Não posso falar da nossa história de amor, então vou falar de matemática. Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre o 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores do que outros. Queria mais números do que provavelmente vou ter, e, por Deus, queria mais números para Augustus Walters do que os que ele teve. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Ele me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso.
—  A Culpa É Das Estrelas, página 235