rscunho

Primeiro uma coisa, eu sei que muitos de vocês nem lerão isso aqui, eu tenho certeza. Outra, eu não sei bem o que eu vou escrever. Eu só queria terminar escrevendo alguma coisa. Mas as faltas de palavras e inspiração as vezes chega a ser perturbante. 

Ok, este ano nem de longe foi um dos melhores, quer dizer, foi sim.. Mas creio eu que ele nos levou mais a crescer do que qualquer outra coisa, seja lá o que for. Muitas lagrimas foram derramadas, por pessoas, por palavras, as vezes pelo simples fato de ser. Mas houveram os sorrisos, os ataques de risos.. O ano em si foi.. Normal, assim como qualquer outro, mas nos mesmo estragamos tudo, como de costume. E a culpa mais uma vez recai sobre nós. Que novidade. Mas pegue isso e torne uma coisa boa, quer dizer. Você e só você é dono de si, de suas escolhas. Se foi, então que seja.. Não vou falar para não se arrepender das coisas que você fez, ou então deixar de faze-las e blá.. Sei lá, olha. Viva, é isso que a minha mãe fala para mim, tem horas de chorar e tem horas de se alegrar, viva tudo e não perca nada (mãe, se eu estiver errada me corrija, por favor), tudo com o seu tempo. Mas tenha o bom senso de não sair por ai atirando em todo mundo, néh… Tenha dó. 

Pra uma pá de gente essa ‘texto’ foi vazio, certo, não importa. Entende quem pode. Ano novo, o começo. Não, uma parte do meio, você não sabe quando é o fim mesmo. Só torne 2012 melhor, tenta pelo menos. 

Eu não sei, eu fico boba com meras palavras e simplicidades. Em parte é isso que eu desejo, que tudo fique bem, que dê certo, que as pessoas deixem pelo menos um pouco de ser hipócritas.. Ei, talvez eu seja mesmo uma pacifista… Ou não..