Qualquer

Que você possa acolher a dor, sim, acolher e saber vencê-la; a dor ensina, e muita vezes nos faz enxergar o quanto crescemos através dela. Só não more na dor, deixe que o vento leve-as, e que chova primaveras de felicidade. Porque quem sabe acolher cada estação com paciência, calma e com fé, sabe enfrentar qualquer temporal que pode acontecer.
—  Beatriz Nepomuceno
Status Moça

Moça, sai da sacada. Você é muito nova pra brincar de morrer.

Moça, o que você tem de diferente é o que você tem de mais bonito.

Moça, a sua doçura tem que vir dos céus.

Moça, não deixe a frieza dos outros te congelar.

Moça, olha pra frente e vai em frente, deixa o passado ficar no lugar dele.

Moça bonita, pescoço alto, aveludado, olhar de fada, você é foda.

Moça, pega esse amor não correspondido e transforma em amor próprio.

Moça bonita do olhar aflito. rosa abatida no jardim maldito.

Moça, não espere flores de mãos alheias, faz da tua alma teu próprio jardim.

Moça, não dê teu coração a qualquer pessoa. Não bote as tuas dores nas mãos de quem não sabe te cuidar.

Moça, Deus vai te dar alguém que saiba cuidar do teu coração como ele cuida.

Moça de alma colorida, pintou as suas dores com tintas e plantou flores em suas feridas.

Moça, com esse teu sorriso, tu enfeitas a vida de felicidade.

Moça do sorriso triste. Que tinha medo de amar, mas queria ser amada.

Moça deixa teu coração falar, sossega tua alma.

Moça não é beleza que te faz princesa, é a certeza de ser filha de Deus.

Moça que possui um labirinto no coração, sortudo seja o homem que consiga chegar até o final.

Moça, você é muito nova pra brincar de morrer.

Moça bonita, que orava e sorria.

Moça risonha, que ri e sonha.

Moça, sua fé é poesia.

Moça, olha só, o que eu te escrevi. É preciso força, pra sonhar e perceber que a estrada vai, além do que se vê.


Se pegar dê like ou reblog.

Eu sei que eu erro na maioria das vezes, sei que sou infantil, grossa, estupida e muitas vezes até orgulhosa. Eu posso até te confessar que, no início do nosso namoro, eu não tinha interesse nenhum de mudar, muito pelo contrário, eu até queria que você terminasse comigo pra que eu não tivesse que mudar nem sofresse tudo o que sei que estaria sofrendo agora. Desculpa se muitas vezes eu fui incapaz de reconhecer meu erro e te lancei palavras que te magoaram. Desculpa por todas as vezes que terminei contigo, eu parei de fazer isso por motivos mesquinhos porque agora sei o quanto dói quando alguém que você ama termina contigo 4 vezes seguidas. É a mesma sensação de não ser valorizada, de parecer que a qualquer momento e a qualquer coisa que eu faça, você vai me entregar de bandeja pra qualquer pessoa que passar e depois vai me pegar de volta porque sabe que me tem nas mãos. Ninguém nunca me teve 100% nas mãos. Eu sou fria, arredia, consigo sair de certas situações que me fazem mal colocando um sorriso no rosto. Mas agora to experimentando o gosto amargo da impotência. Não sei mais o que fazer, e perdi totalmente a confiança em você. Você se transformou numa pessoa instável. Numa pessoa que eu não sei se daqui a dois dias vai se irritar com o que eu falar ou fizer e vai terminar comigo. Você me ensinou que terminar é pra casos extremos, e eu queria te lembrar que muito antes de dar errado, deu certo, e agora a gente só fala do erro. Eu não sei se aguento mais um término. Nunca fui boa em deixar as pessoas, mas quando elas me deixam, eu não tenho força pra trazê-las de volta pra mim. Eu não sei como fazer isso, nao sei como te dizer que eu acho que o melhor é terminar, porque eu sei que não é o melhor. Mas ao mesmo tempo, não consigo mais colocar a culpa disso que está acontecendo em ninguém a não ser em mim mesma e na minha falsa demonstração de dureza. Eu me importo. Indiferença só me fez mal durante muito tempo, e eu não quero mais ser indiferente. Eu sei que vai doer, vai doer um monte quando eu desligar o telefone e cair a ficha de que acabou. Eu sei que muitas vezes durante o dia eu vou estar bem, e outras eu vou desejar sumir de mim mesma, vou desejar ser outra pessoa e me questionar: porque? Porque não consegui ser mais forte? Porque o meu sonho de te tocar, te beijar, te sentir não se realizou? E a resposta vai estar no meu nariz, mas eu não vou conseguir aceitar. O fato é que eu venho tentando mudar. Venho dado o meu melhor, tentando passar por cima do meu ciúmes que é gigantesco e na maioria das vezes é por coisas bobas. Eu tento pensar, que ciúme nenhum pode ser maior do que o amor que eu sinto por você. E fico calma. E confio em você. E sigo como se nada tivesse acontecido. Mas não dá mais pra escutar você dizer “acabou”. E eu sei que se eu continuar contigo, eu vou escutar isso muitas vezes, porque aquela pessoa pela qual eu me apaixonei, morreu dentro de você. Ela não pensa mais pra terminar comigo. Ela não pensa mais antes de me machucar. E aí eu penso que talvez o seu amor tenha acabado e só você ainda não percebeu. E diante disso, tudo o que eu posso fazer é abrir mão de você e te deixar ser feliz sem mim. Sem volta, sem correr atrás. Eu te faço mal e não posso ser egoista. Então, eu deixo você ir embora.

