes sacártelas. El conocimiento es luminoso y te abre puertas.

14. Huye de la violencia. No porque sea patrimonio de los hombres, sino porque es la herramienta de los imbéciles.

15. Nadie va a quererte más porque seas muy flaca ni porque tengas tetas grandes. Al menos nadie que valga la pena conocer.

16. Mirar dibujitos está bien, pero también lee. Lee mucho. Lee hasta que te duelan los ojos. Lee cuentos, novelas, historias de piratas, extraterrestres y ballenas blancas. Incluso si al principio no entiendes lo que estás leyendo porque eres chiquita, algo de eso queda en tu cabeza y la abre.

17. No descartes leer Cenicienta, pero acuerdate que ella y todas las demás se cansaron de comer perdices, en la parte que viene después del “y vivieron felices para siempre”.

18. Lo mismo vale para la música, el mundo no se termina en Shakira y Selena Gómez. Si puedes, aprende a tocar algún instrumento, el que sea.

19. Casarte y ser mamá es uno de tus destinos posibles, no es obligatorio. Tu futuro no está escrito en piedra, es como la arcilla y puedes moldearlo.

20. Nunca eres muy chiquita para entender, lo que pasa es que a veces los grandes no sabemos cómo explicarte.

21. No siempre hubo mujeres presidentas. Son el producto de siglos de lucha y esfuerzo. No olvides a las que te precedieron, les debes mucho de tu libertad.

22. Las chicas que aparecen desnudas en las tapas de las revistas y en la tele lo hacen porque creen que no tienen otra cosa que mostrar. Y no está mal, no hay por qué juzgar la forma de ganar de dinero de las personas. Pero yo te recomendaría mostrar tu cerebro, que al contrario que el trasero, se te va a poner más firme con los años.


Autor desconocido

Cansaço mental que se espalha pelo meu corpo, pesando meus ombros, me deixando improdutiva e totalmente imparcial. Cansaço metal que mostra minha aparência cansada, meus olhos fundos, meu rosto cabisbaixo, e uma vontade firme de chorar. Mas não choro. Olho pro alto, porque meu socorro vem do céu. Vem de Deus. Reparei que o cansaço vem da alma. Assim como no guarda roupa, quando coloco todas as roupas de uma vez, sem dobrar, sem passar, apenas jogo. É com minha alma, as decepções vieram, o desassossego, o desanimo, a falta de reciprocidade, foi acumulando, foi ficando apertado aqui dentro. Mas eu não chorei. Chegou a tristeza, a solidão, o vazio, e eu fui empurrando aqui pra dentro do coração, até que não coube, se espalhou pelo corpo. Até que transbordou, e chegou na alma. No meu quartinho escuro. No meu mundo seguro, aqui dentro onde ninguém sabe de nada, onde ninguém sabe dos sapos que eu engulo todos os dias. Aqui na alma, onde aperta, faz nó, e dói. Fico desesperada, rapidamente quero chorar. Mas não choro. Vou empurrando tudo aqui pra dentro. Quando chega no fim do dia, aperto meus olhos como uma criança fazendo pedido de aniversário, e peço a Deus que me cuide. Que me alivie e desate essa angústia que me visita. Eu converso com Ele e sei que me escuta. Me guarda. E sei, que vai me aliviar da dor. Então, acabo dormindo. Durmo com as palavras entaladas na garganta. Durmo com as decepções, as frustrações, tudo agarrado aqui, congestionando minha felicidade. Esperando que amanhã, quando acordar, Deus me ouviu, sarou minhas feridas. E me trouxe o sorrir.
—  Anelise Cristine.

but i’m so tired
dessa coisa de ter que andar por ai, e acordar, e colidir em outros seres como se fosse uma obrigação existir, não um prazer. 
cansado de abrir os olhos e saber o roteiro do dia, 
e dessa coisa de vida acadêmica.
era para sermos infinitos, não?
ou esses roteiros são nossas vidas e temos que apenas seguir?
carregamos tantas coisas na gente, que às vezes são essas coisas que nos carregam, e nos derrubam. eu tô tentando ser resiliente e me reerguer. mas tá foda, e sei que pra você também. 
espero que isso que escrevo me alivie 
e ao mesmo tempo te faça sentir-se melhor. 
“somos barcos, não portos.”
“sempre estamos, nunca somos.”
a gente vai sair dessa
vamos encontrar a luz.

