alcoolizado

New Post has been published on http://brml.co/1C4zw0Y

Ator de “Três é Demais” é preso nos EUA por dirigir alcoolizado

Ator de “Três é Demais” é preso nos EUA por dirigir alcoolizado

Conhecido como Tio Jesse da série “Três é Demais”, exibida pelo SBT na década de 1990 e reprisada até o ano passado, o ator John Stamos foi preso na noite desta sexta-feira (12), nos Estados Unidos, acusado de dirigir embriagado.

De acordo com o site Variety, a polícia de Beverly Hills recebeu denúncias de que uma pessoa estaria dirigindo loucamente pelas ruas da cidade, até que o motorista foi parado e identificado como Stamos.

Devido a possíveis problemas de saúde, o ator foi levado ao hospital mais próximo onde foram confirmados altos níveis de álcool no sangue dele. De lá, Stamos seguiu para uma delegacia onde foi preso, prestou esclarecimentos e, depois, liberado.

Atualmente o galã está no elenco da sitcom da Fox “Grandfathered“, mas está reservado para uma nova temporada de “Três é Demais”, que tem previsão de estreia somente para 2016, na Netflix.

Coincidências à parte, na série em que ele ficou famoso no Brasil, Jesse tinha uma irmã, Pam, que morreu em um acidente provocado por um motorista bêbado.http://brml.co/1B9XT2G

New Post has been published on http://brml.co/1Kqr9Cb

Condutor sem habilitação e alcoolizado joga veículo contra viatura da PM

O motorista somente parou, ao chegar próximo à residência dele no Bairro Jardim Andradas

Na noite desse sábado (25) um condutor inabilitado e com suspeitas de embriaguez fugiu de um cerco policial no Bairro Nossa Senhora Aparecida. Ele só parou no Bairro Jardim Andradas após jogar o veículo contra a viatura.

Durante batida policial, foi dada a ordem de parada, ao jovem condutor que não respeitou e saiu acelerando, realizando manobras perigosas em alta velocidade. A Polícia Militar precisou fazer uma perseguição ao veículo que avançou várias paradas obrigatórias. O motorista somente parou, ao chegar próximo à residência dele no Bairro Jardim Andradas onde o condutor atingiu uma viatura da PM e por sorte ninguém se feriu.

Ao ser preso em flagrante o rapaz apresentou sintomas de embriaguez que foram comprovados com o teste do etilômetro em 0.38. O autor que tem passagens inclusive por tráfico de drogas, relatou não ter parado, por não ser habilitado. Ele foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

http://brml.co/1QA02ZF

New Post has been published on http://brml.co/18f2W4s

Motorista é preso por dirigir alcoolizado na Dutra, em Itatiaia, RJ

image

Rapaz foi abordado durante operação de rotina da Polícia Rodoviária.
Segundo agentes, teste do etilômetro confirmou consumo de álcool.

Um motorista foi preso na tarde de sábado (21) por dirigir alcoolizado na Via Dutra, em Itatiaia, no Sul do Rio de Janeiro. O rapaz, de 24 anos, foi abordado em uma operação de rotina. Ele fez o teste do etilômetro, que confirmou o consumo de álcool. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que disse ainda que o jovem foi encaminhado à 99ª DP (Itatiaia).

http://brml.co/1EGabwv

https://brasilmultas.com.br/noticias/5-motivos-para-fazer-defesa-e-recurso-contra-multa-de-transito/

5 bons motivos para se exercer os direitos de defesa e recurso contra multas de trânsito, confira:

  1. O direito de defesa é assegurado pela Constituição do Brasil e também pelo Código de Trânsito Brasileiro – CTB, portanto, exerça esse direito;
  2. A multa aplicada nem sempre está em conformidade com a legislação ou princípios aplicáveis ao caso, por isso pode ser indevida;
  3. Pontos na CNH, suspensão e cassação do direito de dirigir são exemplos de outras penalidades decorrentes de apenas uma infração de trânsito, ou seja, a multa é uma das várias modalidades de punições;
  4. O pagamento da multa pode ser interpretado como confissão dos atos registrados no auto de infração de trânsito, ou seja, pontos e outras punições podem ser aplicados;
  5. Fazer a defesa ou o recurso contra multa pode adiar o inicio de processo punitivo de suspensão ou cassação da CNH.