Quer entender a cabeça de um garoto ? Então, feche os olhos, o que vê ? Agora imagine que é noite, abra os olhos e apague as luzes, algo mudou ? Você continua enxergando um vasto vazio, mesmo mudando o ambiente, culpando todos pelas mesmas atitudes. Mas já pensou que talvez o erro seja procurar em garotos o que você só encontra em um homem. Já parou para pensar que não é necessário entender a cabeça desse alguém, mas sim se entenderem. Refletiu que ele pode sim apanhar da vida, mas jamais levantar a mão para uma mulher.
Homem de verdade não é aquele que constrói castelos ou sonhos, mas aquele que oferece o próprio coração como morada e concretiza a vida ao seu lado.
Homem que é homem dorme de conchinha, sem se preocupar se terá sexo. Ele ouve e escuta, olha e enxerga, promete e cumpre, faz e assume. Como qualquer humano, ele também erra, mas muda.
O homem de verdade é aquele que ama e se entrega, não para várias mulheres, mas sim para conquistar a mesma, todos os dias.
—  Luciana Galhardo
O mais surpreendente sentimento humano é o amor. Não é uma análise científica, mas, todos irão amar alguém, do mais sábio ao mais ignorante. Todos, sem exceção, irão ter um caso de amor, mesmo que mal correspondido, e se for sorte, um amor correspondido. Cada coração pulsa de um jeito. O nível de intelectualidade não definirá a intensidade de amar, pois o amor é algo que foge de conceitos e explicações. Schleiermacher julgava que o amor unia o finito ao infinito, no entanto, Platão achava que o amor fosse uma doença mental. Muitos fogem do amor ou se recusam a amar, mas o amor é teimoso e arrancará os pedaços mais grotescos de repulsas, para que essas pessoas possam amar. Ninguém escapa do amor, ele chega para qualquer um, em qualquer lugar. De certo modo, não há como explicar o amor, apenas sentir.
—  Como não falar do amor? Sanderson, Abscidar.
Engraçado né? A algum tempo atrás eu daria qualquer coisa pra ficar mais cinco minutos ao seu lado. Tinha dias que eu acordava com a certeza que a gente poderia dar certo, outros de que eramos uma combinação perfeita de tudo que pode dar errado. E talvez eramos. Somos. Eu tinha uma vontade absurda de perguntar se você não me amava nem um pouquinho, porque eu te amava tanto, parecia impossível um sentimento tão grande e forte existir dentro de uma pessoa só e sequer ser notado, mas sempre temi suas respostas. Bem, eu ainda te amo, não que isso deva mudar alguma coisa. Mas amo muito, mesmo que não seja recíproco, isso deve ser daqueles amores que os poetas dizem que não morrem nunca, ou talvez eu só esteja dizendo isso cedo demais, só que nem importa mais, sabe… De qualquer forma, obrigada por me deixar dormir no seu sofá.
— 

