Tempestad

“Talvez a gente se esbarre e se conheça de novo com o olhar mais maduro e o coração mais decidido.” Tatiane Argenta

Eu achava que aos poucos a gente morria de amor, depois do fim, depois da despedida, mas não, ninguém morre. Dói muito e a angústia chega a apertar o peito, você chora baixinho pra ninguém ouvir antes de dormir e a saudade te invade de um jeito avassalador. Quantas vezes eu quis saber como você estava sem mim, se encontrou outro alguém ou se ainda pensa em nós. Mas, todas as dores, as feridas, as noites em claro, a angústia que se fazia presente em meu peito, a dor que persistia em ficar, tudo isso passou, a tempestade acabou e deixou-me ainda mais forte. Depois do fim é difícil recomeçar e como dói lembrar daquele adeus. Eu nunca precisei esbanjar sorrisos de graça para parecer bem quando eu não estava. Nunca escondi a saudade e evitei a todo custo fazer pose para parecer feliz, quando de fato eu não estava. Portanto se eu sorrir é porque estou bem, não preciso declarar a minha felicidade aos quatro cantos do mundo como quem precisa mostrar a todos que depois do fim superei de forma mágica, não sofri e que estou melhor do que nunca. Sinceramente, acho desnecessário querer parecer feliz e realizado logo após uma história tão bonita quanto a nossa foi, ter se acabado. Também não vou me abrigar no primeiro abraço, nem me entregar ao primeiro beijo que me aparecer. Não vou me tornar uma pedra e não vou me fechar para a vida, eu só quero um tempo. Um tempo não para ficar sofrendo, chorando e pensando em tudo que acabou, mas um tempo para aproveitar e sugar tudo o que há de bom, recarregar as energias, descobrir novos lugares para ir num sábado à noite, conhecer pessoas que nunca quis conhecer, terminar a minha lista de séries no Netflix, descobrir onde tem o melhor cappuccino, fazer um tour gastronômico pela cidade e planejar a minha próxima viagem. Esse meu coração teimoso precisa aprender a reencontrar o tal do amor próprio. Hoje tive um encontro comigo e descobri coisas que antes sei lá, passavam despercebidas talvez. Mas sabe, meu sorriso é mesmo bonito, as minhas piadas são realmente muito ruins e eu não sou tão simpática assim. Não tenho preferência musical e meu gosto é um tanto que diferente estranho talvez. Meu abraço é o melhor do mundo e sei apoiar alguém, como ninguém. Realmente você tinha razão quando dizia que fico linda de pijama. Você tinha razão quando dizia que minha risada era engraçada e que sou a melhor companhia de viagem que alguém poderia ter. Você estava certo quando dizia que me faltava coragem às vezes para lutar pelo que eu queria e que eu precisava não me esconder tanto do mundo, não precisava me defender tanto das pessoas e por mais que as feridas fizessem morada em mim eu precisava me esvaziar da dor. Lembrei de quando você me dizia o quanto eu era incrível e que eu merecia tudo de melhor. Eu realmente mereço e é por isso que eu não posso deixar o meu mundo desmoronar, é por isso que não posso criar um bloqueio e impedir que coisas boas cheguem até mim, à dor não pode ser maior do que as possibilidades tão lindas que vejo por aí, e não posso permitir que essa insegurança tire as coisas boas de mim. Então, eu te desejo abraços calorosos, sorrisos que fazem a gente ganhar o dia, te desejo um cafuné num domingo a tarde, abraços de moletom no inverno, mensagens de bom dia e risadas que fazem doer a barriga. Seja feliz, porque eu também vou ser. Mantenha a sua fé, sua coragem e sua ousadia de viver, porque eu também vou manter a minha alegria, minha paz e meu sorriso encantador. Quero me encantar de novo com a vida, quero continuar me descobrindo, sei que pra pessoas como eu e você sempre há coisas boas reservadas. E não pense que “Não demos certo”, nós demos sim, e muito certo, por um tempo. E agora, outras coisas, pessoas e momentos vão aparecer em nossa vida e vai dar certo novamente, de uma forma diferente, mais intensa talvez ou mais devagarzinho, mas vai, acredite. Talvez a gente se esbarre por aí novamente com o coração mais feliz e maduro, talvez a gente sinta falta e depois de tantos e reencontros decida pousar no mesmo lugar. Aprendendo a aceitar aquilo que não soubemos aceitar, amando aquilo que não conseguimos amar, descobrindo aquilo que tentamos esconder e resolver tudo aquilo que deixamos para depois. Talvez a gente se esbarre novamente com o coração mais calmo e decidido a lutar, a ficar, mas por hoje é melhor alçarmos voo.  - Tatiane Argenta

Originally posted by trechos-of-books

Nunca deixei de te esperar e de te ver, independente da tempestade em que você estivesse… Eu sabia o que estava fazendo quando firmei meus pés no chão da sua vida e decidi deixar nascer raíz ali. Te prometi que estaria sempre aqui e aqui eu estou e aqui eu pretendo continuar. Então, por favor, se lembra que meu amor por você não foi nascido na primavera pra morrer quando o outono chegasse e ser enterrado quando o inverno ficasse mais rigoroso. Eu te amo com o calor do verão, mas com a resistência que só o frio pode criar e com a certeza que as flores sempre vão aparecer quando a neve derreter. Eu te amo com todas as minhas estações, com todos os seus climas e por todo o tempo que me estiver disponível pra viver esse amor.
—  5.X.12.406 verso & vício;
💬Mantenha distância de pessoas que criam suas próprias TEMPESTADES. Na certa elas não gostam do Brilho do SOL e fazem a VIDA ter um efeito SEM COR.
—  Alan Walker @refletindodeus
Quando  reformamos a casa temos prazer de receber novas visitas pois está tudo limpo e renovado, é como se tudo fosse a primeira vez! Mas quando falta essa reforma a pessoa se tranca com os entulhos, lembranças e restos deixados após uma tempestade. Se levante, você não foi criada(o) para viver no meio dos cacos. Sabe quando a casa entra em reforma e até portas trocamos? Faça isso com você mesma(o). Se feche para a reforma, vá arrumar a sua casa. Quando um temporal passa, estamos acostumados a olhar mais o quintal. Precisamos entender que um temporal também atinge as paredes e o telhado da casa, e até detalhes que menos esperamos. Aproveite que o sol voltou e comece a reforçar as bases, trocar fechaduras, enterrar entulhos e limpar sujeiras. Deixe a casa arrumada e novas chances surgirão.
—  Arrume sua casa.