a:vsp

Absolutely tragic day for the State of Virginia. A day that began with violent clashes between white supremacists and counterprotestors, a day that saw a deadly vehiclular attack on peaceful marchers, has now ended in the deaths of two state troopers, who were killed when their police helicopter crashed near Charlottesville. Right now, the cause of the crash is under investigation and so far there is no reason to believe the crash has anything to do with the rallies and earlier activity, it seems to just be a horrible coincidence. My heart goes out to the Virginia State Police and everyone effected by this mind numbing day. Godspeed troopers. #VSP #VirginiaStatePolice #StateTrooper #Trooper #Virginia #VA #Police #LawEnforcement #News #BreakingNews #Tragedy

Carta para agora, um simples cara.
Lembra daquela garotinha que vivia correndo atras de você? Te procurando aonde quer que você esteja? se fosse até no inferno eu procurava, estava obcecada por você, passava as 24 horas do dia pensando só em você, esperando você me responder, e quando respondia(…) Já senti as piores sensações do mundo, por sua culpa já me senti invisível, inútil, um lixo, um completo caos, mas sabe, nunca desistia de você, eu era completamente alucinada por esse amor, quando você me respondia, nossa, eu tinha ganhado meu dia. Sabe, parecia que eu vivia feito uma escrava pra você, fazia tudo o que você pedia, porque para mim aquilo era um enorme prazer, fazia aquilo tudo com um belo sorriso no rosto, mas que pena que aquele sorriso era falso, igual seu amor por mim, nunca fui essa garotinha feliz que parece, porque atras de qualquer sorriso tem uma magoa, vivia com uma mascara. Admito que até eu nunca pensei que iria enjoar de você, me cansar. Parecia que nós dois iríamos viver para sempre, já fizemos planos para o nosso futuro, já nomeamos nossos filhos, aonde iríamos morar, qual seria nossa profissão, até o nome do nosso animal de estimação já tínhamos dado, mas que danado o destino, não? Lá vem ele nos pregar mais uma peça, bem que já falavam que nada é pra sempre, nunca acreditei, achei que com nós dois iría ser diferente, mas estava enganada. Hoje vejo que esse fato é certo, para todos. Você me trouxe tantos sorrisos, tantos arrepios, tantos sonhos, tantos desejos, tantas borboletas no estômago, tanto e tanto, até o meu coração acelerado quando te via, mas infelizmente não era esse mar de rosas, que nem nos filmes; você também me trouxe tantas lagrimas, tantas noites mal dormidas, tantas expectativas, tantas ilusões, tantos finais de dias ruins, por eu ter lido algo(…) hoje eu estou pronta para mudar, cansei de ser aquela boa menininha que corria atrás e você só ignorava, cansei se ser a boba e idiota. Vou por a minha melhor roupa e sair, conhecer pessoas novas, me aventurar mais, quem sabe uma nova paixão, mas já digo, não serei a mesma, como diz a frase “o coração uma vez partido nunca voltará a ser inteiro”, aprendi isso da pior maneira possível, apanhando, mas engraçado né porque a função do coração é bater, não apanhar não é?(…) Apaguei seu número da minha lista telefônica, joguei fora nossa aliança, coloquei fogo nas cartas que escrevi para ti, que nunca foram enviadas. Não quero mais sofrer assim, por isso dei um basta, acabou, chega, meu coração quer se divertir, não sofrer. Agora quando você se der conta que perdeu a única pessoa que se importava por você, você vai se arrepender de tudo o fez e vai tentar voltar, mas sabe o que vai acontecer quando você ligar para o meu celular? Meu namorado vai atender, e aí sim você vai sofrer da mesma forma que eu sofria, espero que seja até pior. Parece muito frio esse meu sentimento, mas foi você que resolveu mudar esse meu amor por você em uma magoa(…) Você entrou na minha vida e deixou um gostinho de quero mais, quero mais que você se foda.