Débora Alves, Madison, 1998. 

Assunto: Obrigada por me deixar dormir no seu sofá.

Liam Imagine

  • Pedido

Sorri para Liam que estava deitado em cima de mim com os olhos fechados, passei a mão por seu cabelo e suspirei lembrando de nossa “pequena” briga que tivemos mais cedo sobre adotarmos um novo cachorro, ele deve querer um canil já que temos uns cinco pelo quintal.
-No que está pensando? -Liam perguntou abrindo os olhos e me encarando.
-Ok eu deixo você adotar mais um. -Suspiro e o sorriso dos lábios dele aumentam.
-Por isso que amo você. -Ele se aproxima e dá um leve beijo em meus lábios.
-Só por isso? -Coloco a mão em cima do peito fazendo drama.
-Você sabe que não. -Liam deu um beijo em minha testa e me abraçou.
-Amanhã vamos lá adotar o cachorro. -Reviro os olhos e passo as mãos pela costa dele.
Ficamos o resto da noite abraçados no sofá conversando sobre qualquer coisa enquanto passava um filme na televisão, quando vimos que já passava da meia noite resolvemos ir para o quarto dormir.
No dia seguinte acordo com Liam distribuindo beijos pelo meu rosto abro os olhos sorrindo e ele beija minha boca me fazendo rir, passo as mãos pelo cabelo dele durante o beijo e nos separo quando já faltava o ar, vou para o banheiro fazer minhas higienes e quando saio ele já está pronto.
-Nossa você está bem ansioso para isso. –Sorri e vou para o guarda roupa.
-Vamos adotar mais um filho s/n! –Ele faz careta enquanto passava perfume.
-Vamos logo então. –Saímos do quarto e Liam me segue para o lado de fora da casa.
Entramos no carro e Liam dirigiu para um Starbucks, ele não parava de falar sobre o tipo de cachorro que queria, sorri com isso e paramos na frente do café, descemos e fizemos nosso pedido.
-Acho que está na hora de termos um filho, tipo um bebe. -Liam diz e eu arregalo os olhos.
-Você quer montar um canil na nossa casa e ainda quer ter um filho agora? -Falo rápido, ele deve estar louco.
-Claro s/n estamos casados a 2 anos e ainda não temos nenhum filho. -Ele explica dando de ombros.
-Querido você sabe que agora não é um bom momento para isso. -Disse mais calma enquanto comia um muffin. -Eu estou cheia de coisas para fazer na empresa e você tem as suas músicas.
-Se for esperar para quando você estiver sem muitas coisas na empresa nunca teremos filhos! -Liam me encarou por um tempo e resolvi ficar calada, não quero discutir com ele aqui.
Terminamos nosso café rápido e seguimos para o centro de adoção de cães abandonados. Liam parou na frente do mesmo e descemos ele apertou minha mão e veio uma mulher que sempre nos atendia quando vínhamos aqui.
-Bom dia senhor e senhora Payne. -Ela sorriu apertando nossas mãos. -Não sabia da sua visita hoje.
-Sim decidimos isso ontem à noite. -Liam disse rindo.
-Então vamos entrar? -Ela indicou a porta onde ficavam todos os cachorros e assentimos. -Essa semana recebemos vários cães que foram abandonados perto da cidade, vocês querem macho ou fêmea?
-Não temos preferência. -Disse depois de encarar Liam atrás de uma resposta.
Andamos pelo imenso corredor e Liam sorriu encantado para um husky siberiano que tinha um pequeno machucado na perna, me abaixei passando a mão nele e o mesmo apoiou a cabeça na minha perna.
-Acho que já temos um. –Liam riu passando a mão no pelo do cachorro.
-Ele tem apenas três meses e foi encontrado na rua perdido. –A atendente disse e assenti, o que as pessoas têm na cabeça para abandonar um cão indefeso? –Vou preparar a papelada vocês podem voltar para buscar ele amanhã.
-Ok, nos ligue quando estiver tudo pronto. –Liam disse e ela assentiu.
Saímos do pequeno prédio e fomos fazer compras para o cachorro, nosso mais novo filho como Liam gosta de falar.
-Temos que escolher um nome para ele. –Disse enquanto ele colocava um saco de ração no carrinho.
-Que tal Jusky? –Ele me encarou e neguei.
-Skyler? –Sugeri rindo.
-S/n ele é macho. –Ele franziu a testa rindo.
Sorri e continuamos nossas compras enquanto ele falava alguns nomes inventados pelo mesmo, Liam tem uma mente fértil de mais, voltamos para nossa casa e fui tomar um rápido banho enquanto ele fazia alguma coisa para comer.
-Fiquei sem ideias. –Ele resmungou sentado do meu lado.
-Amanhã decidimos isso. –Passei a mão na costa dele e peguei a louça do almoço para lavar.
(…)
Liam dirigiu para o centro de adoções logo depois que recebemos a ligação de que toda papelada de husky, como eu estou chamando ele, até Liam decidir um, estava pronta.
-Vamos s/n. –Ele resmungou já do lado de fora.
-Não seja tão apressado. –Sai do carro com minha bolsa e uma coleira que tinha comprado no outro dia nas mãos.
Entramos indo para a pequena sala da diretora do centro e sentamos esperando ela organizar para assinarmos os papeis, quando terminamos tudo veio um homem com husky no colo Liam o pegou e saímos do centro com ele vindo atrás.
-Já sei. –Liam riu parando em um sinal. –O nome dele será Shakespeare! –Ele disse me fazendo gargalhar.
-Você com certeza não vai escolher o nome do nosso filho. –Disse parando de rir.
-Serio você aceita? –Ele se vira surpreso e eu confirmo. –Vamos ser os melhores pais. –Ele bate no volante contente.

