absurda realidad

parada aqui, onde há no mundo pra mim realidades absurdas, me esqueço. minha realidade é indeclarável pra outras vidas. eu não toco tudo que existe. e nem tudo que existe me toca. 

A loucura fascina porque é um saber. É saber, de início, porque todas essas figuras absurdas são, na realidade, elementos de um saber difícil, fechado, esotérico. Este saber, tão inacessível, o Louco o detêm em sua parvoíce inocente. Enquanto o homem sábio e racional percebe apenas algumas figuras fragmentárias, e por isso mesmo mais inquietantes, o Louco o carrega inteiro em uma esfera intacta: essa bola de cristal, que para todos está vazia, a seus olhos está repleta de um saber invisível.
—  Foucault.
Aquí estoy,
construyéndome ficciones absurdas
por querer una realidad sorprendente.
Tomándome un café muy fuerte
que disimule el sabor de mi debilidad.
Jugando a ser el serio,
y en serio que no es divertido.
Se me escapan suspiros
cada vez que deseo es respirarte.
Porque una de tus miradas, es suficiente
para cerrar mis ojos a lo que realmente
no me importa.
Porque un solo momento a tu lado,
me basta para saber lo que quiero
por el resto de mi vida.
—  Aquí estoy, Víctor Valladares
Un día normal como cualquier otro le comencé hablar, no me imagine que seria algo especial, hizo que mis días dejaran de ser monótonos y me saco de esta absurda realidad de la manera que menos espere, algo incierta por supuesto pero cambio todo desde el mismo instante en el que me empece a enamorar.

eu sempre fujo de admitir quando sinto alguma coisa porque acho que isso torna a coisa mais real
nunca mais eu disse pra ninguém que gosto de você
vira e mexe ainda escrevo só porque quando escrevo não me julgo e posso ser qualquer pessoa
me perguntaram dia desses sobre tempo/espaço, o que eu faria se não tivesse compromisso com nada, nem dinheiro nem dias nem distâncias e eu só pensei que nesse cenário caótico onde nada existe além do material e palpável, teu amor por mim nunca teria murchado e seria infinito e então a gente poderia viver grudado
sem antes ou agora ou depois
só duas pessoas que não se separam
achei bonito e utópico
por isso não admito em voz alta como me sinto: esse tipo de verdade absurda a realidade engole sem hesitação
nem me arrisco
deixo a memória queimar no tempo/espaço que é bastante real e dilacera
de um jeito ou de outro, a vida segue