*pr*

Leave. Stay gone. They have never understood who you were, your sadness, your struggle, who you became. They haven’t peeked inside your soul. Don’t tell them how soft and warm it is; how incredibly fragile. Hand over heart, you’ll be okay in their absence. I promise.
3

Some face progress shots. This will be my last update for today. I’ll share more progress shots once I get down to final detail work; a lot of what I’ve posted today is the same thing—refine, blend, repeat. But the techniques I use for polishing a nearly finished drawing are the most fun for me, and I get asked about that stuff a lot, so that’s what I’ll focus on sharing next.

Thanks for all your kind notes! <3

À algum tempo atrás lhe escrevi uma carta para tentar lhe explicar o tamanho do que sentia por você, mas essa,.. bom, é um pouco diferente. Quero lhe contar o que eu vem acontecendo desde que você se foi.
Sei que já faz um bom tempo, mas, por mais que o tempo passe e mesmo com dias sejam cheios, é em você que eu penso quando deito a cabeça no travesseiro pra dormir. Confesso-lhe que penso em tudo, não só no passado que tivemos juntos, mas também no que você faz por aí enquanto estou aqui. Fico imaginando se está bem, se acordou de bom humor como todos dias costumava acordar, se está satisfeito com a vida que leva.. será que trabalhando muito? Será que conseguiu realizar seu sonhos? Será que está se divertindo? está feliz? Será que ainda tem os mesmos costumes? Ainda assiste desenho animado até pegar no sono? Ainda gosta das mesmas músicas ? Ainda usa o mesmo perfume? O mesmo corte de cabelo? Será que encontrou um novo hobby? Ou até mesmo um novo amor ? Será que ainda se lembra de mim? Do que tivemos? Será que ainda pensa em mim?
Tenho de admitir que as últimas perguntas me provocam uma dorzinha na barriga, e às vezes choro ao imaginar essa possibilidade, mas logo me concentro nas primeiras perguntas desejando que a resposta seja sim.
Porque quando se trata de você , eu não consigo não desejar algo, a não ser toda felicidade do mundo. Não consigo pensar em você sem amar um pouco mais, não consigo sentir outra coisa a não ser saudade.
—  Cartas ao meu passado - Confissão Subliminar