Discipulado

O que fazer quando alguém confessa um pecado a você

O que você faria se um amigo, cônjuge ou seu filho lhe confessasse que estava lutando contra o álcool a ponto da embriaguez? Ou vendo pornografia? Ou com raiva extrema?

Deixe-me dar algumas sugestões do que fazer e não fazer…

Responda Humildemente

Confessar um pecado para outra pessoa é uma das experiências mais humilhantes e desagradáveis. Quando uma pessoa confessa pecados a você, responda com humilde gratidão. Agradeça-o por vir a você e encoraje-o pela humildade que demonstrou. Lembre-o que Deus concede graça aos humildes e que Deus está ansioso por dar-lhe graça. Ajude-o a ver que Deus é por ele e que está ansioso para ajudá-lo.

Identifique-se com sua luta

Se possível, identifique-se com o pecado que foi confessado. Você pode não ter lutado exatamente da mesma maneira, mas é uma aposta garantida que você já lutou de jeito semelhante. Eu não luto contra o alcoolismo, mas certamente posso relacionar isso com uma batalha por autocontrole e com o desejo de fugir dos meus problemas. Quando alguém compartilha lutas com você, diga-o como você lutou e como você pode compreender as tentações dele. Além disso, conte como Deus te ajudou em meio a sua luta. É muito útil saber que não lutamos sozinhos.

Mais importante ainda, lembre que Cristo foi tentado de todas as maneiras como nós, o que faz dele o ideal para nos ajudar em meio às tentações.

Não aja como se estivesse chocado

Quando alguém confessa um pecado a você, não aja como se estivesse chocado ou surpreso. Não balance sua cabeça com sinal de descrença ou revire seus olhos. Não diga “simplesmente não posso acreditar que você faria alguma coisa assim”. Somos pecadores e nossos amigos são pecadores, e devemos esperar que cada um aja como pecador. Isso não significa que incentivamos o pecado. Significa que não devemos ficar surpresos quando alguém nos diz que está lutando contra o pecado.

E mais, quando demonstramos choque com o pecado, isso desencoraja nossos amigos a confessar pecados futuros.

Não trate como se não fosse algo importante

Se seu amigo, cônjuge ou irmão da Igreja confessa o seu pecado para você, isso significa que Deus está trabalhando nele. O Espírito Santo está convencendo-o do pecado e da necessidade de buscar ajuda em outros. À luz disso, quando ele revelar o próprio pecado, não diga simplesmente “Ei cara, isso não é tão importante. Todo mundo luta contra esse tipo de coisa”. Em vez disso, vá um pouco mais fundo. Descubra os detalhes da luta e pergunte como você pode atendê-lo melhor. Até ore por ele no mesmo instante.

Acompanhe posteriormente

Se possível, faça um acompanhamento da situação com seu amigo em uma data futura. Pergunte-o como ele está indo na área do pecado que confessou. Não espere que ele venha até você, porque pode ser que não aconteça. Como um amigo piedoso, vá atrás dele.

Lembre-o do Evangelho

Depois de uma confissão, é crucial que lembremos ao nosso amigo, cônjuge ou filho do evangelho. O evangelho é o que dá a esperança de perdão e de mudança. Não queremos apenas suprir as pessoas com estratégias para serem moralmente melhores. Queremos conectá-las com o poder de Deus. O evangelho é o que quebra o poder do pecado, e precisamos lembrar as pessoas do evangelho regularmente. Essa é a nossa única esperança de mudança.

Caráter é formação espiritual. Caráter não se compra. Não se consome. Caráter se forma com labuta, com trabalho interno de si mesmo, de autoconhecimento diante de Deus. Mas com profundidade, confrontação, com discipulado, caminho junto. Não tem negociação pra isso. E quem negocia isso, transforma-se exatamente naquela figura de um pastor, uma igreja, um membro niilista. Muita gente criticando Nietzsche, mas é justamente igual a Nietzsche. Só não diz com a boca que Deus não existe, mas seus atos gritam “Deus está morto” todos os dias, e justamente quando estão orando.
—  Jonas Madureira.
El mantra secreto...

El devoto se arrodilló para ser iniciado en el discipulado, y el gurú le susurró al oído el sagrado mantra, advirtiéndole que no se lo revelara a nadie.

-¿Y qué ocurrirá si lo hago? -preguntó el devoto.

-Aquel a quien reveles el mantra -le dijo el gurú-, quedará libre de la esclavitud, de la ignorancia y del sufrimiento. Pero tú quedarás excluido del discipulado y te condenarás.

Tan pronto hubo escuchado aquellas palabras, el devoto salió corriendo hacia la plaza del mercado, congregó a una gran multitud en torno a él, y repitió a voz en cuello el sagrado mantra para que lo oyeran todos.

Los discípulos se lo contaron más tarde al gurú y pidieron que aquel individuo fuera expulsado del monasterio, por desobediente.

El gurú sonrió y dijo:

-No necesita nada de cuanto yo pueda enseñarle. Con su acción ha demostrado ser un gurú con todas las de la ley.

