afeminism

meu segundo one shot/imagine postado aqui em, ficou enorme mas como não queria deixa-las curiosas postei de uma vez, espero que gostem e boa leitura <3

Imagine Niall Horan


Minhas lágrimas molhavam aqueles chiques papéis, meu coração se apertava à medida que eu lia aquelas palavras e minhas pernas bambeavam à medida que meu cérebro compreendia o que estava prestes a acontecer.
Niall iria casar.
Eu não podia culpa-lo de seguir em frente, já fazia um ano que havíamos terminado um relacionamento de dois anos, e ele havia seguido em frente, menos eu, que ainda sentia seu perfume todos os dias, que olhava a única foto que sobrou de nós juntos.
Limpei minhas lágrimas rapidamente quando ouvi a campainha tocar, provavelmente seria Liam vindo me confortar, ele sabia que eu ainda não tinha superado aquele termino, mas aquilo tudo era culpa minha. Niall sempre quis casar, eu não, meu sonho sempre foi terminar a faculdade e ter um bom emprego antes de pensar em casar, em formar uma família. Por diversas vezes Niall me pediu em casamento, e eu sempre recusei. Se arrependimento matasse eu estaria morta a muito tempo.
Levantei do sofá rapidamente indo até a porta vendo Liam me olhar com receio nos olhos, ele não disse nada, apenas me abraçou e eu me permiti chorar em seu peito.
Liam me apertava em seus braços, ele era a pessoa que mais apoiava o meu relacionamento com Niall, sempre nos ajudou quando brigávamos feio e quando nos separamos ele tentou de tudo para que voltássemos, mas tudo foi em vão, já que Niall arrumou outra pessoa meses depois.
- Chore, tire toda essa dor para fora - Liam disse e eu chorei mais ainda, como se fosse possível. - Talvez ele mude de ideia (S/A).
(…)
Hoje era o dia do casamento de Niall, eu não iria até lá, até porque não seria certo chegar lá na maior cara de pau, eu era ex dele, e a noiva não ia gostar nada de saber que eu estava lá, aliás até hoje quis entender porque eu recebi o convite.
O casamento seria daqui uma hora e meu coração estava em pedaços, não conseguia me concentrar em nada, só conseguia ver a imagem dos dois felizes no altar e eu aqui, frustrada pelo amor da minha vida estar casado com alguém que não era eu.
Meu celular tocou e vi a foto de Liam no visor, ele já devia estar lá, ele era um dos padrinhos.
- Cadê você? - Ouvi Liam dizer e as lágrimas vieram à tona.
- Eu não vou Liam, você sabe que eu não posso fazer isso.
- Claro que pode e você vai, (S/N) ele está confuso, ontem ele estava lá em casa e só falava em você. Venha logo para cá e roube esse noivo - Liam disse rindo e meu peito se encheu de esperança. - Louis passará aí em 5 minutos, vocês irão até a casa de Niall e lá você conversa com ele, mas por favor (S/A) não faça nada que vá se arrepender.
Sem poder responder ele desligou, suspirei e pensei se iria ou não, em um surto de loucura eu decidi que ia, sai do meu apartamento rapidamente logo indo para o elevador. Sai do prédio vendo Louis estacionar e sorrir para mim, assim como Liam, ele sempre torceu por mim e por Niall.
O caminho até a casa do loiro foi silencioso, hora ou outra Louis me olhava e pude perceber o quanto ele queria que tudo desce certo. O carro estacionou e Louis me encarou.
- Boa sorte (S/A).
