Canalha

Ele pode ser canalha, cafajeste, fazer coisas erradas, sair por aí ‘pegando geral’, deixar várias garotinhas bobas chorando, mas no final do dia, quando estiver deitado sozinho, sempre vai lembrar só de uma.
—  Menina Confusa
Sobre tudo o que aconteceu com nós, eu te agradeço porque me fez mais mulher do que possa imaginar. Não, não foi em conotação sexual, foi em aprendizado de vida. Queria te agradecer pelo sofrimento causado porque eu aprendi o quão baixo um ser humano pode chegar, e esperar decepções em escalas inimagináveis de quem menos esperamos e mais defendemos. Obrigada por me mostrar que apesar de ter remexido minha vida, minha honestidade continua intacta, bem como a sua covardia. Queria agradecer pelos xavecos, cantadas e papinhos. Eu poderia montar um dicionário de expressões persuasivas extraordinário, de palavras podem ser ao mesmo tempo encantadoras quanto destruidoras. Por último queria agradecer pela sua passagem repentina na minha vida que pela ausência de maturidade mostrou tudo um homem de verdade faz e tudo o que um menino não merece. Ah, e pode ficar tranquilo, o manual de conquistador barato que você me deu de presente virou meu livro de cabeceira de cama.
—  O canalha do século, Bianca Vieira.