acalental

Um presente incrível

Você chegou na minha vida sem bater na porta e entrou devagar, profusa e intensamente. Pediu licença e se aconchegou no meu peito. Sentiu minha respiração e tomou conta dos meus sorrisos. Me cutucou nas feridas e fez questão de cuidar delas.
Você chegou na minha vida e, com vontade, me cativou. Estranhamente se apossou do meu olhar e aguçou meus sentidos. Te enxerguei n’alma dos seus suspiros e o emocional acalentou-se. Sinto-me segura e protegida. Sinto-me sua e minha. Sinto-me que pertenço à nós dois.
Você entrou na minha vida. Fica.

A noite está quente, mas mesmo assim me abrace e me aqueça. Só por essa noite me acalente, me nine, acaricie meu cabelos e me dê um beijo. Me conta uma história, qualquer uma feliz. Só hoje a noite, depois eu vou embora. Saio do abrigo dos teus braços pra voltar o mundo.
Por favor, me faça esquecer. Me fale de você. Quero ouvir sua voz. Deixe-me deitar em seu colo e logo dormir e ver abrir o mundo dos sonhos, para lá mais uma vez te encontrar. Me diga qualquer coisa, só pra eu acreditar por alguns segundos que tudo vai ficar bem.
Bem, é o que eu te peço. Meu último pedido.
—  Aryelle Almeida

Ó amada Mãe, protegei-me em todos os momentos da minha vida. Abençoai as minhas decisões. Olhai por mim nos momentos de agonia. Mostra-me o caminho quando eu não o souber. Guia-me quando eu me perder. Acalente o meu coração quando ele estiver agitado. Proteja-me da inveja e livra-me do pecado. Passe na frente quando eu me encontrar em problemas. Vós que sois Santa, intercedei por mim perante a Jesus, para que os meus desejos se realizem. Eis que te prometo que jamais te esquecerei. Serei tua fiel serva de hoje até a eternidade. Louvarei a ti e ao meu bom Deus por todos os dias. Adorar-te-ei em todos os momentos, porque sei que tu, Mãe, cuida de mim o tempo todo.

Amém!

O remorso crônico ,e nisso estão de acordo todos os moralistas,é sentimento muito indesejável.Se você se comportou mal,arrependa-se,faça as correções que puder e dedique-se à tarefa de portar-se melhor da próxima vez.De modo nenhum acalente sua má ação.Rolar na sujeira não é o melhor meio de se limpar.

Retrospectando 2014 (ainda!) e 2015 (já!)

Acabou o carnaval, acabou a ressaca e enfim 2015 começou. Mas antes de viver o novo ano é preciso digerir tudo que passou no ano anterior. E que ano!!!

Mudei a rota de vida e deixei que o destino me mostrasse os caminhos sem se quer interromper ou questionar o que iria acontecer. Mudei o estilo de vida. Fiquei na Bahia, numa ilha, num paraíso. Deixei emprego, familia e amigos. Vim para a terra dos sonhos, ou melhor, do meu sonho.

Perdi “eventos” que não me lembro de algum dia ter perdido. Primeiro aniversário do meu irmão. E aí o primeiro sintoma de saudade bateu. Depois Natal… ual, esse foi to much! Ano novo estava com amigos queridos o que acalentou a alma. Mas mesmo assim vivi e posso dizer que ainda vivo uma ressaca moral desde então.

Lu e Flavinho vieram passar uns dias comigo, e a única coisa que eu queria nesse momento era que voltássemos para aqueles dias só para eu aproveitar um pouco mais com eles e dizer o quanto eles são importantes pra mim. Mas só o fato de eles virem até aqui, afinal não é fácil chegar, já valeu! E nosso dias foram mais ou menos assim:

Mas, como disse queria muito ter aproveitado mais!

No começo de Janeiro meu tio faleceu, e me despedi daqui. Até hoje não caiu minha ficha de que não o verei mais. Aqui dentro da bolha o mundo gira diferente.

Ricardo foi passar férias em São Paulo e hoje a saudade é desesperadora. E a ressaca moral vai e volta. De tudo que fiz e o que NÂO fiz por ele. E a única coisa que sinto é culpa e vontade de cumprir minha unica promessa de Ano Novo: Ser uma mãe melhor!

Como toda cidade turística, a época em que mais trabalhamos é agora, alta temporada! Mas também é o mês onde se pode mais curtir pela quantidade de festas que existe. Lual, Toca do Morcego, Teatro, Pulsar, Festa do Barco, Pool Party e por aí vai. Dificil acompanhar! Mas sobrevivi….

Me apaixonei pela 2ª vez, mas pela mesma pessoa. É possível? Ôôô se é! Um safado de um argentino que desde a primeira vez roubou meu coração. Mas decidi não seguir naquilo. Mas todos sabem que quando é pra ser, não existe “Não” que vença o “Sim” do destino e do coração. E pra minha surpresa lá estávamos nós mais uma vez, entregues de fato. Uma amizade colorida que virou amor. E consequentemente namoro! E assim seguimos, um com o outro. Com sorrisos, risadas, confissões e planos. Ah, o amor!

Não teve jeito não. E por isso estamos aqui ou na China!

Um pouco mais de 5 meses e meio se passaram desde que cheguei aqui. E olhando pra trás não tem como não me emocionar, afinal de jeito torto ou não, eu consegui!!! Tem uma grande responsável por isso também. Que sempre esteve e acredito que sempre estará por mim. Que sabe me dizer o que preciso ouvir no momento. Minha Ana! Laços e abraços mais apertados do que nunca. 

Ela não admiti, mas sei que me ama! (Próxima parada Londres???)