Ele disse e eu sorri, mesmo que por dentro minha vontade era de chorar e voltar para casa, sei que Niall não ia querer me ver, mas eu precisava tentar, mesmo que o destino fosse para que não ficasse juntos.
Desci do carro, dando tchau para Louis que buzinou e seguiu para a igreja. Toquei a campainha da casa sentindo minhas pernas falharem, Ah minha Deusa, espero que dê tudo certo. A mãe de Niall me atendeu com um abraço, ela sabia que eu e Niall tínhamos uma história, e que essa história não podia acabar assim.
- Oh querida, que bom que veio, ele sente tanta a sua falta. - Ela desfez o abraço e me olhou- ele está no quarto dele, vá lá.
Sorri para ela e fui para o andar de cima, andei até a porta de madeira sentindo minha respiração falhar, é agora ou nunca.
Entrei sem bater e pude ver ele se arrumando no espelho, ao me ver ele piscou sério e pude ver seus músculos ficarem tensos.
- (S/N)…
- Não fala nada, deixa eu me explicar e aí se você quiser eu saio por essa porta para nunca mais voltar. - Niall sentou em sua cama e eu permaneci parada na porta - Bom, eu sei que eu errei, errei por ter deixado você ir, e hoje eu me arrependo por ter simplesmente aceitado que você saísse da minha vida, mas quero pedir perdão, por todas as vezes que você me pediu em casamento e eu recusei por conta de um medo bobo, mas eu sei que é tarde, você vai casar e eu vim agora pedir para que me perdoe, eu te amo Niall, eu te amo tanto que vim aqui pedir perdão e mesmo que você não aceite eu vim também para desejar que você seja feliz.
Falei vendo ele se levantar e me encarar com lágrimas nos olhos.
- Por que justo hoje você vem me falar essas coisas? Justo hoje que eu estou a um passo de casar - Niall disse se aproximando e assim eu prendi minha respiração - Você sabe que não podemos voltar atrás não sabe? Muita coisa aconteceu e eu não sei se quero tudo aquilo de voltar.
Ele disse e eu suspirei me dando por vencida.
- Tudo bem Niall, independente de tudo a sua felicidade é o que importa.
Abri a porta, mas fui impedia por Niall que me puxou para dentro novamente.
- Você não entendeu, não é? Eu disse que não queria aquilo de volta porque eu não quero mais você como namorada, e sim como esposa, como mãe dos meus filhos. - Niall me beijou e eu suspirei entre o beijo, infelizmente o ar foi preciso e nos separamos.
- Niall e sua noiva?
- Eu não sei, mas eu não posso casar com ela, a única mulher que quero casar é você - Ele me beijou novamente e eu sorri entre o beijo.
Meu celular tocou e eu sabia que era Liam, ele e Louis deviam estar ansiosos por notícias.
- Pelo amor de Deus (S/N) eu já fiz um buraco no chão de tão nervoso que estou aqui, então o que houve?
- Niall e eu voltamos Liam - Ouvi Liam e Louis gritarem e Niall e eu rimos de suas reações.
- AMÉM IRMÃOS - Louis disse gritando.
- Tudo bem casal, vão curtir, depois quero detalhes - Liam afeminou a voz e não pude deixar de rir.  
A mãe de Niall entrou no quarto e nos viu juntos, ela logo sorriu e nos abraçou, mas antes de sair, disse a Niall que ele teria que resolver as coisas com a ex-noiva.
E depois daquele dia eu prometi a mim mesma que não deixaria mais o grande amor da minha vida sair de meus braços, eu ia lutar por ele com todas as forças que tinha e as que não tinha.

