首里

Para refletir: Sua casa é benção de Deus, sim! Agora, sua casa bagunçada é preguiça mesmo, é pecado! O que mostra se uma família é feliz é o amor, e isso não depende nem de casa limpa ou suja. Pia cheia de louça suja mostra apenas que você é preguiçosa. Sua família é abençoada, sim, e a prova disso é quando vocês estão ao redor da mesa, fazendo refeições juntos. De graças a Deus, pois é benção. Agradeça a Deus por ter uma família unida em comunhão! Agora, não me venha dizer que preguiça é benção, porque Deus não abençoa pecado! Aliás, olhe o que a Bíblia fala sobre preguiça:  "A alma do preguiçoso deseja, e coisa nenhuma alcança, mas a alma dos diligentes se farta". Provérbios 13:4

Se você quiser, largue essa maleita da preguiça. Busque na Bíblia sobre a preguiça. Tem vários versículos.

S M✾

O que seria a felicidade?
Ela vem por inteiro ou vem pela metade?
Ela é uma mentira ou é uma verdade?
Será que ela é só mais uma invenção da humanidade?
Não sei, talvez eu nunca a senti.
Talvez eu nunca a vi.
Talvez ela passou em minha frente e eu perdi
a chance de conhecê-la e depois vê-la partir.
Eles dizem que ela é passageira,
que ela não permanece, que ela não é companheira,
que ela vem e depois vai embora, que agonia,
mas que os momentos juntos dela serão os melhores do dia.
A felicidade nasce no estômago, no coração, ou com os neurônios?
Ela é feita de sensações na verdade feitas de hormônios?
Oh felicidade, eu apenas queria saber onde você está.
Me diga onde tu moras para eu ir te encontrar.
Talvez a felicidade só aparece após o fim
E ela é tão boa que ninguém quis voltar pra nos contar.
—  Olho Direito
Não há porque andar ansioso, é só praticar no seu pensamento:“Se é pra Deus, é eterno e uma hora virá, senão será passageiro e será vão” afinal todas as coisas aqui nessa terra passará, mas a palavra de Deus, jamais passará e ela é eterna!
Os amigos não precisam estar ao lado para justificar a lealdade. Mandar relatórios do que estão fazendo para mostrar preocupação. Os amigos são para toda a vida, ainda que não estejam conosco a vida inteira. Temos o costume de confundir amizade com presença e exigimos que as pessoas estejam sempre por perto, de plantão. Amizade não é dependência, submissão. Não se têm amigos para concordar na íntegra, mas para revisar os rascunhos e duvidar da letra. É independência, é respeito, é pedir uma opinião que não seja igual, uma experiência diferente. Se o amigo desaparece por semanas, imediatamente se conclui que ele ficou chateado por alguma coisa. Diante de ausências mais longas e severas, cobramos telefonemas e visitas. E já se está falando mal dele por falta de notícias. Logo dele que nunca fez nada de errado! O que é mais importante: a proximidade física ou afetiva? A proximidade física nem sempre é afetiva. Amigo pode ser um álibi ou cúmplice ou um bajulador ou um oportunista, ambicionando interesses que não o da simples troca e convívio. Amigo mesmo demora a ser descoberto. É a permanência de seus conselhos e apoio que dirão de sua perenidade. Amigo mesmo modifica a nossa história, chega a nos combater pela verdade e discernimento, supera condicionamentos e conluios. São capazes de brigar com a gente pelo nosso bem-estar. Assim como há os amigos imaginários da infância, há os amigos invisíveis na maturidade. Aqueles que não estão perto podem estar dentro. Tenho amigos que nunca mais vi, que nunca mais recebi novidades e os valorizo com o frescor de um encontro recente. Não vou mentir a eles, “vamos nos ligar?”, num esbarrão de rua. Muito menos dar desculpas esfarrapadas ao distanciamento. Eles me ajudaram e não necessitam atualizar o cadastro para que sejam lembrados. Ou passar em casa todo o final de semana e me convidar para ser padrinho de casamento, dos filhos, dos netos, dos bisnetos. Caso encontrá-los, haverá a empatia da primeira vez, a empatia da última vez, a empatia incessante de identificação. Amigos me salvaram da fossa, amigos me salvaram das drogas, amigos me salvaram da inveja, amigos me salvaram da precipitação, amigos me salvaram das brigas, amigos me salvaram de mim. Os amigos são próprios de fases: da rua, do Ensino Fundamental, do Ensino Médio, da faculdade, do futebol, da poesia, do emprego, da dança, dos cursos de inglês, da capoeira, da academia, do blog. Significativos em cada etapa de formação. Não estão em nossa frente diariamente, mas estão em nossa personalidade, determinando, de modo imperceptível, as nossas atitudes. Quantas juras foram feitas em bares a amigos, bêbados e trôpegos? Amigo é o que fica depois da ressaca. É glicose no sangue. A serenidade.
—  Fabrício Carpinejar.
Quantas vezes você se sentiu um nada? Quantas vezes você se sentiu um derrotado, no fundo do abismo? Quantas vezes olharam pra você com olhar de pena e achando que você era um derrotado, um coitado, um zé ninguém? Inúmeras vezes isso se passou pela sua cabeça. Mas Deus não te vê como o homem vê. Ele muda sua vida, e sua história. Ele capacita os que são chamados e escolhidos. Deus escolhe os loucos para confundir os sábios. Você é um vencedor, você é um escolhido.
—  Falando sobre Deus, Alef Santos.
Ultimamente sempre que alguém me pergunta se estou bem eu fico sem saber o que responder, não sei como estou me sentindo e também não quero mentir, não se eu souber que a pessoa realmente se importa comigo. Hoje me perguntaram isso algumas vezes e eu não soube o que dizer em nenhuma delas. Houve um tempo em que responder essa pergunta me fazia um bem danado, hoje, só me deixa ainda mais confusa, porque estar bem é ótimo, estar mal é péssimo, mas não saber como está é doloroso e corrosivo.
—  Caren B.
O importante é saber que tudo é um processo e não um acontecimento. Só quero que você confie em mim o pouco que puder e que cresça no amor pelas pessoas ao seu redor com o mesmo amor que compartilho com você. Não cabe a você mudá-las nem convencê-las. Você está livre para amar sem qualquer obrigação.
—  A Cabana.
Isso não é uma declaração de amor

você é especial. você é gentil, educado, alegre, inteligente. o seu sorriso é lindo e me transmite paz. sua voz é doce e me transmite calmaria, sossego. eu gosto de estar com você, olhar você, ouvir você, tocar você. eu gosto da pessoa que eu me torno na sua presença.

A fé é o fundamento do evangelho. Sem fé é impossível agradar a Deus. Mas daí vem a obediência. A junção de Fé e obediência, gera resultado extraordinário. A fé, é crer naquilo que não podemos ver, é crer no que é impossível aos olhos dos homem, mas aos olhos de Deus é possível. Obediência, é aceitar os mandamentos da palavra e obedecer a voz de Deus, ainda que nossa carne diga não, mas renunciando, e obedecendo a voz de Deus, há resultados inacreditável.
—  Falando sobre Deus, Alef Santos.
Quando ele está por perto, sinto uma imensa vontade de fugir para bem longe. Não porque tê-lo ali seja ruim, pelo contrário, é muito bom. É bom até demais. É tão bom que me faz ter medo de como ficarei quando ele decidir me deixar.
—  Uma menina chamada Madeleine