Você é virgem? Considera a virgindade um “tesouro precioso” e está comprometida em guarda-lo a sete chaves até o casamento? É do tipo que não dá ouvidos às pressões das amigas descoladas e, não importa o quanto te rotulem, está decidida a manter o padrão bíblico de pureza sexual? Se sua resposta foi afirmativa para qualquer destas perguntas, deve estar tão assustada quanto eu mesma fiquei ao ler a afirmação que dá o título a este artigo.

Fui surpreendida com essa chamada na linha do tempo de uma amiga meses atrás. Pronto, confessei!… o título não é fruto de minha originalidade nem do lado polêmico que pulsa dentro de mim. Tomei-o emprestado – razão de estar entre aspas. Quando li este título, conhecendo bem o perfil da autora original e sabendo de suas lutas que como conselheira cristã de jovens e adolescentes, já imaginei o que ela tinha em mente. Resumidamente, minha amiga escreveu sobre sua indignação diante dos discursos sobre virgindade que não são acompanhados por uma vida de pureza sexual como nos orienta a Palavra de Deus. Um trecho do que ela escreveu:

Uma questão em particular tem pesado em meu coração: as pessoas estão usando anel, fazendo votos de castidade e mais outras promessas para Deus que garantem ‘virgindade’ até o casamento! Lindo, se não fosse trágico! O problema é que estão prometendo apenas o hímen e não a pureza e santidade que Deus exige![1]

E então volto com a primeira pergunta que te fiz: você é virgem? Se sua resposta é “Sim, eu sou virgem!”, vamos pensar juntas o que isso quer dizer e o quanto você está – ou não – glorificando a Deus com sua virgindade.