kinbari14  asked:

What are your thoughts on Mibuchi Reo personality, and character wise? Like he gets no love. P.S. could you do a scenario where he, himuro and kise all end up meeting each out of nowhere and decide to hangout with each other for the day speaking of their favorite hobbies and such.

Reo is polite and very aware of his surroundings. Within Rakuzan, he seems to be the one with the best socializing skills (let’s not talk about Akashi here; he’s a whole different story). He keeps on scolding Nebuya and Hayama, but I think it goes deeper than just being ‘the team mom’. He knows what’s proper and socially acceptable, and I’m sure this is me reading too much into things, but this may be a result of his homosexuality. I don’t know how to express myself, but Japan is not an easily approachable country. A lot of old values still are the rule, and a lot of imperialism is still going on.

He’s someone who’s very confident in his basketball abilities, especially after he entered Rakuzan under Akashi’s captaincy. At Rakuzan, the Uncrowned Generals were no longer under the shadow of the Generation of Miracles, and regained their confidence. Of course, I can’t even fathom how many hours they practiced to get at their level, no matter how talented they are.

So Mibuchi’s very confident in his way of playing basketball, and he’s also someone who’s not afraid to show it off to his opponents, especially Hyuuga. It might seem a bit twisted of his part, but let’s stop for a moment and be honest: who doesn’t like knowing they’re better at something than someone else? So he may tease and flirt and rub it in just a bit in Hyuuga’s face, but fictional characters aren’t meant to be perfect. They’re meant to have flaws, just like every other human being.

Speaking of which, Reo’s one of the most ‘human’ characters, for lack of a better word. He’s confident and he likes knowing his shooting guard skills are one of the best, but he’s also someone who gets easily exhasperated around his teammates and isn’t afraid at all to show what he’s feeling. He’s someone who’s comfortable with who he is (though we don’t know if that’s something he really had to fight for, which I strongly think he did), knows what he thinks of things, and as such, unceremoniously expresses his opinion to even Akashi, who at his first year at Rakuzan is at the highest point of his ‘I am absolute’ phase.

I like to think Reo’s pansexual. He’s very open-minded and is completely at ease and satisfied with who he is right now, so I think he’d be a very ‘spread the love around’ kind of person. Of course, according to canon, it’s safe to say he’s homossexual, but I really like to think that it goes just a tad beyond that. If he’s that comfortable with who he is, then I’m sure he’d also find beautiful if other people felt that way too  - especially people who normally suffer a lot of prejudice against society, like homosexuals and trans people.

He’s actually pretty damn strong, if you stop to think about it. Homophobia is still a big problem in Japan (maybe more so than in some countries), so only the fact that he’s an “afeminated” man should be enough to earn him a couple of ill-intentioned stares. Despite that, he’s not afraid to admit he likes guys openly, and this is pretty damn amazing.

Talking a bit about his pansexuality: if he had a girlfriend (and here I’m including both cis and trans females), he’d treat her like a goddess, and would be seriously protective of her. Not because he doesn’t think she can’t protect herself; to him, girls are precious and beautiful creatures that must be protected at all costs because they look so angelic no matter what they’re doing. In general, they’re usually physically more fragile than guys, so there’s that as well. A good example of this is when Riko tripped when getting out of the train, and bumped into him (waaay back when he was first introduced). He tells the Seirin troup that they should take care of girls, and maybe it’s because he’s one of the most “feminine” characters in KnB, or maybe it’s because he secretly yearns to be treated that way. Or maybe probably I’m reading way too much into this. Either way, he firmly believes girls are God-sent creatures and would absolutely spoil his s/o rotten if they so much as refered to themselves as ‘she’.

If he had a boyfriend (again, I’m considering here both cis and trans males), things would be a bit different. By the way I see things, men are still expected to be strong and secure in everything they do. If you seem weaker than average, that automatically earns you a free bullying pass. So I imagine that Reo would still be quite protective of his boyfriend, but still be mindful of that fact. It’s just that he knows how cruel people can be, and the last thing he wants is for his partner to be hurt by people’s closed-mindness.

I’d honestly kill to have Reo as a friend. He’s very, very open-minded and looks like he doesn’t mind trying out new things, so long as it’s safe and consensual. Mibuchi’s that one multi-tasking friend we all need: he’s responsible, sensible, easy-going and open-minded. The one to go to in case you get your heart broken or need some love advice, but he’s also the one to look for if you wanna have some fun out in the city. Despite that, I don’t think he’d be into casual sex. He seems the type to get too attached to someone, so one night stands really aren’t his thing.

Reo would be such a great friend I can’t stress this enough. It doesn’t matter what you identify yourself as; you two can just be chilling on the couch talking about the meaning of life one moment and then be talking about how you’re obviously much more beautiful than 'that one person you both hate’ and fooling around the next. And it’d be completely normal, you know? There’s nothing sexual about his actions - unless you two are dating, but if you’re really just friends, everything is purely platonic.

#protectReo2k15

(Also, I’m gonna answer your request on another post, hope you don’t mind!)