金雕

comprarei uma máquina fotográfica instantânea para registrar seus momentos. aqueles que você diz que está feia, mal sabe você que não há um só dia em que você apresente feiura. suas bonitezas vem desde à alma até as pintinhas do seu corpo que formam constelações que eu conto uma à uma fazendo um mapa por onde passarei as mãos, a boca. você é um museu. você é arte. você é o sol. você é um girassol. você é calma. você é você, e é a coisa mais linda que eu já vi. eu te observo e só vejo coisas bonitas, desde o primeiro dia lá na praça quando eu nem te conhecia, mas você sabe baby, as coisas bonitas a gente enxerga de longe (pra quem sabe enxergar).

i love you, honey.

É cada vez mais insuportável. É mais difícil respirar. É sufocante…
Consigo sentir as lágrimas a escorrer pelo meu rosto, o sangue a espalhar-se na minha pele…
O meu coração a acelerar por breves instantes quando fecho os olhos e desejo que tudo acabe.

empirismo?

com o tempo a gente aprende a lidar com as frustrações da vida de uma forma mais leve, isso não nos paralisia mais. não deixa de doer nunca, mas temos uma muralha para nos proteger, uma força que foi construída com muitas derrotas. sabemos que não vamos morrer de tristeza, que a vida vai seguir e logo a gente assume o controle de novo. e isso não é ser duro, frio, é auto proteção. é ter amor próprio.

Reflexão - Lc 19, 41-44

Jerusalém era uma cidade muito bonita, mas estava sem Deus. E por causa da dureza daqueles corações, Jesus chorou. Não só pela distância, mas porque eles não queriam abrir o coração para o Pai.

Não há como dar novos passos sem o Senhor. Tudo em Jerusalém acabou, porque o povo não dava espaço para Ele. Se construirmos nossa vida sem Deus, ela perderá o sentido e tudo desabará. Precisamos acreditar que o Senhor é quem transforma nossa história, é Ele quem abre os caminhos e nos leva por eles quando não podemos caminhar. O povo que não é visitado por Deus é muito triste.

Haverá uma hora em que você vai fraquejar, que seus olhos vão marejar, que seu sorriso vai desmanchar, e as pessoas vão perguntar o que houve, o porque você não esta sorridente como é de costume, e você vai usar uma desculpa besta de que é sono, ou que é impressão, mesmo querendo chorar ali naquele momento, calma, isso é normal, até as mais fortes muralhas são destruídas em tempos de guerra.

Muito do que se vê ainda é pouco, pelo menos para considerar alguma coisa definitiva. Pode haver cálculos, previsões. A insatisfação não é valida agora, os danos, as respostas mentais pelo que vê ao olho nu. você sabe realmente, como é? como chegou a esse ponto? o processo interno?

Mesmo quando se pensa que sabe, não é apenas a logica “isolada” que te faz entender. Fatos, ações… A dimensão pode parecer só o emaranhando de ideias e aquilo que você ouviu um dia desses.

Eu falo, ninguém escuta, nem eu mesmo escuto… Mesmo quando tudo parece ser de tal forma, porque é isso que dizem bastar.

E pensar de mais é um dano não é? Não discordo totalmente, há aquilo que sua mente suporta, mesmo porque é sobre sua realidade, seu biológico. 

“Você controla, ou não controla”. parece bobo, deve parecer, sendo só o que se vê. ao menos se fosse de uma forma respeitosa. 

Cada qual com sua mente, suporte… Mas, ainda assim, padronizam. Sentir não é só a sua medida. Medir por qual fator? De boca a boca sai acidez seguida de acidez. 

Você percebe? A superfície é o limite da sua visão, não saber não é motivo para degradar, esse ou aquele. Nem de exigir. Não é seu, provavelmente nunca será seu lugar saber. 

Sentimento não é só o seu, nem o meu. Nem é obvio, ou tem que ter qualquer explicação, não para quem não o vive. 

Falar, ouvir por mais um dia, até que seja outro, uma hora parece sumir, outra eu sei e relembro: amanhã está ai e o hoje não acabou também, algo pode ser feito ou deixado morrer. Eu preciso acreditar, ser, estar o que posso, que sinto que dá.

Aquilo que parece ser tudo, “foi comunicado”. mas não é tudo a se pensar, o fim não é a conquista, o trajeto é o que se tem,para si, o processo.  

