Eu te amei desde a primeira vez que te vi. Você era simpático e gentil. E olhou pra mim; você não hesitou, nem um pouquinho. E, naquele momento, senti que podia encarar tudo com você ao meu lado.
—  American Horror Story.
Por favor, não se assuste com meu jeito meio emburrado. Fazemos assim, te dou uma chance de me conquistar e você me da uma chance pra te fazer feliz.
—  E aí, topa?
Eu não tenho depressão, nem tendência a ela. Ah, também não sou um suicida, não sou uma pessoa triste, não sou sociopata e nem esquizofrênico, muito menos  altista. Só nunca necessitei de atenção de ninguém e é isso que as pessoas não entendem, não sou uma pessoa carente… eu gosto de ficar sozinho e sou feliz assim. Nunca precisei de ninguém pra ficar bem.
—    Sou um paradóxo?