agora 9

Colors was our statement of rebellion. We were challenging how others identified us in the context of heavy metal, and ultimately we were challenging how we identified ourselves. It was some kind of musical manifesto, in which we found new purpose and direction simply by throwing caution to the wind and purging every ounce of creative energy we had, regardless of how unhinged it may have seemed at the time.

Ten years has passed and we are lucky enough to be able to play this album from front to back on stage for our amazing fans. See you all soon!

-BTBAM

Tickets on-sale this Friday at 10am

9.21 - Philadelphia, PA - Theatre of Living Arts

9.22 - Baltimore, MD - Baltimore Soundstage

9.23 - New York, NY - Gramercy Theatre

9.24 - Boston, MA - Paradise Rock Club

9.26 - Pittsburgh, PA - Mr. Small’s Theatre

9.27 - Cleveland, OH - The Agora Theatre

9.28 - Pontiac, MI - Crofoot Ballroom

9.29 - Toronto, ON - Opera House

9.30 - Chicago, IL - Bottom Lounge

10.2 - Lawrence, KS - Granada Theater

10.3 - Denver, CO - Summit Music Hall

10.4 - Salt Lake City, UT - The Complex

10.6 - Santa Cruz, CA - The Catalyst

10.7 - Los Angeles, CA - El Rey Theatre

10.8 - Pomona, CA - The Glass House

10.9 - San Diego, CA - SOMA

10.10 - Phoenix, AZ - Crescent Ballroom

10.12 - Dallas, TX - Trees

10.14 - New Orleans, LA - House of Blues

10.15 - Pensacola, FL - Vinyl Music Hall

10.17 - Fort Lauderdale, FL - Culture Room

10.18 - St. Petersburg, FL - State Theatre

10.19 - Orlando, FL - The Plaza Live

10.20 - Atlanta, GA - Masquerade

10.21 - Charlotte, NC - Neighborhood Theater

A verdade é que pouco importa quantas vezes se pede perdão. Quando seu coração está magoado, ele simplesmente vai deixar de lado qualquer compaixão. Não existem desculpas que se sobreponham a dor causada, e tampouco há palavras que remendem uma ferida tão grande.
—  Amor de Livro
music tag

Tagged by the lovely @dust-asterisms

Rules: we’re snooping on your playlist!! Set your entire music library to shuffle and then report the first ten tracks that pop up! Then tag ten additional victims!

1. Betrayal Forgiveness by Apocalyptica

2. Landscape by Florence + the Machine

3. Israelita by At-Tambur

4. Take Me Out by Franz Ferdinand

5. Thoughts of  a Dying Atheist by Muse 

6. intro by Alt-J

7. Téir Abhaile Riú by Celtic Woman

8. J’y Suis Jamais Allé by Yann Tiersen

9. Seja Agora by Deolinda

10. Intriguing Possibilities by Trent Reznor & Atticus Ross


Tagging: @kardowolf, @ticktockclockwork, @threepipeproblems, @duilligentdancer, @au-revoiir, @cosmicakes, @whispers-of-a-rose, @kami-jakira@toooldforthisbutstill, @matokaji

Capitulo 91

N.A: Mores sei que estou devendo dois capítulos para vocês mais eu fiquei sem energia ontem e ela voltou só de madrugada e eu tive que começar a escrever tudo de novo –’ To morrendo de dor de cabeça e não dormi e ainda tenho que sair daqui uma hora )): Bom mais tarde eu juro que posto mais, porem sem condições agora. Faltam 9 em *-* 

______________x________________

POV Vanessa

Como eu tinha pedido para Jonas eu mesma queria contar para Clara sobre o transplante e eu queria ir além disso queria finalmente pedir ela em casamento antes que eu não tivesse outra chance dessa, contei para minha mãe, Junior e Jonas sobre a ideia de realizar o pedido na cantina do hospital, porque ai a gente poderia arrumar algumas coisas nada muito exagerado obvio era um hospital porem seria simbólico e que ela iria se lembrar para sempre. Jonas disse que falaria com alguns diretores do hospital assim que amanhecesse enquanto Junior ficou de comprar algumas coisas para comermos e buscar algumas roupas para vestimos afinal seria uma pequena cerimonia e teríamos que estar bem vestidos, mas como Clara estava lá em casa ele teria que pegar tudo na casa de Thais e por sorte tinha algumas malas ainda da viagem por lá.