Acesse as páginas FAQs e Comprar e saiba mais sobre como elaborar defesa e recurso online contra multas de trânsito em poucos segundos.

você me convidou para um jantar na sua casa
e nós acabamos transando na cama dos seus pais,
pude sentir minha alma sendo arrancada por seus
afiados e me engasguei com a tristeza que escorria
por minha garganta. sussurrei que te odiava enquanto
você estava dentro de mim e suas mãos deixaram marcas
que duraram quase um ano, mais tarde você disse que
me amava, mas não estava preparado para lidar comigo e 
desejou que minha cabeça se chocasse contra o para-brisa
no caminho de volta para casa. naquela noite, não consegui
dormir em minha cama, pois meus lençóis tinham seu cheiro
e me sufocavam como cobras famintas. deitei na cama
dos meus pais e afoguei-me em uma nostalgia que não
me pertencia: senti as mãos pesadas do meu pai se fecharem
em torno do meu pescoço, o bafo alcoolizado de todos
os amantes que por ali passaram e o gosto das cinzas de
cigarro amargando em minha língua. eu não conseguia
parar de chorar e, pela manhã, eu havia entendido o
por que de minha mãe tomar tantos comprimidos.
—  você gozou quando eu comecei a chorar
Caminhoneiro é preso após bater em 4 carros em SP

Um caminhoneiro alcoolizado saiu em fuga pelas ruas da zona leste de São Paulo na noite deste domingo, 28, e bateu em dois veículos parados em um semáforo da Avenida Luís Inácio de Anhaia Melo após colidir em um carro na Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos, na Grande São Paulo, e ser perseguido pelo motorista. O condutor da carreta só foi parado 18 quilômetros depois, na região central da capital, quando bateu em um carro de um policial civil na Avenida do Estado, nas proximidades do Mercado Municipal. Uma pessoa ficou ferida, e o caminhoneiro foi preso.

A primeira batida aconteceu por volta das 23 horas, na altura do quilômetro 225 da Dutra, quando o condutor do caminhão tentou fazer uma ultrapassagem.

Em entrevista ao Bom Dia São Paulo, da Rede Globo, o motorista do primeiro veículo afirmou que teria informado o acidente a policiais militares que estavam em uma viatura durante o trajeto de fuga do caminhoneiro, mas que os policiais não o teriam seguido. Em nota, a Polícia Militar afirmou que as ligações feitas ao 190 “serviram de subsídios” para a interceptação do motorista da carreta.

“A ligação deste reclamante, que entrou em contato com a produção do BDSP, foi uma das informações iniciais que muito contribuiu para que o condutor fosse localizado e abordado”, declarou a PM.

O caminhoneiro foi preso em flagrante após o teste do bafômetro ter indicado 0,99 miligrama de álcool por litro de ar expelido. O homem de 28 anos foi encaminhado ao 8º Distrito Policial (Brás/Belém) e não tem direito do pagamento de fiança. Uma pessoa foi encaminhada ao hospital com ferimentos, mas passa bem.

Após eliminação na Copa América, Cavani visita o pai na prisão

Montevidéu, 26 jun (EFE).- Depois da eliminação do Uruguai na Copa América e do incidente com o chileno Gonzalo Jara, o atacante Edinson Cavani visitou nesta sexta-feira seu pai, Luis Cavani, preso por dirigir alcoolizado e se envolver em um acidente que terminou com a morte de um jovem de 19 anos.

O pai do artilheiro está sendo mantido na prisão de Fray Bentos. Ele conduzia uma caminhonete de propriedade do filho quando atropelou um motociclista, que morreu horas depois no departamento de Salto, no noroeste do Uruguai.

O atacante do Paris-Saint Germain chegou à prisão de carro, através de um acesso diferente e um esquema de segurança montado especialmente para recebê-lo, informou o jornal uruguaio “El País” em seu site.

O jogador retornou ao Uruguai ontem depois da derrota sofrida na quarta-feira para o Chile, nas quartas de final da Copa América. Cavani foi expulso após reagir a uma “dedada” de Jara.

Ao saber do acidente e da prisão do pai, o artilheiro cogitou deixar a seleção e retornar ao Uruguai, mas decidiu permanecer no Chile e disputar o duelo contra os anfitriões.

Segundo as autoridades uruguaias, o exame realizado para determinar a quantidade de álcool de Luis indicou a 16,9 decigramas, uma dose considerada como alta, segundo disseram à Agência Efe fontes judiciais do país. EFE

Discriminam o baseado, olha só que engraçado. Maconha é proibida, mas o álcool é legalizado. Nunca vi um maconheiro fazer mal a ninguém, agora bêbados estuprando mulheres no meio da rua tem mais de 100. Você bebe pra caralho, pega um carro e atropela geral, mas se fumar um baseado, cê vai ficar sussa, na real. Eu não consigo entender porque é proibido, já vi muitas vezes no jornal, mulher perder o filho depois de apanhar do marido. E isso é chocante, tá ligado? Ele espancou a mulher, e adivinha.. Tava alcoolizado. E geral ver esse tipo de coisa e acha até normal, mas se te ver fumando um, cê é tarjado de bandido, malandro, marginal.