Se você é virgem mas não perde a oportunidade de se oferecer aos garotos, seja pelas roupas que usa – mostrando mais pele do que deve ou destacando “todas” as suas curvas – seja pelo seu “jeitinho manhoso” de falar, pelo modo como você olha ou pelos selfies provocantes que você compartilha… devo te alertar: Deus não está interessado nesse tipo de virgindade.

Se você é virgem no mundo real mas descobriu na privacidade do mundo virtual – chats, pornografia, jogos eróticos,… – a alternativa para saciar seu apetite sexual, sem correr o risco de ser descoberta… cuidado: você não entendeu que para Deus, nesse momento, sua virgindade não tem valor algum.

Se você é virgem, está namorando um garoto que também é cristão, pretende se casar com ele e até fizeram um pacto de pureza, mas juntos perceberam que não é tão fácil assim manter o placar em 0 x 0 e, aos poucos, foram descobrindo que carícias mais ousadas e conversas mais picantes poderiam deixar o namoro mais interessante… e desde então vale “quase tudo” quando vocês ficam sozinhos… lamento: você “quase” entendeu como glorificar a Deus com sua virgindade, mas não entendeu.

Se você é virgem, tímida, nunca fez mal uso da internet, não tem um namorado, é romântica e sonhadora, fica imaginando o dia em que o “príncipe” virá ao seu encontro e vocês serão felizes para sempre… ops, o que eu disse? “sonhadora”?… Talvez tão sonhadora que já não consiga mais controlar as próprias fantasias. E, no mundo das fantasias, mesmo as mais tímidas e românticas, nem sempre são tão puras e certinhas. Qual é o conteúdo dos seus pensamentos nesta vida paralela? Você “ainda é virgem” em suas fantasias? Não se iluda… porém, saiba Deus está mais interessado em restaurar a pureza da sua mente, do que em ouvir de sua boca uma promessa de castidade.

Espero, sinceramente, que você não se identifique com nenhum destes perfis. Mas não os ignore; eles são reais e demonstram como as armadilhas de Satanás podem nos enganar e desviar nossa atenção do que realmente importa para o nosso Deus. Também não estou diminuindo o valor da virgindade, pois ela é parte fundamental no plano divino para o casamento. Só estou dizendo que virgindade e pureza sexual precisam andar juntas; uma não tem sentido sem a outra. Paulo deixou isso muito claro quando escreveu:

Quanto ao mais, irmãos, já os instruímos acerca de como viver a fim de agradar a Deus e, de fato, assim vocês estão procedendo. Agora lhes pedimos e exortamos no Senhor Jesus que cresçam nisso cada vez mais. […] A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual. Cada um saiba controlar o próprio corpo de maneira santa e honrosa, não com a paixão de desejo desenfreado, como os pagãos que desconhecem a Deus. Neste assunto, ninguém prejudique a seu irmão nem dele se aproveite. O Senhor castigará todas essas práticas, como já lhes dissemos e asseguramos. Porque Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade. Portanto, aquele que rejeita estas coisas não está rejeitando o homem, mas a Deus, que lhes dá o seu Espírito Santo. (1Ts 4.1, 3-8)

Paulo não gastou tempo fazendo uma lista do que ele chama de “imoralidade”, mas entendemos perfeitamente o que ele disse. Não devemos nos envolver em quaisquer tipos de práticas ou pensamentos que despertem desejos sexuais – em nós ou nos outros – que não nos seja permitido satisfazer fora do casamento. Isso é muito mais do que desfilar por aí com uma camiseta de campanha, ou exibir um anel de compromisso, ou postar discursos impactantes em redes sociais. Pureza sexual é mostradas por uma vida de desejos controlados, inclusive quando não há ninguém por perto e até onde o acesso é restrito, como por exemplo o campo dos pensamentos.