 (E agora escrito talvez eu posso visualizar e quem sabe ser por mais um dia, sem cobrar ou sentir a cobrança, não a ponto de quebrar.)

Amor, não temos a menor chance.
É triste, mas é verdade.
Você é quem é e, eu te amo por isso. Desde o dedinho do pé até o último fiozinho liso do teu cabelo. Você é essa loucura e calmaria. Desejo e perdição se encontram em seus olhos e se espalham por cada centímetro do seu corpo. Você é quem é e, eu te quero por inteiro. Com aquele defeito irritante, com aquela chatice aguda e a frieza de teus mal-dizeres. Você é quem é e, eu ainda te espero. Naquele fim de tarde chuvoso e naquelas manhãs frias sem sentido… Porque eu não saberia seguir em frente sem seus passos largos para me guiar. Você é esse emaranhado todo de certezas, todo cheio de segurança, com mistérios escondidos que, muitas vezes, eu ousei desvendar. Você é quem é e, isso me basta. Do amor ao caos, entrelaçados como nós.
—  Aqueles Olhos Castanhos. 

Para cada pensamento ruim que você tiver sobre você ou pelo que te cerca, se force a ter pelo menos outros três pensamentos bons. Porque o mal pode existir, mas nunca será maior e mais forte que o bem, porque o bem é Deus e nada é mais forte que Ele. Repare que apesar de tudo, Deus sempre cuida de tudo nos mínimos detalhes.

carol giovannini, chance com Deus.

Não gosto de nada que me aperta, sufoca ou prende. Na maioria das vezes vejo cobrança como obrigação, e automaticamente deixa de ser algo interessante, passando assim a ser banal. Relacionamento não é sobre engaiolar, é sobre dar asas a quem amamos, para os ver voando de forma linda até a gente porque nos escolheu como abrigo.
—  Esgotada.

enxergar o mundo com teus olhos torna qualquer um, um pouquinho mais bonito que de fato é. e a culpa é só sua, que além da bagunça e falta de jeito, tem uma alma tão bonita.

você me fez brilhar em uma noite na beira do mar.

e a culpa é sua.

Chega um momento que cansa. Cansa procurar, demonstrar, tentar e esperar. Nenhum relacionamento funciona quando só um quer fazer dar certo, seja ele, um namoro ou amizade. Não dá, é exaustivo. Parar de correr atrás não é questão de orgulho, é o tal do amor próprio. Se um não quer, dois não ficam juntos. Também não é falta de luta, é só que não devemos exigir do outro o que ele não pode dar. Temos que aprender a libertar quem não quer ficar, chega de guardar espaço pra quem não quer permanecer.
—  O Diário de Felicity Becker.

E eu não vou mentir não, sinto falta pra caramba de como eu era toda inocente em acreditar sempre num lado bom nas pessoas. Sinto falta de como eu conhecia as pessoas e achava que ia ser pra sempre, e apesar de não ter durado nenhuma amizade que fiz, ninguém que eu amei, sinto falta de ouvir o celular tocando de manhã, com a voz sonolenta me desejando bom dia, ou até mesmo uma mensagem qualquer, só pra saber que a pessoa acordou e quis falar algo comigo porque se lembrou que existo logo que abriu os olhos. Sinto falta de me sentir amada, de saber que posso voltar pra casa e não vou ficar sozinha, porque mesmo que a distância eu posso ligar o computador ou o celular e vou ver a pessoa sorrindo por eu ter chegado bem. Agora eu me sinto meio oca, desacreditada em tudo e em todos, que não consegue mais deixar de imaginar como a pessoa vai me machucar assim que a conheço, que está sempre sozinha, mas não porque gosta de estar, mas é porque é bem melhor não ter alguém por perto do que ter e se ferir constantemente. Sinto saudade mesmo de tanta coisa, que hoje eu me olho e penso: “puxa, eu cresci e virei isso? alguém totalmente diferente de como me imaginava que seria quando era criança” sinto tanto por mim, tanto, que se pudesse sairia do meu corpo e me abraçaria. 

Continuo na batalha. Lá fora chove, mas a tempestade é aqui dentro. Afinal, é só mais um dia ruim como tem sido todos os outros. Mas nessa guerra incessante entre mente e coração, eu serei mais forte.
—  Um bom soldado não desiste da luta.