PRF afirma que motorista que dirigia carro de Cristiano Araújo não estava alcoolizado

PRF afirma que motorista que dirigia carro de Cristiano Araújo não estava alcoolizado

O motorista Ronaldo Miranda Ribeiro que conduzia o veiculo que capotou, causando a morte do cantor Cristiano Araújo  e de sua namorada Allana Moraes, se submeteu ao teste do bafômetro e ficou constatado por agentes da Polícia Rodoviária Federal que ele não estava  alcoolizado no momento do acidente.

De acordo com parentes das vitima, o pneu da Land Rover que transportava o grupo, havia estourado…

View On WordPress

Esse mundo me enoja! Mal existem seres humanos de verdade, que usam a única coisa que nos diferencia dos outros seres, nosso raciocínio!
Não consigo acreditar que para que haja ordem e respeito, precisamos de leis que proíbam alguém de abusar de uma criança! Isso já devia ser da cultura de todos, assim como não dirigir alcoolizados.
É um absurdo saber que há “humanos”, sim, com aspas, que mutilam pessoas e animais por absolutamente nada!
Que merda de país é esse que não é possível caminhar na rua sem ter medo, sem ser assalto ou morto?!
Tô cansada disso, de ligar a TV e ver tanta violência, de vivenciar tantas brigas, de ser vítima.

Lembro-me de quando criança, as coisas não estavam à esse ponto. Os adultos se respeitavam, não existia essa naturalidade das pessoas matarem as outras, esse absurdo de maltratar um ser indefeso.

Queria poder dizer que tenho esperanças de um dia isso melhorar ou voltar a ser como antes, mas infelizmente, elas morreram juntos com os inocentes humanos.

O projeto previsto

porJANIO DE FREITAS

Um efeito secundário que nada tem de secundário, na quase certa redução da maioridade penal para 16 anos, ficou perdido como uma observação passageira que os deputados nem perceberam ou não quiseram perceber. Foi feita pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, em audiência anteontem na Câmara.

Com a redução da maioridade, caem duas autorizações legais hoje restritas aos maiores de 18 anos: os adolescentes de 16 anos poderão dirigir automóveis e consumir bebidas alcoólicas.

O aumento persistente do consumo de álcool por jovens, mesmo com a limitação atual, está considerado como um problema social e urbano inquietante. Não só comprovada propensão a gerar vício e suas sequelas, como pela crescente estatística de incidentes de violência praticados por jovens alcoolizados. O problema é comum a muitos países, mas facilitado no Brasil pela ausência total de providências a respeito.

Àqueles dois efeitos pessoais e sociais da maioridade em 16 anos, Cardozo soma o custo jurídico alto da redução. O ministro está entre os que consideram a maioridade penal de 18 anos imutável pelo Congresso, sendo uma das chamadas cláusulas pétreas da Constituição. Logo, a nova maioridade seria motivo de batalha a decidir-se no Supremo Tribunal Federal.

Este aspecto jurídico já está bastante mencionado, porém em vão. A proximidade do PSDB da Câmara com Eduardo Cunha levou ao acordo fácil entre eles e com o PMDB, o que vale, salvo imprevisto, por uma aprovação antecipada de redução da maioridade.

O projeto aprovado nesse acordo é o do senador peesedebista Aloysio Nunes Ferreira, com uma ou outra modificação decidida por Eduardo Cunha e, como sempre, aceita por PSDB e PMDB. Mas permanece um caroço: as prisões dos autores de crimes graves e com 16 ou mais anos serão providenciadas pela União e pelos Estados. Logo, primeiro virá a falta de verba para criar os estabelecimentos, e até que isso se resolva a lei será burlada de um jeito ou de outro. Depois, virá a falta de verba para evitar que as novas prisões sejam masmorras especializadas no aperfeiçoamento criminal de adolescentes e jovens.

E falta algo também central no tema. Os adolescentes condenados não poderão ficar na companhia de criminosos adultos, determina o projeto. Mas haverá condenações de 10 anos, com os tais adolescentes fazendo-se adultos. Isso não está previsto no projeto de Aloysio Nunes Ferreira e nos desejos de Eduardo Cunha.

Continuam os presos todos juntos, contrariando a separação obrigatória? Isso não está previsto.

Se não, em que idades e em que condições dão-se as separações? Isso não está previsto.

Se separados os recém-adultos, vão para as cadeias onde se perderiam em tais escolas de crime, ou o que será feito deles? Isso não está previsto.

Como não estava previsto, mas passa a estar, que a redução da maioridade penal permitirá que adolescentes de 16 anos possam dirigir e consumir bebida alcoólica.