Gostaria de ter alguém para dividir toda essa dor que resolveu fazer morada em meu peito. Uma pessoa só, que segurasse a minha mão e me mostrasse o caminho certo à seguir. Pois já não sei mais o que fazer. A cada dia está mais difícil superar os meus erros. Já que cada um deles me assombra, e não me deixa esquecer nem por um minuto a minha incompetência em lidar com os meus problemas. Dor, essa tem sido a palavra chave, para descrever a minha vida. Dor, foi o que eu senti quando ele se foi. Quando não passei naquela prova tão esperada. Quando não alcancei aquela meta desejada no serviço. Ou, quando fui naquela entrevista de emprego, e não tive sucesso algum. É uma agonia insuportável na alma. É aquele nó difícil de ser desfeito. É a voz embargada, querendo chorar. É você se afogando no mar da decepção. Na maioria das vezes a dor vem do coração. Se for dor física, um remédio ajuda. Mas e se for dor emocional. Como que faz? Ela vai corroendo, junto da dor vem a culpa, a auto-culpa, ela destrói, nos faz virarmos migalhas da nossa consciência. Têm vezes que o quê falta mesmo é o ombro amigo, a palavra motivadora, a ajuda para se manter em pé; tá faltando disso no mundo, não só comigo. A dor que me atormenta poderia ser abafada por uma mão, um abraço, mas a dor está tomando conta de todos, e ninguém está preparado para lutar com os monstros dos outros, tendo os seus próprios. Espero que essa dor um dia alivie e que essas lágrimas possam finalmente cessar. Espero que essa dor seja para fortalecer e engrandecer. E com o tempo possamos aprender a nos doar mesmo quando aqui dentro de nós não está bem, assim, alguém poderia fazer o mesmo por nós. É necessário ser forte para pedir ajuda e nem sempre as pessoas sabem o que acontece em nosso interior, é muito complicado expor algo que já está sangrando. A dor que existe em nós, nos coloca em batalha constante contra nós mesmos por essa razão precisamos de alguém. Mas será que esse alguém realmente existe? Enquanto não tenho respostas continuo resistindo nessa dor que está me consumindo.
—  Escrito por Fran, Anelise, Paula e Glória em Julietário.
Self Awareness Exercises

1. Ask yourself why: This is important in understanding the reason you do things. It causes you to self reflect. If you feel uncomfortable ask yourself why. If someonething gives you anxiety ask yourself why. If you’re about to make a decision ask yourself why 3 times and give yourself 3 different reasons why you believe in something then go and follow that path.

2. Negative Visceral Reactions : If you have negative self talk or feel a negative reaction stop it. Do breathing excessive to bring awareness into your thoughts. If you feel that you reacted in a negative or aggressive way its okay everyone is human. Say you’re sorry to yourself and move on. Practice stillness and breathing to clear your mind from these negative impulses. 

3. Expand emotional vocabulary : When explaining yourself to someone take your time. Really think about the best way to explain something. Telling your mom this hurt my feelings or your boyfriend I am sad may not really aliviate the situation because they dont understand. Really take time in understanding how you feel and finding words that truly describe it this will help others empathize. 

4. Saying No: Say no to temptations that do not align with your true self. Do not listen to your ego. If you want to stop calling or texting someone tell yourself no then go do something to distract you. 

5. Know your flaws: Acknowledge that we are all humans in nature. We naturally make mistakes. However use everything as a learning experience. Realize why mistakes happened so you can prevent them from happening in the future. 

6. Feedback: Sometimes its good to ask for constructive feedback from someone you really trust. Feedback will help you see and visualize the energy and image you are putting out there. 

7. Body language: So important to improve your body language and posture. People pick up on this and even if you’re trying to act happy if your body language doesn’t match your mind language it is hard for the message to get across. 

8. Self evaluation: This is probably my favorite. Keep track of all your progress and habits in a journal or on tumblr. I do both. I write my thoughts and relations of self on tumblr and I keep a journal to track my habits, progress and favorite things about myself. This allows me to self reflect and evaluate how i am doing.

9. Personality type: Know yourself, your phobias and anxiety. Understand what triggers you and why you act a certain way. Do research on your personality, quizzes and read studies. This helps you identify with a label that can be beneficial to understand why you act a certain way and realize that its okay.  Know your skills and talents so you can maximize your strengths and minimize your weaknesses. 

10. Meditation: I meditate everyday and my life is exponentially better. It allows you to get in tune with your mind, heart, soul and body. A short 10-15 minutes a day to focus on yourself does wonders. 

