26.09.13

26.09.2013 - Quinta

Querido amigo,

esqueci de comentar contigo ontem, que a Leticia me convidou para ir em um churrasco na casa dela no sábado, já que segunda foi o aniversário dela. Vai ser as seis e meia, e eu espero que tudo ocorra bem, apesar de que eu não gosto de churrasco. E eu não tenho noção de quem vai ir, provavelmente a galera da minha sala, o problema é que eu sempre sou meio que deixada de lado, mas espero que não seja, apesar de saber que provavelmente vai ser assim. Mas eu irei levar meu fone de ouvido, pra qualquer coisa. Enfim, hoje entrei na segunda aula, tava muito cansada, mesmo tendo ir dormir mais cedo ontem. Assim que eu cheguei eu fiquei na minha fazendo algumas coisas no meu celular, já que não tinha nada pra fazer, porque a professora falou pra quem estava com atividade faltando fazer. E como eu não devo nenhuma, não tinha nada pra fazer. A terceira e quarta aula foram matemática, e eu já estava, ‘meu deus, lá vem aula chata!’, e adivinhem? A professora faltou! Yey! Ou seja, foi as duas aulas em que todos os nonos estavam 'matando’ aula, e é claro que eu estava incluída nisso. Nos primeiros trinta minutos que estavam a maioria ainda dentro da sala, eu fiquei lendo e 'dormindo’, caindo de sono, literalmente. Depois dei uma acordada e coloquei música, indo pra fora da sala, fiquei lá até bater o sinal para o intervalo dos sextos e sétimos, e como é muito cheio de gente, e eu não gosto, voltei pra sala. Quando acabou eu fiquei mais alguns minutos e saí pra fora da sala. Assim a Nami estava na porta da sala dela e ficamos conversando até faltar alguns minutos pra bater o sinal e eu ir pegar minha mochila, e voltar pra buscar ela que estava me esperando. No intervalo ficamos conversando. Na quinta e sexta, a professora substituta, estava organizando as notas na sala dos professores, então ficamos sem ninguém lá. Ou seja, eu fiquei as duas aulas inteiras lá fora, parte eu fiquei rondando a escola, parte fiquei encostada na parede de fora da sala (melhor do que ficar lá dentro), e outra conversando com um povo lá no pátio. Um minuto antes de bater o sinal, eu saí do pátio, peguei minha mochila e me mandei. Meu pai chegou minutos depois e eu vim pra casa. Tirando um rápido cochilo com o Scott. Assim eu almocei e fiquei no computador a maior parte do tempo, porque tinha momentos que eu fiz um negócio pro meu irmão, e outros que eu assistia filme. Quando era seis e vinte e cinco, me mandei para o inglês. Hoje, a Ana (dona da escola de inglês), apareceu por lá, então não deu pra ficar conversando com as recepcionistas, então eu apenas fiquei sentada pela recepção. Quando bateu o sinal fui pra sala. E hoje eu estava de um jeito diferente, nem eu sei exatamente, mas tinha algo diferente em mim, um sentimento acho. Não sei. Bem, eu só vi o Matheus na hora da saída, mas ele não demorou nem três minutos para se mandar. E eu acho uma droga nós dois sermos tímidos na mesma intensidade. 

Com amor, Gi.