VIAJE A LOS SUEÑOS POLARES
A radio program specialized in indie music!
Run by Luis Calvo (Elefant Records)

EMISIÓN 024 [30-8-2014]

Bienvenidos a esta nueva entrega de “Viaje A Los Sueños Polares” y a
nuestros “Especiales de Verano”. Este cuarto y último lo hemos titulado:
“Explosión Pop en España en los 90”. Una selección especial con canciones de
FAMILY, LA CASA AZUL, LOS FRESONES REBELDES, GUILLERMINE, PARADE, LOS
MAGNÉTICOS, ELLOS, GALÁCTICA, GLAMOUR, ILUMINADOS, TECNICOLOR, JUNIPER MOON,
AIRBAG, LA PEQUEÑA SUIZA, TCR, LOS PLANETAS, NOSOTRÄSH, JONIPAI, LE MANS,
ASTRUD, MIRAFIORI y METEOSAT

Welcome to this new edition of “Viaje A Los Sueños Polares” and to our summer specials. We call this fourth and last one “Pop Explosion in Spain (90’s)”, a special selection with songs by FAMILY, LA CASA AZUL, LOS FRESONES REBELDES, GUILLERMINE, PARADE, LOS MAGNÉTICOS, ELLOS, GALÁCTICA, GLAMOUR, ILUMINADOS, TECNICOLOR, JUNIPER MOON, AIRBAG, LA PEQUEÑA SUIZA, TCR, LOS PLANETAS, NOSOTRÄSH, JONIPAI, LE MANS, ASTRUD, MIRAFIORI and METEOSAT.

ESPECIALES DE VERANO (SUMMER SPECIALS)
“Explosión Pop en España en los 90”
“Pop Explosion in Spain (90’s)”

01. Family - El Bello Verano (1993)
02. La Casa Azul - Galletas (2000)
03. Los Fresones Rebeldes - Medio Drogados (1999)
04. Guillermine - Desde Ayer (2001)
05. Parade - Metaluna Moroder (1999)
06. Los Magnéticos - Claro Que Sí (2000)
07. Ellos - Diferentes (2001)
08. Galáctica - Anticanción De Verano (2001)
09. Glamour - Alexei (1996)
10. Iluminados - Busca En Tus Sueños (1992)
11. Tecnicolor - Yo Sé Que Es (2001)
12. Juniper Moon - Madrid (2002)
13. Airbag - Marta No Es Una Punk (2000)
14. La Pequeña Suiza - Pontevedra (2000)
15. Tcr - Stereo Virtual (1999)
16. Los Planetas - La Playa (1998)
17. Nosoträsh - Punk Rock City (1997)
18. Jonipai - Paperclip People (2000)
19. Le Mans - La Balada De La Primavera (1997)
20. Astrud - Somos El Uno Para El Otro (2001)
21. Mirafiori - Mas O Menos Igual (2002)
22. Meteosat - Vilma (Ábreme La Puerta) (2000)

Made with SoundCloud
O grande desastre aéreo de ontem.
Vejo sangue no ar, vejo o piloto que levava uma flor para a noiva, abraçado com a hélice. E o violinista, em que a morte acentuou a palidez, despenhar-se com sua cabeleira negra e seu estradivárius. Há mãos e pernas da dançarina arremessadas na explosão. Corpos irreconhecíveis identificados pelo Grande Reconhecedor. Vejo sangue no ar, vejo chuva de sangue caindo nas nuvens batizadas pelo sangue dos poetas mártires. Vejo a nadadora belíssima, no seu último salto de banhista, mais rápida porque vem sem vida. Vejo três meninas caindo, rápidas, enfunadas, como se dançassem ainda. E vejo a louca abraçada ao ramalhete de rosas que ela pensou ser o paraquedas e a prima-dona com a longa cauda de lantejoulas riscando o céu como um cometa. E o sino que ia para a capela do oeste vir dobrando finados pelos pobres mortos. Presumo que a moça adormecida na cabine ainda venha dormindo, tão tranquila e cega! Ó amigos, o paralítico vem com extrema rapidez, vem como uma estrela cadente, vem com as penas do vento. Chove sangue sobre as nuvens de Deus. E há poetas míopes que pensam que é o arrebol!