Que os meus carinhos sejam leves como uma brisa fria em um dia ensolarado. Que meus beijos possam curar todas as dores e meu abraço alivie os pesos diários que costuma carregar. Que não se deixe levar pelos meus erros tolos, e me permita ficar. Que não se esqueça de mim nos dias felizes, e saiba, que quando a vida só souber te judiar, meu amor estará aqui sempre pronto pra você, mais uma vez.
—  Aqueles Olhos Castanhos.
Nós, seres humanos, temos a mania de sempre afogar as nossas próprias emoções. Quem nunca depois de uma discussão, um mal entendido, ou um incomodo virou para outra pessoa e disse, esquece esse assunto ou “deixa, eu já esqueci” só para ver tudo ficar bem mais rápido? Quem nunca? Mas a verdade é que não esquecemos, e isso vai se tornando uma bola de neve. Na verdade, está tudo anestesiado no nosso inconsciente, que mais cedo ou mais tarde irá despertar caso algo semelhante aconteça, trazendo dores que você achava que já tinha sido curadas, trazendo lembranças que você achava que já havia esquecido, trazendo sensações que você jurava que tinha se livrado, e um abismo bem maior! Um abismo que não foi resolvido, chama outro, e  é onde surge a semente da depressão, do complexo, da bipolaridade, inferioridade, mágoa, falta de ânimo até para pequenas coisas. Um câncer não começa grande, ele começa pequeno, alguns até sutis, mas ele não deixa de ser câncer. Não importa seu tamanho ele é tratado pela medicina com a mesma gravidade como qualquer outro. Aplique isso na sua vida, não importa o assunto, não o deixe se tornar uma bola de neve que mais tarde irá te matar, te sufocar, te paralisar. Resolva tudo, um assunto que não é tratado tende a se tornar um problema maior, você não é super homem, Deus não criou máquina, alivie-se, desabafe, seja livre.
—  Entendendo as raízes de alguns problemas.
Ei, menina,

essa cabeça curvada aí,
que seja só pra orar
pois quanto a esse mundo,
ele merece sua força e não lágrimas,
merece ser vencido pelo teu sorriso.
e olha,
que desistir seja só idéia avoada,
coisa que dá e passa
se tanto Deus te tem pra fazer.
ainda.
viver só começou, menina,
mas caminhar é breve suspiro
e por isso não se engane,
levanta logo essa cabeça e a fé
que o tempo muito há de correr
e quem sentado espera
nada tem pra lembrar.
pra amar.
só saudade ter.
e é pra colher frutos bons, menina,
nada azedo, não,
essa testa franzida de procuração
não dá fruto,
não dá futuro,
só desilusão.
Deus te deu coração bonito
que é pra espalhar beleza por cá,
então alivie logo esses fardos
afrouxe os laços apertados
e deixa correr livre a fé
que até montanhas há de transportar.
esse cenho cansado, menina,
troque por joelhos no chão,
não deixa cair sua alegria,
mas faça subir sua oração.
levanta a cabeça nesta hora
que crer é bem isso, duvide não:
regar com sorrisos a vida
mesmo sem razões no coração.



De verso e alma, escrevinhei: Rascunhos sobre “ela”.

23 horas, de uma sexta-feira.

Hoje, foi um daqueles dias difíceis. Eu tentei me manter forte, o máximo que pude. O Senhor sabe, né, Jesus? Eu senti tudo calada. Primeiro foi o machucado físico, depois, veio o emocional; e esse dói, muito mais, que um pé torcido. Acho incrível, como algumas pessoas (tão amadas), tem o poder de mexer, negativamente comigo. Não era o que eu queria, porém, às vezes, vem no pacote. O que me faz pensar, o quão somos falhos; porém, Você é a perfeição. E eu me volto à Sua presença. Estou aqui; cansada e com uma dor insuportável, mas, estou aqui. Não vou tentar achar justificativas; pois, sei que o Senhor viu tudo que aconteceu e como se deu. Cada sorriso que dei hoje, uma lágrima interna, caia. Mas, fez bem. Aliviou. A minha necessidade maior agora, é estar com Você, porque, é onde posso ser eu, sem máscaras, e sem fingir estar feliz. Você tem sido meu socorro em dias como esse. Você, Jesus. Você tem sido, como um farol em meio ao mar bravio, que não me deixa afundar. Você, que me permite deitar em Seu colo, e chorar o quanto for preciso, e me acalma, com o Seu falar. Você, jesus, que é tão doce comigo, quando o resto do mundo está amargo. Você não muda. Você é amor. Você é fiel. Obrigada por permanecer e me sustentar tão bem. Me sinto plenamente segura, em Suas mãos.

ontem eu contei a alguém o meu medo constante de ser abandonada, leonard, contei as dores que carrego e mostrei algumas das minhas cicatrizes da vida. eu me doí em outro alguém e isso não aliviou a minha dor como dizem que faz. eu dividi meu precipício e fiquei com medo que ele se jogasse. não sei mais se fiz o certo em envolver alguém com meus espinhos. às vezes eu só queria poder abrir o peito e sair um pouco de mim.