11 meu

Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus.

Salmos 42:11

“Ser crente é fácil. difícil é ser cristão”.

Essa frase nunca fez tanto sentido como nos dias de hoje. Muitos se preocupam em se a pessoa está na igreja e com a aparência da pessoa, entretanto deveriam se preocupar de fato com as atitudes. Ser crente simplesmente é crer, crer que há um somente um Deus. Mas isso é dito em Tiago 2:19, onde está “Crês tu que Deus é um só? Fazes bem; os demônios também o crêem, e estremecem”, sendo assim, crer de fato é algo fácil, ser crente é fácil, e muitas pessoas que estão no mundo tem essa crença.

Mas e ser cristão? Aí as coisas são bem diferentes! As atitudes é o que demonstra se você serve a Deus, se a sua vida pode ser exemplo do amor de Jesus por nós. E como é dito em 1 Coríntios 11:1 “Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo”. Somos humanos e falhos, Deus sabe disso, e com toda sua misericórdia nos perdoa a cada dia por nossos pecados, mas isso não significa que não devemos tentar ser a cada dia melhores. Temos que fazer o possível para que a cada dia que passe sejamos mais de Cristo e menos de nós mesmos. Nossos corações tem de ser totalmente entregue a Ele, e fazendo isso nós adquirimos pouco a pouco o amor ao próximo, a vida cristã de verdade, e futuramente, a vida eterna ao lado do Rei.

— Jessica Gonçalves (aguasde-deus)

quem sabe algum dia eu tente ser menos carne, olhos, detalhes e pores do sol. quando a musica não fizer mais efeito e a ansiedade do novo não me quebrar tanto, eu tento. 

há muito de mim no azul e muito azul dentro de mim. os olhos de lívia ainda me causam medo e minha mãe teima em dizer que é preguiça. as 11:00 da manhã meu corpo ainda pede colo. mas não entendem.

minha mão esquerda é mais fraca que a direita e me chamam de destro. eu nunca entendi. fraqueza tem nome? se sim, eu deveria me chamar destro. destro da silva.

tenho um quadro para ser terminado faz tempo, mas eu gosto dele inacabado. esses traços feitos a lápis têm tanta coisa crua e uma tristeza tão forte. um dia hei de queimá-lo.

as 18:00 da noite minha cabeça sempre dói, o remédio não faz mais efeito assim como os meus pedidos desesperado por paz. eu, nessa hora, me deito e fecho os olhos o máximo que consigo - talvez seja uma tentativa de enxergar o que acontece por dentro.

antes de dormir, eu sempre oro e peço por uma tristeza menor - desde pequeno - enquanto uns pediam coisas normais, eu sempre pedia isso. minha mãe me chama de louco, e talvez eu seja mesmo, mãe. 

quiçá, algum dia, essa insanidade ceda seu lugar.

enquanto isso não acontece

eu continuarei calado.