O relógio já marcava que eram quase dez horas da manha e tudo estava dando certo, passei a noite em claros escrevendo uma carta pra ela, tentando explicar tudo da melhor forma possível porque eu não queria a ver implorando para eu não fazer isso com ela ou algo do tipo, estava disposta a dar minha vida por Max e ninguém mudaria isso. Eu estava totalmente ansiosa para chegar o momento de vê-la novamente porem agora seria diferente eu iria pedir a mão dela em casamento e depois que ela lesse a carta eu realmente espero que ela aceite.

???: Então é a senhorita que pretende casar hoje? – Eu estava deitada na casa relendo aquela carta novamente e já perdi as contas de quantas vezes fiz isso, desviei meu olhar do papel e um moço vestido de branco, alto, loiro, dos olhos verdes estava parado me olhando sorrindo o olhei confusa franzindo o cenho e ele negou com a cabeça rindo vindo a minha direção. – Você não deve estar me conhecendo estou certo? – Perguntou já ao meu lado e eu apenas assenti. – Não teria como me conhecer mesmo, você chegou aqui apagada. Sou o Dr. Thiago e eu sou o médico que esta te acompanhando prazer em conhecê-la agora acordada.

Van: Claro o prazer é meu, o Dr. Jonas me falou do senhor.

Dr. Thiago: Tenho certeza que foi só mal. – Falou rindo e preenchendo algo na sua prancheta. – Brincadeiras a parte ele me disse que pretende pedir sua namorada em casamento e por isso viemos te arrumar ate porque você não pode ir em uma cama certo? – Assenti sorrindo e minha mãe entrou no quarto empurrando uma cadeira de rodas. – Você também não pode ir em pé e ficar sem seu oxigênio e como vou precisar estar sempre te monitorando com alguns aparelhos então você terá que ir na cadeira de rodas, tudo bem?

Van: Claro que sim, só de saber que vou poder sair dessa cama já esta ótimo. – Respondi sorrindo e ele assentiu chamando algumas enfermeiras para ajudar minha mãe com minha roupa.

Dr. Thiago: Então a noiva esta pronta? – Perguntou batendo na porta assim que apertamos o botão para chama-lo.

Van: Sim estamos. – Respondi sorrindo e ele deu uma ultima nos aparelhos que estavam escondidos em baixo do meu vestido azul.

Tia Sol: Então vamos porque a Dessa já mandou uma mensagem avisando que estão a caminho. – Falou toda animada empurrando a cadeira de rodas.

A cantina estava praticamente vazia, Junior e Diego tinham arrumado tudo logico com a ajuda de May e Thatha que tinham chegado bem mais cedo para ajudar a organizar o ambiente para não ficar tão hospitalar. Já estava quase dando onze horas e a demora de Clara já estava começando a me assustar e eu estava começando a pensar que ela tinha desistido depois de ler a carta quando eu senti meu celular vibrando.

“Estamos a caminho da cantina já, como combinado ela não suspeita de nada. Jonas”.

Van: Ela esta a caminho. – Falei animada e ansiosa, May tinha chamado um juiz de paz apenas para formalizarmos tudo e se desse tudo certo depois de quarta feira eu faria melhor festa para recompensar tudo isso que estávamos passando. Alguns minutos se passaram e meu coração gelou quando vi a porta se abrindo porem era só Jonas que vinha segurando a mãozinha Max.

Max: Mama. – Falou correndo ate mim me abraçando com cuidado e me entregou a caixinha de veludo que eu tinha entregado para Junior.

Assim que eu a vi senti meu coração parar por um minuto e ela estava simplesmente linda, ela olhou para os lados ainda sem entender o que estava acontecendo e falou algo com Junior que seria impossível de escutar.

Van: Eu gostaria de poder ajoelhar para fazer isso porem é meio impossível… – Falei sorrindo. – Clara Aguilar você aceita casar comigo? – Perguntei abrindo a caixinha de veludo e assim com ela eu não continha mais minhas lagrimas de felicidade.

