Mathieu-Almaric

Numa história cheia de conceito e sermões sobre amor, desilusões, vida e morte… o segundo filme de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud é ainda menos consistente que o hit Persépolis. Mesmo comprometida pelas correntes reviravoltas e perda de foco narrativo a estreia da dupla funcionava pelo carisma da história, esse Frango com Ameixas é palco de um filme visualmente impecável, mas pedante na forma e no conteúdo. É uma espécie de primo deprimido e mais chato da Amélie Poulain

Frango com Ameixas (Poulet aux Prunes) - Vincent Paronnaud & Marjane Satrapi, França/Alemanha/Bélgica, 2011.

[2/5]