adrenalinapaula

-Zé,ele me ligou hoje de madrugada… Falou tudo que eu gostaria de ouvir. Falou que estava arrependido, que desta vez ele seria o homem que eu gostaria de ter ao meu lado. Jurou que daria tudo certo e que eu não ia mais me magoar. Zé… ele falou que me amava no minimo trinta vezes. Resmungou de que não estava fácil dormir todas as noites sem mim e de que estava difícil levantar todos os dias e não me desejar “bom dia” com um sorriso de orelha a orelha. Falou que estava com saudades das nossas idas no parque depois do almoço, das nossas brincadeiras de imitar um ao outro para ver quem se irritava primeiro e da minha mania de dar soco no braço dele quando ele olhava para outras meninas. Até brincou que viria me buscar e iriamos para Las Vegas nos casar. Ele me pediu em namoro novamente, Zé.

-E você aceitou pequena? 

-Sabe Zé, eu sonhava todas as noites com o dia que ele me ligaria e pediria para eu voltar para a vida dele. Eu queria mais que tudo escutá-lo dizendo que me amava novamente. E, bom, quando ele finalmente falou, eu já estava esgotada de mim mesma, me desgastando por alguém que preferia ter mil e uma mulheres do que somente a mim. Doeu todos os dias sem ele, doeu todos os dias que eu esperei essa ligação, mas nada doeu mais do que me ver tão fraca. Zé, as palavras dele, de algum modo, me libertaram desse dor e eu me senti forte novamente… Acho que no fim eu só gostaria que ele se arrependesse de ter me perdido. Então Zé, eu não aceitei o pedido. Estou me sentido leve pela primeira vez depois do fim desse namoro e estou gostando dessa sensação. Estou sentido que posso recomeçar novamente. Zé, eu aprendi a me valorizar… (adrenalina)

Eu queria te dizer tanta coisa, mas tenho medo que nada faça sentido. Olha, eu nem sei por onde começar, estou tentando traduzir tudo que está aqui dentro. É difícil sabia? ‘Você roubou meu coração, entrou nos meus pensamentos e me deixou sem fôlego’. Meu sorriso a muito tempo não era tão verdadeiro e minha risada nunca foi tão significativa. Você é como um vício para mim, entende? Um vício bom. Eu prometi que não iria me apegar a qualquer pessoa, mas com você foi diferente. Foi tudo tão rápido, tão intenso e, de alguma forma, eu não quero fugir desse sentimento. Por favor, deixe-me cuidar de você, deixe-me ser a pessoa da tua vida, deixe-me te fazer feliz. Eu quero ser o motivo dos teus sorrisos como você é dos meus. Eu sei e você sabe que existe algo entre nós, algo forte. Deixe o medo de lado e fique aqui comigo. De uma chance a nós dois. Eu te amo.
—  Paula, (a❥drenalina)

Você foi mais um filha da puta na minha vida. Ou melhor, você foi o maior dos filhas da puta existentes na face da terra. Filha da puta por me deixar sozinha em casa nas noites de quinta enquanto você ia jogar uma partida de futebol com os seus amigos acompanhado daquelas suas ditas cujas “amiguinhas” - que, convenhamos, mais pareciam ser prostitutas do que meninas de família. Filha da puta por nunca lembrar do nosso aniversário de namoro porque você estava ocupado pensando na próxima festa com bebida liberada. Filha da puta por estar cansado demais para vir até a minha casa depois da faculdade. Filha da puta por querer passar a tarde no vídeo-game jogando call of duty ao invés de tirar um cochilo comigo. Filha da puta por não atender as minhas ligações no meio da tarde com a desculpa de que você estava na academia. Filha da puta por não querer ir ao shopping junto a mim aos sábados porque haveria muitos casais apaixonados se beijando. Filha da puta por preferir ver um filme em canal pago do que ir ao cinema porque era gasto de dinheiro. Filha da puta por sempre ser orgulhoso demais para admitir que estava errado quando brigávamos. Filha da puta! Filha da puta por se recusar a me dar um pedaço do seu chocolate porque eu iria querer mais. Filha da puta por sentir ciumes de mim e não deixar eu sentir de você. Filha da puta por ser egocêntrico em tudo. Filha da puta por me obrigar a trocar de roupa porque você julgava vulgar demais. Filha da puta por esquecer de me ligar e desejar boa noite nas segundas-feiras. Filha da puta por dizer que a nossa transa foi mais ou menos algumas vezes. Filha da puta. Filha da puta por achar que eu fazia de tudo para te provocar quando era exatamente ao contrário. Filha da puta por não dar a mínima quando eu me desdobrava em vinte para fazer as suas vontades. Filha da puta por deixar eu te amar demais. Filha da puta por me abandonar sem ao menos dizer o porquê. Filha da puta por tirar tudo de mim: felicidade, sonhos e, principalmente, vontade de amar novamente. Você não foi um filha da puta… você é um filha da puta; o maior e o pior de todos. Você é o filha da puta que eu não consigo esquecer. Filha da puta. Filha. Da. Puta. Paula B. (a❥drenalina)

No primeiro dia pensei em me matar. No segundo, em virar padre. No terceiro, em beber até cair. No quarto, pensei em escrever uma carta para Marcela. No quinto, comecei a pensar na Europa e no sexto comecei a sonhar com as noites em Lisboa. Em seis dias Deus fez o mundo e eu refiz o meu.
—  Memórias póstumas de Brás Cubas 

Venha cá, sente-se ao meu lado, deite tua cabeça no meu ombro, chore aqui no meu colo. Eu quero cuidar de você, quero te proteger, quero curar as tuas feridas. Diga-me o que te machucas tanto, o que te corrói por dentro, o que deixou teu coração tão fraco. Por favor, deixe-me tratar desse teu coração despedaçado, deixe-me ser a pessoa que te fará sorrir novamente(adrenalina)

Hoje eu quero dar risada sem algum motivo aparente, sair da rotina sem pensar, me divertir sem lembrar dos problemas. Quem sabe amanhã eu volto a me preocupar com o meu coração quebrado, com o vazio que você deixou, com a saudade que já tomou conta do meu ser. Hoje eu só quero alegria, só quero meus amigos verdadeiros do meu lado para poder rir até chorar de felicidade. Hoje eu não vou lembrar de você, hoje você será insignificante para mim. Aliás, talvez eu repita a dose de hoje todos os dias(adrenalina)