Clara: Eu não acredito… – Disse limpando algumas lagrimas e eu sorri abertamente pra ela.

Van: Não estava nos meus planos fazer esse pedido numa cantina de hospital mais devido à situação. – Admiti sorrindo e todos estavam olhando pra ela ansiosos por uma resposta. – Então aceita?

Clara: Você não precisa me perguntar novamente… – Disse sorrindo assim como eu. – Isso é tudo que eu sempre quis escutar, é claro que aceito. – Respondeu sorrindo e ela tentou andar na minha direção porem Junior segurou seu braço a impedindo falando algo inaudível  pra mim e eles começaram a andar lentamente na minha direção.

Junior: Cuida bem da minha irmã ouviu André? – Falou assim que eles pararam na minha frente e ele me entregou a mão dela sorrindo.

Van: Se depender de mim pode ficar tranquilo que eu farei sua irmã a mulher mais feliz desse universo. – Falei olhando nos olhos de Clara e ele sorriu pra mim indo ficar ao lado de Diego, minha mãe, May, Thatha, Jonas, Thiago e algumas enfermeiras.

Clara: Eu não acredito que vocês fizeram isso. – Disse sorrindo me dando um selinho. – Eu te amo menina.

Van: Eu também te amo. – Ela se ajeitou ao meu lado e o juiz de paz começou com aquela falação sem fim e eu já estava ficando nervosa com tanta demora eu só queria dizer logo o aceito e poder dizer para todos que ela era finalmente minha esposa.

Juiz de Paz: Bom então aqui na frente de todos os presentes preciso perguntar, Vanessa André Mesquita é de livre e espontânea vontade receber Clara Aguilar como sua legitima esposa? – Perguntou e eu a olhei sorrindo .

Van: Sim. – Respondi deixando uma lagrima rolar pelo meu rosto.

Juiz de Paz: Clara Aguilar é de livre e espontânea vontade receber Vanessa André Mesquita como sua legitima esposa?

Clara: Sim. – Respondeu sorrindo com os olhos ate vermelhos de tanto chorar.

Juiz de Paz: Bom sendo assim eu vos declaro oficialmente casadas, pode beijar a noiva. – Falou revessando seus olhares entre ela e eu.

Thais: É marido e mulher mesmo. – Falou rindo e eu mostrei o dedo mostrando a língua.

Van: Comovocê esta se sentindo Sra. Clara Aguilar Mesquita? – Perguntei sorrindo e ela se aproximou de mim selando nossos lábios em um beijo apaixonado.

Clara: Não poderia estar melhor minha esposa. – Falou com nossas testas coladas sorrindo e uma lagrima correu pelo meu rosto e ela limpou fazendo carinho no meu rosto.

Thais: Como vão fazer com a lua de mel? Vão fechar o 1314? – Perguntou rindo assim que paramos na frente dela.

Van: Nossa lua mel vai ser onde minha esposa quiser. – Falei beijando o anel de noivado que estava na sua mão esquerda juntamente com a aliança dourada.

Clara: Assim que saímos daqui resolvemos isso, agora vamos porque a senhorita tem que tomar seus remédios. – Falou me dando um beijo no rosto. – Vocês vão ficar por aqui? – Perguntou começando a empurrar minha cadeira de rodas.

May: Nós vamos com você, mas claro que vamos levar a comida porque estou com fome. – Falou rindo e pegando uma bandeja com alguns salgadinhos.

Junior: Vocês vem com a gente? – Perguntou olhando para Jonas e Thiago que conversavam baixinho entre eles.

Jonas: Podem ir indo estamos resolvendo algumas coisas. – Respondeu sério tentando sorrir e fomos todos para meu quarto. Passamos o resto da manha e começo da tarde conversando ate que Jonas bateu na porta sorrindo. – Ainda sobrou algum salgadinho? – Perguntou divertido.

Diego: Sorte do senhor que a Vanessa não esta com muito apetite porque se não ate as bandejas tinham ido embora. – Falou rindo e apontando para mim.

