パパスカフェ新宿高島屋店

Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si, é sobre saber que em algum lugar alguém zela por ti. É sobre cantar e poder escutar mais do que a própria voz, é sobre dançar na chuva de vida que caí sobre nós. É saber se sentir infinito num universo tão vasto e bonito, é saber sonhar e então fazer valer a pena daquele verso daquele poema sobre acreditar. Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu, é sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu. É sobre ser amigo e também ter morada em outros corações e assim ter amigos contigo em todas as situações. A gente não poder ter tudo. Qual seria a graça do mundo se fosse assim? Por isso eu prefiro sorrisos e os presentes que a vida trouxe pra perto de mim. Não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar e assim sobre cada momento sorrindo a compartilhar, também não é sobre correr contra o tempo pra ter sempre mais. Porque quando menos se espera a vida já ficou pra trás. Segura teu filho no colo. Sorria e abrace teus pais enquanto estão aqui. Que a vida é trem-bala, parceiro e a gente é só passageiro prestes a partir.
—  Ana Vilela.
flickr

Morning sun dyes Fuji by Shinichiro Saka
Via Flickr:
山中湖 平野

O seu problema sempre foi esse. Não importava quem estivesse ao seu lado, você só queria manter o status de “eu tenho uma mina/namorada”, mas você nunca levou isso a sério como ela. Tudo o que você queria era um prato de comida na mesa feito por sua mãe e uma noite de sexo com a tua “namorada”, que você mal fazia papel de homem dentro de casa. Era aqueles caras mimados que corria para a mãe quando precisava de dinheiro para comprar roupas e relógios caros. O seu status era esse, manter a pose.
Você fez exatamente como os ex’s dela, agiu como um bobão que se achava o Don Juan e que só estando com você a mulherada já ficaria satisfeita. Até que você com essa vidinha de merda, só se preocupando consigo mesmo fez a tua “namorada” cansar. É meu, caro. Você conseguiu. Enquanto você pagava de bonzão para os teus amigos, ela só queria atenção.
Hoje você vê que perdeu alguém que se importou demais, que lhe deu assistência demais, até que no final ela se cansou demais dessas suas atitudes.
Até hoje você ainda se lamenta e sabe que os conselhos daqueles que você chamava de “amigos” estavam de olho nela há tempo e como te conheciam tão bem, fizeram do seu ego o teu pior castigo.
Perdeu.
9

the portrayal of noora amalie sætre throughout the seasons:

↳ season 1 noora, as seen through eva’s eyes: cool, badass feminist who will defend and stand up for her friends at all costs

↳ season 2 noora, as seen through her own eyes: always tries to be the better person and handle everything on her own, wants to stand by her principles even when someone challenges them, insecure beneath the tough facade

↳ season 3 noora, as seen through isak’s eyes: kinda annoying roomie with boy trouble who steals away all the attention (and also potential threat bc she seems to adore even just as much as isak ???)