Floripa

E acredita que ele me chamou de louca? O idiota que não consegue ir ao banheiro sem molhar o chão inteiro, me chamou de louca. Meu amor! Louca é pouco. Eu sou é doida, neurótica, psicopata, doente. Mas você esqueceu do meu maior defeito, eu sou sua. Completamente, intensamente, fielmente sua. Ou melhor, era. Pior pra você. Agora, eu sou minha. Minha melhor companhia, minha melhor amiga, minha melhor saudade. Você tem razão. Eu sou louca, decididamente louca, o suficiente para viver sozinha, e te ver tombar. Porque sem o meu frio na barriga, o seu sol também não brilha.
—  Ciceero M In Os homens estão de tpm.
flickr

Florianópolis, Brazil