Estou ciente de que vencer os apelos do mundo sobre o sexo e as reações naturais do nosso próprio corpo não é tão simples assim. Até parece que Deus está exigindo algo que vai além de nossa capacidade; mas isso não é verdade. Ele não espera que lutemos sozinhas, mas que aprendamos a depender dEle em nossa fraqueza. A luta não é fácil e, em muitos casos, uma vitória não significa vitória definitiva. Porém, quando recorremos à força de Deus e estamos decididas a viver para agradá-lo, nós o glorificamos por meio da luta, ainda que aconteçam fracassos no meio do caminho. Portanto, não desista, não se entregue!

Agora, se você está mais preocupada com a sua virgindade do que em viver para a glória de Deus, isso é um sinal de “virgindade falsificada”. Deus não está mais preocupado em que Suas filhas se casem virgens do que em que elas se casem “puras”.

🌸🍃 🌸🍃 🌸🍃 🌸🍃 🌸🍃
Por Flórence Franco
[1] Por Sara Maria Vieira.

Terceira vez que a menina me manda a mesma carta


Eu sempre quis ser conhecida por alguma coisa, tumblr, instagram, YouTube qualquer coisa serviria, só queria sentir que sou boa em alguma coisa. Comecei a estudar fotografia, vendo vídeos na internet, consegui inspiração e comecei a postar fotos que podiam de longe serem consideradas boas, mas um dia eu postei uma essa foto e um cara que já postava fotos à muito mais tempo e ja tinha uma certa fama comentou dizendo que era dele, deu um trabalho tirar essa foto e eu sabia que era minha, mas só eu …. então os fãs dele denunciaram minha conta por plágio e foi excluída, eu nem acreditei, mal comecei e já estava tudo perdido. Fiquei muito triste e por um tempo não tirei mais fotos. Faz 1 ano que estou no tumblr,te mandei uma ask no outro que só usava pra olhar as postagens, dizendo como eu amava aqui e me sinto a vontadeb( você não deve lembrar) com esse agora eu escrevo algumas coisas mas tenho medo de não agradar, de não ser aceita. Hoje eu sinto como se não fosse capaz. Além de paraibana, pobre e sem sal, sem talento algum pra qualquer coisa. Talvez o melhor seja realmente desistir.

Você se quer ser conhecida primeiro precisa escolher no que quer ser boa, não é qualquer coisa serve. Se você fala assim parece que só quer ser famosinha de alguma forma. Se a foto era sua tinha sim como provar, era só pegar no celular ou câmera fotográfica a data que você tirou a foto. Você me mandou a mesma ask já, com os mesmos erros, então deduzo que você só copiou e colou isso pra mais gente. O que tem de ruim em ser paraibana? Não gosta do que é? Você diz que é sem talento e que quer desistir, ninguém está falando para você fazer isso. Talvez se querer parar de ser famosa e começar a fazer algo pensando no seu bem estar e não na fama quem sabe venha o reconhecimento. Se você tem internet não é tão pobre como diz, então faz um blog ou qualquer coisa assim mostrando seus textos sem a intenção de ficar famosa, claro, mas sim para mostrar a pessoa que é e com certeza vai atrair pessoas que se identificam. Faça algum desenho, faça algum vídeo, qualquer coisa que a faça sentir bem e desabafar sobre o que a incomoda, que depois o que vier é lucro. Você não cresce e se torna reconhecida da noite para o dia. Requer anos até para que você fique conhecida. 

anonymous asked:

Em questão de sexualidade você da um baile em respostas

Eu apenas sou a favor da felicidade, independente de gênero e condição. Parece que pessoas de igrejas só vêem os gays como gays e não como ser humano como qualquer outro, isso me deixa triste.

tempo

Não há tempo consumido
nem tempo a economizar.
O tempo é todo vestido de amor
e tempo de amar.

O meu tempo e o teu amada,
transcendem qualquer medida.

Além do amor,
não há nada,
amar é o sumo da vida.

