Dilma

2

March 19, 2015 13:11 GMT

Brazil: Dilma Rousseff announces measures to combat corruption

Brazilian President Dilma Rousseff launched an anti-corruption offensive on 18 March to counter rising discontent over a kickback scandal engulfing state-run oil company Petrobras that has implicated her allies and undermined her popularity.

Her anti-corruption proposals, contained in bills submitted to Congress, include the criminalisation of slush funds - known in Portuguese as Caixa 2 - that are widely used by Brazilís political parties to finance their campaigns. […]

Font: http://www.ibtimes.co.uk/brazil-dilma-rousseff-announces-measures-combat-corruption-1492696

Não pelo PT, mas pelo povo.

Nunca fui petista. O PT não é mais o que quis ser nos anos que nasceu, se perdeu. A ideologia de esquerda que reunia as massas operárias por uma vida melhor não existe mais, em parte porque na histórias as coisas estão fadadas a mudança - seja para continuarem as mesmas, seja para mudarem radicalmente - mas em grande parte porque se corrompeu, no seu caminho até o poder não soube, não pode ou não quis mudá-lo, então fez o que tudo que existe faz para sobreviver, se adaptou. Independente da forte oposição que tenho ao partido meu voto pra presidente foi de Dilma Rousseff. Nesses doze anos os diversos programas sociais tiraram 36 milhões de brasileiros da pobreza, da fome, da invisibilidade. Deram a essas pessoas mais que o mínimo de dignidade, deram a elas um destino, escolhas pra fazer, uma vida mais longa pra viver, o direito não só a comida, a luz, a escola, a saúde, ao transporte, ao emprego, ao lazer, ao consumo, deu a elas, principalmente, a oportunidade de ser feliz. Pela primeira vez na história desse país, existem mais eleitores universitários do que analfabetos. Os pessimistas chamam de populismo, os otimistas de assistencialismo ( sou uma das otimistas, inclusive ), seja como for, ninguém pode negar, as camadas populares nunca viveram tão bem. Aos que dizem que deviam ter dado educação ao povo e não “esmola”, por favor, não culpem um governo que esta há doze anos no poder, o país tem 514 anos e é independente há pouco mais de 200, não existe uma poção mágica que insira educação nas pessoas - conceito esse de educação que é preciso ser definido, já que seria a solução pra todos os nossos problemas - o que existe são medidas que caminham lentas e de forma progressiva em direção a uma suposta igualdade. Essas “esmolas” podem ser chamadas também de oportunidade por aqueles que sabem a importância delas, pessoas que sabem a importância de ver crianças uniformizadas nas ruas, e não com barriga de verme andando descamisadas e descalças pelas ruas. Esses doze anos fizeram pelo povo o que nenhuma revolução jamais fizera. Teve como sua principal promessa o combate a fome, e essa promessa ele cumpriu. Agora ampliou-se, multiplicou-se e da a um povo, que já não é mais faminto, a chance de ser visto e ouvido. Essa oposição por oposição. Oposição burra que é “contra tudo que ta aí” é uma oposição cega da realidade e de si mesma, uma oposição que pensa no mundo como um espelho e escolhe um espelho para representá-los. A imagem do homem, branco, hétero, rico, que acredita na meritocracia mas teve tudo de mão beijada a vida inteira é o reflexo ideal dessa oposição. Não são pessoas necessariamente ruins, mas tiveram aquele tipo de educação elitista que os faz crer que as pessoas tem o que merecem. Enorme falácia usada para justificar a dominação, a exclusão, a segregação e o preconceito. Mas acredito - seja por esperança - que apesar das inúmeras tentativas de golpe, a vitória hoje vai ser popular. A interminável batalha do pobre não vai ser em vão, a verdade o absolverá.