Ela estava debruçada na varanda, com a mão aberta sob o queixo, observando o choque entre os edifícios e o céu numa serenidade de domingo. Linda - cabelos com mechas violetas, boca pintada de saliva, pulseira de gotas que cintilam e uma camisola do Mickey Mouse até os joelhos. Linda - mesmo quando me avistou num susto, abafou o grito e cedeu um passo para trás.
Conheci o amor da minha vida enquanto saltava do vigésimo andar.
—  Saulo Dourado, Paixão de Varanda (2009) 
Moi, je crois qu’on est toujours responsable de ce qu’on fait, et libre. Je lève la main, je suis responsable. Je tourne la tête à droite, je suis responsable. Je suis malheureuse, je suis responsable. Je fume une cigarette, je suis responsable. Je ferme mes yeux, je suis responsable. J’oublie que je suis responsable, mais je le suis… Après tout, tout est bon: il n’y a qu’à s’intéresser aux choses et les trouver belles. Un message, c’est un message; une assiette, c’est une assiette; les hommes sont les hommes, et la vie c’est la vie.
— 

Vivre sa vie: Film en douze tableaux | 1962 | Jean-Luc Godard


“(Acho que somos sempre responsáveis por nossas ações. Somos livres. Eu levanto minha mão, sou responsável. Eu viro a minha cabeça, sou responsável. Estou infeliz, eu sou responsável. Eu fumo, sou responsável. Fecho meus olhos, sou responsável. Esqueço que sou responsável, mas eu sou! Eu disse pra você, não tem como escapar. Tudo é bom. Temos que fazer somente coisas interessantes. Afinal, as coisas são como elas são. Uma mensagem é uma mensagem. Pratos são pratos. Homens são homens. E a vida é a vida.)”

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video