Anónimo: India

A graça barata é a pregação do perdão sem arrependimento, é o batismo sem a disciplina de uma congregação, é a Ceia do Senhor sem confissão dos pecados, é a absolvição sem confissão pessoal. A graça barata é a graça sem discipulado, a graça sem a cruz, a graça sem Jesus Cristo vivo, encarnado
—  Dietrich Bonhoeffer
Seguir a Cristo

El llamado de Jesucristo siempre fue: sígueme
Exigió siempre un abandono previo
Este llamado nunca ha cambiado
El que no abandona nada, no puede ser discípulo

El discipulado es renunciación
Es alejamiento definitivo de todo aquello que es malo
Es decirle no a toda componenda
A toda barrera que impida seguir a Cristo

Seguir a Cristo es decirle no al yo
Crucificar cada día la voluntad
Realizar una entrega absoluta y vigorosa
Tener una intima y profunda relación

Seguir a Cristo es darle el primer lugar
Confesar su nombre públicamente
Olvidarse de uno mismo y seguirle
Sin demora y sin reserva

Olá, hoje o tema está direcionado aos novo convertidos e aqueles que estão voltando ao primeiro amor com Deus. É aquele momento em que transpiramos amor, espiritualidade, o momento em que estamos cheios do espirito Santo e expectativas para o  recomeço, onde queremos mostrar a todos que estamos diferentes e que alçamos a mudança através de Deus. E é justamente disso que este artigo vai tratar, a exposição no mundo espiritual.

EFÉSIOS 6:13-17 “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estais, pois, firmes tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçados os pés na preparação do evangelho da paz, tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus.”

Termos:
Cingidos: Termo que designa a ação de se preparar para alguma coisa, de estar pronto para o acontecimento de algo.
lombo: s.m. Região lombar; dorso, costas.
couraça é uma peça de armadura largamente utilizada, nomeadamente pelos cavaleiros, em diversos períodos da Idade Média. Embora posteriormente tenha sido confeccionada em outros materiais, a sua primeira feição foi em couro, e daí adveio o seu nome, embora a sua forma tenha sofrido ao longo do tempo grandes variações.

Ao sairmos de casa para o nosso dia-a-dia, ler esse versículo e pratica-lo é de suma importância para que estejamos preparados ao que o inimigo nos prepara para nos derrubar. E assim como o mesmo utiliza de estratégias para nos derrubar, nós também temos que criar estratégias para viver em santidade.

Quando ainda ímpios, o costume de se relacionar com variados tipos de pessoas é absolutamente comum, mas ao nos convertemos mudamos os tipos de pessoas com quem andamos, ao longo do tempo. Isso quer dizer que ainda depois da conversão estaremos com as antigas companhias.

Mas o grande erro acontece a partir dai, a mudança drástica na nossa alma nos faz mudar de comportamento e ver o mundo com outros olhos, sem as vendas nos olhos vemos o tipo de pessoas no qual estávamos andando, e muitas vezes acabamos por menospreza-las e nos colocar acima delas, aponto-os os seus defeitos e fazendo julgamentos, ainda que verídico na palavra de Deus a forma que é feita uma crítica, acaba por magoar e afastar a pessoa que está em posição de julgamento.
Jesus não pregava apontando os defeitos, não criou rumores de guerra, não veio para defender os pobres, mas com a sua vida ensinando o amor através de atos, e da pura palavra de Deus os convenceu de que valia a pena ser como ele. Jesus era estratégico, era sábio e também era fundamentado nas escrituras. Ainda que esteja escrito que a prostituição é pecado, não podemos fazer tal afirmação a outra pessoa acusando o pecado dela, porque na bíblia também diz: Não julgueis, para que não sejais julgados.
Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós. (Mateus 7:1-2) O nosso papel como evangelistas é apresentar a eles o amor de Cristo, e deixar com que o Espirito Santo os tome para purifica-los, e assim usar a nós para discipular e fazer com que entendam verdadeiramente e com mais abrangência o mundo espiritual; tais como dons, expulsão de espíritos malignos e etc…
A importância do acompanhamento pós conversão evita quedas prematuras na fé. Uma pessoa com o dom de visão ver diferente de uma pessoa que não tem esse dom, mas a mesma não pode sair por ai dizendo o que ver aleatoriamente ou será chamada de louca, sim somos loucos em cristo, mas é preciso ter estratégias para atingir e usar o dom da forma correta. Creio que se for um novo convertido, pode não ter entendido o texto, mas também posso chegar a conclusão de que você entendeu a importância de conhecer o mundo espiritual, e da importância do discipulado. Se não teve esse estudo ou acompanhamento, procure o seu pastor, líder, ou alguém com mais vivência na igreja para auxilia-lo(a) e ajudar na compreensão desse imenso mundo espiritual, tudo que acontece no mundo físico acontece primeiro no mundo espiritual. Espero ter ajudado e desejo muitas bençãos, força e fé na caminha rumo ao céu, paz e graça.

Estou preocupado com os pobres, mas estou ainda mais preocupado com você. Não sei o que Cristo dirá a você naquele dia (…). Ah, meus amigos! Aproveitem seu dinheiro; façam o máximo que for possível com ele. Aproveitem o mais rápido possível, pois tenho uma coisa a lhes dizer: Vocês serão mendigos por toda a eternidade!
—  Robert Murray M’Cheyne