rquote

Hoje eu contei para o meu irmãozinho de 8 anos que eu era gay. Atualmente tenho 23. Após muitos anos desde que descobri a respeito da minha sexualidade, sobre o gênero que desperta uma paixão realmente autêntica em mim, finalmente cheguei a decisão de confiar a minha realidade a essa pessoinha com quem mais me importo na vida.
Dividi isso de maneira bem pedagógica, tentando criar uma analogia sobre as pessoas e suas cores favoritas. Dizendo que têm pessoas que gostam mais de preto, ou branco, ou azul, ou amarelo, ou vermelho; explicando sobre o quão legal isso fazia do mundo. Que todos podemos gostar de cores diferentes, e ainda assim sermos felizes e respeitados ao colorir nosso mundo com elas.
Ele parecia saber que eu ia confessar algo. Mergulhou num estado quieto e pensativo durante a explicação inteira, e então, por fim, resolvi assumir minha sexualidade. Ele continuou me olhando, bem calmo e sorrindo, tão natural, e eu o questionei:
“Tu sabe o nome que se dá a quem gosta de pessoas iguais, John? Homens que gostam de outros homens, e mulheres que gostam de outras mulheres?”
Eu estava preparado para soltar a palavra “gay”, já na ponta da língua quando ele simplesmente me escancara a verdadeira resposta:
Amor?
E então eu chorei.
“Não chora”, ele disse, me abraçando.
Ele me olhou com aqueles olhos, cheios de inocência e de mesmo tons que os meus, e eu senti que pela primeira vez ele me enxergava como eu realmente era. Um irmão que ele amava, um amigo que ele jamais perderia e, mesmo uma pessoa qualquer com uma preferência diferente por quem se apaixonar, ainda assim uma pessoa igual a qualquer outra.
Eu soube disso pela resposta dele. Pela bondade em cada palavra. Uma criança de oito anos de idade soube encarar algo tão natural com mais maturidade que muito adulto. Mais que meus próprios pais, inclusive, que sempre me negaram o direito de confidenciar isso ao meu irmão.
Aproveitem pra aprender da pureza deles, que a maioria esquece ao crescer, pois eu acho que as maiores verdades dessa vida estão no coração dos pequenos.
E a vida continua como se nada tivesse mudado.
E do fundo do coração, eu agradeço por isso.
— 

Lucas Vasconcellos

After waking up at 8 in morning, we do vocal and dance practice till 4 in the morning. For our choreography, the wrist angle cannot be messed up. We tried to take out separate feels so that we could cooperate it into one thing. We got injuries and occasionally got hurt too. If one person is gone, you can feel the difference easily. A week before shooting the music video, Sungyeol sprained his ankle and we tried to keep practicing to not lose that feel. With our debut ahead about half a month, we slept about 2~3 hours and 5 hours on Sunday to practice.
—  10. Their practice routine. 100708 Newsen interview, translation by Hyejin@InfiniteUpdates (Original article)
Quero ter novas experiências, nova rotina (…) Na verdade, preciso de uma nova vida, talvez que tire essa monotonia, to cansado de viver a mesma coisa todos os dias.
—  Ruan
Pare de se iludir com algo que você já sabe que não vai dar certo. Coloque pontos finais, onde você não deveria ter colocado sequer uma vírgula.
—  Ruan