Linda Julie.
Desculpe-me, disse que nunca mais apareceria por aqui e nem te incomodaria com minhas cartas melancólicas cheias de clichês. Mas não pude deixar de vir, eu achei que tinha te esquecido, há tempos que não pensava em você e que nem sentia sua falta, porém, não sei que raios você tem vindo visitar meus sonhos. Hoje não foi diferente, sonhei com você, com o teu sorriso e com a sua gargalhada. Acordei assustado, com a respiração tão acelerada, sentei em minha cama e olhei pra ela. Quantas noites de amor tivemos ali, não só de amor mas de trepadas também, daquelas mais sacanas, mais safadas. Ah Julie, seus gemidos, fecho os olhos e ainda posso ouvi-los, tão gostoso, tão rouco. Ainda sinto suas unhas fazendo um estrago em minhas costas. Pudera eu saber que já não sentes mais nada por mim, ainda crio aquela pequena esperança que sinta a minha falta. Vi por aí uma foto sua, aquela que você tirou no banheiro da boate, com a camisa amarela e a saia preta, ficou tão sexy, me provocou tanto com ela. Pensando nessas coisas lembrei de quando chegou as 4 da manhã e me ligou bebada, quis brigar comigo por eu estar te dando uma bronca, eu só estava te cuidando meu pequeno anjo. Quantas noites dormimos juntos, eu ficava ouvindo sua respiração, só pra ter certeza que estava dormindo bem e que nada atrapalharia o seu sono. Quantos dias virávamos a noite conversando, você ia pra faculdade e eu ia trabalhar, ambos caindo de sono, mas ter feito o que fizemos valeu a pena. Não encontrei mais ninguém como você Julie, tão marrenta, tão fria e tão egoísta. Céus, como você tem uma personalidade forte, caramba! Eu cuidava tanto pra falar com você, cada palavra era cuidada, cada frase bem elaborada. Hey, onde nos perdemos? Sinto sua falta e eu escrevo isso sentada na mesma cama que passamos várias noites juntos. Sei que sou lerdo como você mesma disse, mas esse lerdo aqui está escrevendo essa carta tão rápido, com as mãos tremulas e com a respiração alterada. Escrevo e te mando antes que a coragem suma e o orgulho tome conta.
Ps.: “Não esquece” era o que falávamos, infelizmente você esqueceu e eu? Bom, eu ainda lembro.
—  Carta de Noah para Julie.
Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video