Senhor do Tempo

Oh, Senhor das Feras. Pai das criaturas livres e selvagens! Tu que és o Dia, resplendor da vida. Que fecunda a Terra para que avida se faça. Sol Divino, maior que a incerteza. Caçador soberano dos bosques encantados. Caça abençoada do ciclo da vida. Divino Consorte da Deusa. Onde quer que eu vá, ilumina meu caminho para que a vaidade e o orgulho não turvem minha rota. Sê comigo, ó Cernnunos, quando os desafios abalarem minhas fibras. Empresta-me teu vigor para que os inimigos do Bom Combate não celebrem sobre minhas cinzas. Ensina-me a reconhecer o momento de vencer, o momento de retroceder e o momento de perder. Assim ensinas na tua Rota Divina. Nascer, crescer, multiplicar, envelhecer, morrer e renascer. Ó Soberano Senhor de Cornos Sagrados! Gamo-Rei de encantos invejáveis!Entrego a ti minha espada, para que meu golpe seja Tua Lei. Entrego-Te meu escudo, para que minha defesa seja tua vontade. Senhor dos Tempos, Cavaleiro de Mil Nomes, todos eles Sagrados para mim. És a Força Masculina do Universo. O que habita em tudo e tudo está banhado pelo seu brilho. Sou por tua Benção, o Bruxo, Guardião do Caldeirão de Cerridwen. 
Assim será!