E nesses meses de festas e carência absurda contida do meu filho, dois eventos mais que importantes aconteceram: Aniversário do meu principe e o meu aniversário! Ele em São Paulo e eu aqui. Conseguem imaginar o quão dificil foi? Pois bem…. muito dificil! Quase um sentimento de impotência! E foi aí que chegaram o segundo, terceiro, quarto, quinto sintomas de saudades. Saudades do meu filho. Saudade dos churrascos em casa com carneiro e o molho de hortelã que só mainha sabe fazer. Saudade da minha cachorra. Saudade da familia e amigos. Saudades da Vila Madalena e da Rua Augusta. Deus do céu! Nunca pensei…. Dizem que saudade dá e passa, então por favor… rs


Seguindo na bolha azul, cada dia mais entregue e com maiores motivos pra me entregar. Cada dia fazendo mais parte disso aqui. E abaixo Viva a Argentina!!!

E viva o Chile também, ou melhor dizendo essa Chilenazinha do meio! E Viva essa Loira linda!

E claro um Viva para meu Pupilo, Mabrother demais, meu Pê! (fuck you, fuck to, fuck a porra toda! Quer uma Tequila amor?)



Enfim, todavia e entretanto Viva a Bahia, Viva Morro de São Paulo! 


PRA SEMPRE MEU MELHOR LUGAR!

Muitos beijos de Luz!

k-ama-e-surta

mas volta e me arranha

me destrói com essa tua manha 

essa tua pose de guri independente não engana 

tu só precisas de alguém que sente contigo na brisa

 que te acalente 

e que te esquente 

por baixo dessa tua roupa 

você só quer alguém louca 

que de repente te diga coisas que pegam no coração

 e que depois te chupe com a mesma convicção 

tu sabes no teu íntimo que quer paz e sossego

 mas que também quer perder o ritmo 

quer não poder dobrar alguém

 quer amar bem além do imaginável 

não quer só um caso qualquer (logo tu, o imprestável) 

tu queres, meu bem,

 a vida fora do teu controle 

tu não queres dar xeque logo de cara 

quer sofrer pacientemente 

 e parar numa curva da estrada pra olhar o grande abismo 

e pensar com cinismo

que estás por cima.


 mas nunca estarás por cima, pressinto, 

porque a nossa posição preferida não é essa. 

quero tu sob meus gemidos e depois dentro, sentindo só o que eu sinto. 

Você merece o céu

Você merece ir dormir com as estrelas, e acordar com uma chuva de sorrisos. Você merece amor que acalente seu coração feito nuvem. Você merece a paz de um dia frio, e a euforia de um dia quente. Você merece alguém que seja anjo em sua vida. Você merece milhares de anjos. Porque você já é um, e a beleza da tua existência flutua o universo.

Eu não sei a quem e nem como, mas eu gostaria de agradecer. De todo meu coração, a essa pessoa que eu sei que existe, eu sei que prova sua existência da forma mais pura e plena dentro de mim, eu gostaria de lhe dizer obrigada. Por que eu sei que você sabe como as coisas estão complicadas por aqui ultimamente, as pessoas pedem rótulos e eu não costumo conseguir determinar algum. Não consigo determinar meus sentimentos, quem sou. Mas a razão de estar aqui vive me puxando pra realidade, por mais irreal e ilógico que isso possa parecer. A sanidade me transborda. Justamente ela, que já pareceu poder ser a inimiga. Eu sei o que faço. Não tem isso de quem ou o que usar. Tem meios e maneiras de se encontrar, de poder fazer se encontrar no outro assim como em si mesmo. E eu não faço ideia qual o sentido essas palavras podem atingir depois, por que é tarde e o sono me embebeda. Que me acalente.

Oi, mais uma carta pra alguém que não existe. Só mais uma consequência de uma insônia. Insônias me perseguem, porém são de noites assim que saem os melhores textos de alguém a procura de algo que acalente seu coração.
Hoje você disse que queria me ver, hoje você sorriu, hoje você mentiu e hoje você esqueceu.
O hoje que me prende no ontem que me perde do presente e me afasta do amanhã. O hoje que me leva pra longe em noites quentes frias, quentes do calor, frias da falta de amor.
Amor que o coração pede e implora “por favor”, amor que a mente repudia e diz “nunca mais”. Venho tentando me apaixonar, mas algo sempre me impede. Essa desconfiança toda que me protege, uma hora alguém me fisga e eu saio correndo, pois quando eu fico coisas ruins acontecem… Comigo. Comigo que chora, comigo que espera, comigo que sonha, comigo que não queria e quando se rende percebe a cagada que fez. E que cagada, botar expectativas em alguém.
Então um amigo me diz “vai escrever para dormir”, tão irônico, pensar para parar de pensar. Não da. E então eu estou aqui, escrevendo afinal um texto feito mal feito sem uma ligação qualquer de sentimento algum. O sono ainda não chegou, o coração ainda não desacelerou. Pow cara, faz isso comigo não. Pra que? Pra me tirar o sono em dias importantes? Pra que? Mostrar que é diferente, fazer que não é de verdade. Isso dói cara, um dia algum sorriso te tira o sono. Um dia tua mina não te responde, um dia eu sumo, um dia… Um dia eu tomo vergonha na cara.
Amanda Campos @mar-of-illusions

Rasgar a pele que já te trouxe conforto e acalentou sua alma nos dias mais difíceis é uma bela maneira de mostrar seu verdadeiro eu, seu ego, egocentrismo a palavra? Misturado com cinismo, um belo parnasianista na verdade, ilusionista talvez, narcisista com certeza, acima de tudo cafajeste de primeira linha, pior de tudo que não me arrependo de ter sido sua vítima.
—  Regina R.