a ela

Não faço ideia de quantas e quantas vezes eu reli as mesmas palavras, esperando que elas mudassem, que fossem algo melhor. Um pedido de desculpas, um volta pra mim, ou um simples “acorda, te quero de volta”. Mas não. Foram claras. Mais, impossível. Senti rasgar cada pedacinho de mim, e ser jogado ao vento, para que me levasse pra longe. E não sei até quando eu ainda vou voltar ali e ler a mesma coisa, morrer de novo ao termino de cada palavra, esperando por um milagre, que ainda não aconteceu.
—  A Culpa é das Estrelas.
Fui perdendo intensidade com o tempo. Comecei como tempestade indomável, estragando tudo que tinha por perto e iluminando os céus. Fui ficando mais velho, aprendendo que a vida nem sempre é como a gente quer e que paciência é algo necessário. Na verdade, ela é algo que você aprende a ter na marra, afinal tudo tem seu próprio tempo. Fui dosando minhas relações, minha entrega e meu jeito de ver o mundo para evitar precipitações. Hoje, não passo de uma garoa, que cai todo domingo mas não estraga nada. Só quero paz e isso implica, na maioria das vezes, que preciso guardar a intensidade para as ocasiões certas e para as pessoas certas. Afinal, é preferível ser garoa na atmosfera do que ser uma tempestade num copo d'água.
—  Azarão
Eu já desabafei hoje?

Tem coisas na vida que você não precisa desejar. Por mais que você queira muito, não faz bem nem pra você nem para o próximo. Quer exemplos? Quem nunca respondeu a mãe ou o pai? desejou que algo de ruim acontecesse com ele/ela? mesmo que em pensamento, você sabia que as palavras tem um grande poder?!

Pois bem, eu não pedi nem desejei que você percebesse que estava tomando uma decisão precipitada. Eu não sabia que mais cedo ou mais tarde você iria se arrepender e sinceramente? Eu nunca desejei isso. E o mais engraçado, é que a gente aprende na marra que o mundo da voltas, e da voltas pra caralho. Aprendi também que você só colhe aquilo que planta, então, automaticamente, se você planta amor, você irá colher amor. Se planta dor… Já sabe né.

Pois é. Eu dei o melhor de mim, dei amor a quem não confiou, a quem não retribuiu, dei amor a quem não teve a coragem de tentar me entender. Sabe que tem pessoas que você não precisa falar muito de você que elas conseguem enxergar além do seu corpo… Tem pelo menos uma pessoa que vai conseguir entender o que você sente, o que você fala pelo olhar, que vai entender o seu sorriso, o seu silêncio. É essa a pessoa que você tem que dá valor. É essa a pessoa que você não pode deixar ir embora.

O mundo deu voltas, e aquele que lá atrás ignorou o sentimento mais puro e sincero que eu tinha resolveu simplesmente se “arrepender” e sabe? Eu tô bem, eu tô leve, eu continuo apaixonada mas agora é pela vida, é pelo mundo. É saber que eu posso voar mesmo sem asas, saber que eu não precisei dizer que ele iria se arepender da escolha errada que estava fazendo. Mas é aquilo né, quem planta amor colhe o mesmo… Já quem colhe a dor…

Eu não voltei pro passado e nem quero. Eu olho pra frente e vejo o que a vida tem de bom para me oferecer e aí sim eu vejo que só tem coisas boas. Então por qual motivo mesmo eu tenho que continuar uma vida de dor e sofrimento se eu sei que o que o futuro tem para mim é melhor que tudo?!

Ellen S.

Talvez eu devesse parar de tentar
e, aceitar as coisas como elas são
que às vezes nem todo o caos encontra o seu cais.

Às vezes é preciso se perder na imensidão do ser e 
se encontrar depois com o passar do tempo dentro do seu próprio âmago. 

umaju1882  asked:

O que é o amor p vc?

Pra mim, amor é cair sabendo que alguém vai estar lá pra te reerguer, é par, é tomar as dores do outro, é saber que alguém vai estar lá pra te apoiar em qualquer decisão que você tomar, é pensar na pessoa e saber que ela vai estar pensando em você, é confiança, é amar até dos defeitos, é simplicidade, é cuidar, é ter alguém com quem contar, e á partir do momento que esse amor machucar, é porque deixou de ser amor.

anonymous asked:

Sempre fui uma criança curiosa em relação a tudo. Quando eu tinha uns 9 anos, uma menininha que fazia ballet comigo, me levou pra um escorregador em um parquinho.. Ela falou: "você pode me beijar aqui?" Apontando pra boca dela e eu fiquei assustada, mas eu tinha muita curiosidade, beijei. 6 anos depois, encontrei essa mesma amiga em uma festa, já tínhamos 15 anos e eu olhei pra ela e disse: "posso te beijar aqui?" Apontei pra boca dela e beijei sem mesmo ouvir a resposta. A gente namora até hoje

QUE AMOR DE HISTÓRIA!!!! parece até filme aaaaa