victor

Estilhaços eram dissipados. Um efeito dominó que se deu do desprender do nó que mantinha tudo aquilo preso na garganta, tudo aquilo sobreposto ao rosto, toda marca feita sobre o corpo, todo suspiro decorrente da necessidade de respirar. Não foi uma escolha fácil, mas quando eu tinha 11 anos eu fiz a minha primeira marca, meu primeiro desenho fora do primário, meus primeiros rabiscos depois que larguei o infanto, agora eu estudava os ângulos e estava preparando meus seguimentos de reta que se punha do ponto primário do objeto cortante ao ponto máximo da dor da reta. A primeira máscara foi em um baile da escola, nunca vou esquecer, eu estava fantasiado de príncipe, foi tão bom, ser alguém por um dia, ser uma versão masculina da Cinderela que superou a meia noite e se estendeu até as três da manhã,  e logo me deparei com bailes internos onde a todo momento eu era uma pessoa diferente, com uma fantasia diferente, e uma máscara diferente. Com meus 20 anos cada suspiro era como uma facada em um pulmão cancerígeno que se denominava meu, cada passo se tornava espesso, cada corrida se tornava mortal, o cansaço se transformou em rotina. E finalmente aos 32 anos eu morri, como um filho de Deus, sempre, mas não como o filho Dele, eu não fui crucificado por outros e sim por mim mesmo, a cruz que a mim foi dada quando nasci só foi ganhando peso: com cada gota de sangue derramado, cada casca de ferida arrancada, cada fuligem pulmonar regurgitada ao respirar, cada mascara e fantasia arrancada por não esconder mas o rosto daquele que não quer ser visto, só me impossibilitou cada vez mais de carrega-la até porque como um fumante carrega uma cruz que a cada passo dado dobra de peso? O sofrimento pesa, e não há lei de Newton que explique esse fenômeno, é algo que está além da força peso e normal, que supera a gravidade e tração. E finalmente o alívio de não sentir nada, mesmo que o vazio também transborde, mesmo que o vazio seja um desligar cerebral depois de uma noite de boêmia, aquele vazio era um regurgitar de palavras, e eu agora vomitava dicionários, vomitava tudo aquilo que engoli, todo acento agudo que furou minha garganta a não ser dito, todo grito de dor quando no meu corpo era traçado minhas semi retas. Eu mesmo ergui minha cruz, eu não sabia o meu propósito, sinceramente espero que um de meus personagens tenham salvo muitas pessoas, mas eu mesmo, garanto que não salvei ninguém, como alguém que não consegue se salvar pode salvar o outro? Sinceramente nem vivi um dia sequer depois dos meus 11 anos nunca fui eu mesmo. Queria ter noção de como seria a minha vida, de quem eu seria, se teria namorada, filhos, um animal de estimação, uma casa, um emprego. Mas infelizmente você só tem uma vida, e eu a gastei sendo outras pessoas, vivi várias histórias, menos a minha. Eu mesmo me preguei na minha cruz, eu mesmo martelei cada estaca, confesso, doeu, mas era tão bom gritar, mesmo que fosse de dor, aquilo,  era eu, meus gritos, minhas dores, que deixavam agora, de ser a felicidade de um de meus personagens, deixava de ser a lágrimas de alegria, ou até mesmo a timidez de alguém que interpretei. Eu não sei como vai ser a partir de agora, mas espero que seja melhor. Quando eu tinha 7 anos era tudo diferente eu era uma criança feliz, e minha mãe cantava para eu dormir, e é assim que eu me sinto, como uma criança agora, que está sendo posta para nanar, já estou ouvindo a musica “Nana neném que a cuca vai pegar!” É hora de dormir, não posso deixar que a cuca me pegue, além do mais, só tenho essa chance. Boa noite!
—  Felizmente tenho que dizer boa noite. Cartas dos Derrotados.
Bios Random

1- o mais importante é sofrer feliz
2- a vontade de rir é grande,mas a de chorar é maior
3- passa nada e nem pode,porq aqui a gente da uma de matrix
4- segue em anexo
5- se deixar passo o dia inteiro chorando,nem to,sou sensível mesmo
6- já fiz maratona de memes
7- formada no proerd
8- vou negando as aparências,disfarçando as evidências
9- sei q vc,vai querer ser,uma de nós
10- dirigindo o meu carro,eu vou a praia dirigindo o meu carro
11- não estou disposta
12- não sou boa em dar conselhos,mas pra dar patadas,qualquer coisa chama
13- 100% de fome e 0% de paciência
14- se ñ for muito incômodo,já sendo,pode sair da minha frente,por favor
15- só progresso
16- fé no cai que o inimigo pai
17- amor próprio é tudo,bebê
18- quem nunca assistiu lendas urbanas no gugu,q atire a primeira pedra
19- então sarra,o popozão
20- vcs ñ tem noção,da vontade q eu to de arrastar a minha tabaca no chão,nesse exato momento
21- e aí galerinha do tt,estamos outra vez com uma decepção amorosa,mas seguindo o baile como sempre
22- a decepção,vive me chamando no probleminha
23- a minha meta,é poder escutar raça negra até o último volume,degustando de um bom vinho,chamado lágrimas
24- se me trata com indelicadeza,te ataco tijolo
25- queria crescer na bunda
26- de você,tenho ranço


Créditos no twitter- YOURSELFODA

Leiam o post acima,estou a procura de uma adm nova,se souber de alguém ou até vc mesmo,por favor,se prontifique,obg.
Deus faz todas as coisas. E, como você não pode entender como começa uma nova vida dentro da barriga de uma mulher, assim também não pode entender as coisas que Deus faz.
—  Eclesiastes 11:5