Jonas: Thiago não vai gostar de saber que a senhorita não esta comendo direito ouviu? Não é porque esta casada agora que vai fazer greve de comida. – Falou rindo se sentando na poltrona pegando alguns salgadinhos. – Bom à conversa esta ótima mais é que precisamos conversar algo serio. – Falou se ajeitando na cadeira e como eu e Clara estávamos deitadas juntas na cama e minha esposa me abraçou com cuidado para olhar para Jonas.

Clara: Pode falar Jonas, o que aconteceu? – Falou absurdamente calma e me deu um beijo na bochecha.

Jonas: Então é sobre a quimioterapia de Max, precisamos começar ainda hoje para que quarta feira ele esteja preparado para o transplante. – Falou nos olhando sério e Clara assentiu.

Van: Queria poder estar com vocês. – Sussurrei em seu ouvido e ela me olhou sorrindo olhando para a aliança e o anel de noivado.

Clara: Você sempre vai estar com a gente. – Me deu um selinho sorrindo. – Bom então vamos? Não vai adiantar adiar mais. – Falou se levantando com cuidado. – Ate mais tarde. – Disse já ao meu e pegou nosso pequeno que brincava no chão. – Da tchau para mamãe filho.

Max: Pa que? Come on mama. – Falou erguendo os bracinhos para Vanessa.

Van: Mamãe esta dodói meu filho, eu não vou poder ir sua mamãe te leva e depois vocês voltam pode ser? – Falei segurando sua mãozinha que sorriu pra mim assentindo com a cabeça. – Ate mais tarde meus amores. 

48 coisas que sempre aconteciam nos episódios de “Os Cavaleiros do Zodíaco”

1. FAÇA ELEVAR O COSMO NO SEU CORAÇÃO TODO MAL COMBATER DESPERTAR O PODER SUA CONSTELAÇÃO SEMPRE IRÁ TE PROTEGER E SUPERAR A DOR E DA FORÇAS PRA LUTAR
2. Shiryu está cego
3. Ikki!
4. Chega de sentimentalismo!
5. Eu vou te derrotar!
6. O que? Você disse que vai me derrotar?
7. SAORI!
8. Esse é o meu golpe mais poderoso!
9. Ok. AGORA ESSE É O MEU GOLPE MAIS PODEROSO!
10. Você é o cavaleiro mais poderoso que já lutei!
11. “O cavaleiro da Casa de XXX é o cavaleiro mais forte das 12 Casas”
12. IKKIIIII!
13. Eu vou te derrotar!
14. O que disse?
15. Que eu vou te derrotar!
16. MAMÃE!
17. QUEIME COSMO!
18. “Seiya!”
19. “Saori?”
20. Vou usar meu golpe mais poderoso! Juro!
21. “Seiya e os outros…”
22. IKKIIIIIIIIIII!
23. O QUE VOCÊ DISSE?
24. Shiryu está cego.
25. A velocidade da luz dele é mais rápida que a minha!
26. Esse é o cavaleiro de ouro mais forte que já lutei!
27. “Eu alcancei o sétimo sentido!”
28. “O que? O sétimo sentido?”
29. “Sim, o sétimo sentido!”
30. Shiryu está cego.
31. MAMÃE!!!!!!!!!
32. “O que? Ele resistiu ao meu golpe mais poderoso?”
33. IKKIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!
34. Sa-sa… Sa-Saori…
35. QUEIME COSMO!
36. Um golpe não funciona duas vezes no mesmo cavaleiro!
37. Ikki?

38. Morra, Seiya!

39. Um mero Cavaleiro de Bronze jamais irá derrotar um Cavaleiro de Prata!
40. Um mero Cavaleiro de Bronze jamais irá derrotar um Cavaleiro de Ouro!!
41. Como ousa? Um mero Cavaleiro de Bronze jamais irá derrotar um Deus!!!!!!

42.Não pode ser, meu escudo inquebrável quebrou
43.Não pode ser, meu esquife de gelo inquebrável quebrou!
44.Não pode ser, meu golpe indefensável foi defendido!

45. Saori esta em perigo…

46.A Saori esta em perigo de novo

47.A Saori foi sequestrada

48. ATHENAAAAAAAAAAAA"