Carlos Drummond de Andrade.:.

Mesmo que eu veja, ouça ou sinta o “mesmo” todas as vezes, nunca será exatamente igual.

Minha paz está repousada em uma ideia que amanhã não sera a mesma.

Aprecio cada estado de minha vida, sabendo que pode mudar à qualquer instante.

Minha vida circula.

Sinto, G.

            Gente esses dias a minha amiga encontrou 3 gatinhos abandonados, pequenos e recém-nascidos. Ela deduziu ser de uma pessoa que não convém falar o nome, o pior disso tudo é que foram abandonados exatamente no mesmo dia ou hora em que nasceram, estavam cobertos com o tal muco e famintos. Ok, ela recolheu os gatos e começou a fazer divulgações para incentivar a adoção dos gatinhos, poucos queriam por não serem gatos de raça e muitos não queriam por já terem cães ou qualquer outro animal. O pior disso tudo é que há suspeitas de que a gata mãe tenha sido morta pela própria dona!!! 

             Bom, moral da história, poucos dias atrás somente uma pessoa concordou em adotar um dos três gatinhos, e olha que hoje eles já completam 2 semanas de vida.  Mesmo tendo 2 cachorras grandes e meus pais contra a decisão, eu adotei a pequena Missy (minha amiga achava que era macho inclusive) crio ela dentro do meu quarto, não é fácil, é gratificante, é humano!  Ela precisa tomar leite na seringa a cada 2 horas, “chora” muito como qualquer outro bebê, precisa ficar aquecida em panos e procura conforto nos meus ursinhos de pelúcia como se fossem a mãe. Eu amo ela e estou fazendo de tudo para dar o carinho e cuidado necessário, essa noite acordei duas vezes, alimentei e fiquei com ela até que pegasse no sono novamente. 

              Por fim, a mesma amiga que encontrou eles em uma praça pública debaixo de uma árvore, ficou com o outro que sobrava e que recebeu o nome de Cake (em homenagem a Hora De Aventura), todos agora tem uma família felizmente. Ah! Quem dera se todos os animais abandonados tivessem essa sorte… 

              Mas a questão é: Por que abandonar uma vida?  E tem mais, será que essa fofura precisa mesmo ter uma raça chique para ser amada??? 

Beijos, Laura :) 

Como serão os olhos de Jesus? Tristes, meigos, enérgicos, vibrantes. Penso que é como um lago azul, sereno, onde qualquer viajante gostaria de mergulhar e adormecer. O que sei pela presença Dele em mim é que sua visão é profunda e carregada de esperança. Que essa esperança pode ser transferida para quem não a possui. Que tem uma energia desconhecida que modela a alma e afasta o mal pela vergonha de ser mal. São olhos tristes diante da dor, serenos diante das aflições, enérgicos com as agressões, vibrantes quando oram. Os olhos de Jesus acompanham toda a humanidade terrena. Todos os passarinhos, flores, neblina e o mar. São como faróis em noites escuras e abrigos em dias quentes. Descobrem ocultos desejos e dissimulados pecados. Atendem, transformam, convencem, impulsionam. Para o músico, é a sinfonia; para o poeta, a inspiração; para o enfermo, a saúde; para o conflitado, a paz. O olhar de Jesus é para cada um, a fome dos seus desejos santificados. Para mim é um convite ao trabalho. Mas eu, pequena formiga, ainda confundo seus conselhos com meus desejos. Nesses instantes os olhos de Jesus demonstram uma piedade profunda, que se misturam ao aconchego, a fé e a caridade. Como são tantas as virtudes que projetam, entontece quem os vê, que corre a gritar: eu vi o amor! Verei teus olhos um dia, Senhor? Isso não é importante, diria Ele, a quem o indagasse. O importante é que vejo a todos, amo a todos, e estarei com todos, até a consumação dos séculos.

A menina passa o rodo na cidade inteira, abre as perna pra qualquer um e diz que não é puta, não amiga você é uma santa pode te certeza.