Watch on tomada5.tumblr.com

A Invenção de Hugo Cabret (2011)

Tem resenhista novo no Blog Da Literatura!!!

Tem resenhista novo no Blog Da Literatura!!!

Oi, gente!!!

Hoje eu vim falar um pouquinho sobre uma novidade aqui do Blog Da Literatura. Quem acompanha as publicações do blog, deve ter visto que eu abri vagas para participar da equipe do blog. Aliás, ainda temos vagas. Quem tiver interesse, veja aqui.

Então, fiquei muito feliz porque tivemos algumas inscrições e confesso que foi bem difícil selecionar os candidatos porque cada um possuía…

View On WordPress

Saudações, caros leitores, como vocês estão?

Venho informar, que não estou postando nada no tumblr, pois desde o ultimo mês eu me tornei membro do blog Vida De Leitor (link acima) como resenhista e CDC. Assim, espero que vocês acompanhem o nosso trabalho. =D

Ahhh…. postarei alguma no tumblr quando eu tiver tempo =D

Abraços,

Gustavo Demétrio

É Resenhista e CDC no blog Vida De Leitor. Um ávido leitor que sonha um dia se tornar um Arquiteto de renome. Admirador do universo e grande fã do Stephen King. Seus livros favoritos são: Série Torre Negra, Sherlock Holmes Sob a Redoma

Twitter/Facebook/Skoob/Instagram - Blogvidadeleitor@gmail.com

 

Watch on tomada5.tumblr.com
Caroline sings Happy Birthday to You (2 Broke Girls - 1x09)

Das pequenas alegrias da vida: você ser resenhista e newsposter em um site de Livros e receber um livro com uma dedicatória dessa. ♡☆ → @livrosemserie

Novos líderes do Clan COBRA-MATILLLDE e KLEBER

Novos líderes do Clan COBRA-MATILLLDE e KLEBER

Fundada em 2008, o COBRA (Comando Oficial Brasileiro) é um clan Multi-jogos FOR FUN (sem obrigações de jogar, treinar etc), com foco nos jogos FPS Shooter é constituído por uma equipe jovem (de espírito), gameniacos, pais, resenhistas, parceiros, dinâmica e ativa (alguns passivos). Todos nós adoramos jogos, jogar, e falar sobe jogos. Somos parciais/imparciais (depende da embriaguez) com opiniões…

View On WordPress

8

O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus (2009)

Título original: The Imaginarium of Doctor Parnassus
Diretor:
 Terry Gilliam
Escrito por:
Terry Gilliam e Chales McKeown
Elenco:
Heath Ledge, Christopher Plummer, Lily Cole, Johnny Deep, Jude Law, Colin Farrell, Tom Waits, Verne Tryer, Andrew Garfield.
Gênero:
 Fantasia
Nota IMDb:
7.0

O filme que tinha tudo para dar errado. Diretor? Com histórico de loucuras cinematográficas espetaculares. Enredo? Muito bom. Arte? Incrível. Elenco? Parecia ser o mais adequado até que um desastre aconteceu e o tornou perfeito, perdoem-me se isso soar insensível.

Heath Ledger, um ator que aparentemente estava apenas no início de uma carreira de ouro, foi vítima de uma morte precoce. Ele que teve sua primeira aparição no cinema pelo conhecido da ‘Sessão da Tarde’, mas ainda assim um bom filme, “10 Coisas Que Eu Odeio em Você” (1999). Foi o ponta pé para filmes maravilhosos (ainda pretendo fazer uma sessão dedicada a ela aqui). Mais a frente Ledger teve grande destaque em “O Segredo de Brockback Montain” (2005). Mas o grande marco de sua carreira foi “Batman: O Cavaleiro das Trevas” (2008). Hugh faleceu ao fim das filmagens de Batman. Um morte trágica e repentina. Uma infeliz combinação de anti-depressivos, calmantes e outros medicamentos, que não foram ingeridos em grande quantidade, apenas a combinação destes causou o estrago que causou. O filme fez muito sucesso e o concedeu mais de vinte prêmios pela sua atuação, incluindo o Oscar de melhor ator coadjuvante. Mas o problema é que “O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus” ainda estava no meio de suas gravações. Heath era um dos personagens principais. Apesar do filme levar o nome do Dr. Parnassus (que não foi interpretado por Ledge) e este guardar um segredo sobre sua filha, o personagem que mais se destaca é sem dúvida o de Heath Ladger. Como prosseguir um filme sem ele? Jogar tudo pro alto? Chutar o pau da barraca e recomeçar do zero, com outro ator? AHA! Eis que surge uma sacada genial e de mestre! Sacada que não seria possível sem a amplitude de possibilidades que o filme tem. Para explicar como o filme conseguiu lidar com essa lamentável perda vou explicar o enredo e como a solução se encaixou perfeitamente!

O filme é uma viagem, um ponto de vista bem distante daquilo que chamamos realidade. Terry Gilliam é conhecido e aclamado por suas fantásticas criações. E pra que algo mais fantástico que a imaginação? No centro dessa viagem está o Dr. Parnassus (Christopher Plummer), um homem que sendo tentado constantemente pelo diabo, conhecido como Sr. Nick (Tom Waits), selou pactos ambiciosos e não muito inteligentes. Dr. Parnassus acreditava que as histórias que ele contava eram o que mantinham o universo estável, mas Sr. Nick o mostrou uma realidade diferente e o induziu a selar o primeiro pacto. Mas isso foi há um tempo distante do tempo presente do filme (muito, muito, muito distante levando em conta que o Dr. é imoral). No presente, Dr. Parnassus roda as ruas da Inglaterra com sua companhia de teatro itinerário. Em carro/palco com Anton (Andrew Garfield), sua filha Valentina (Lily Cole) e Percy (Verne Troyer), seu assistente, que na verdade é muito mais do que isso.

As apresentações levam um convidado qualquer da platéia a atravessar um “espelho”, que é mais uma moldura de madeira com um papel laminado cortado ao meio formando uma espécie de cortina. Ao atravessá-lo, a pessoa fica livre e entregue a sua imaginação, que passa a ser controlada pelo Dr. Parnassus. Loucura, né? Loucura mesmo são os balões com vários rostos, as margens dos rios que se transformam em serpentes com o rosto do diabo, as escadas sem fim e muitas outras fantasias que brotaram da mente de Gilliam. Efeitos sensacionais. Assistir a "O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus" é como ver um daqueles belos quadros surrealistas saltando da tela. Daqueles ricos em detalhes e que dão vontade de ficar admirando.

Entre uma apresentação e outra, a companhia de tetro do Dr. Parnassus encontra Tony (Heath Ledger), um homem misterioso que logo desperta o interesse de Valentina, a repulsa de Anton e a curiosidade do diabo, que está sempre a observá-los. Tony viaja com eles, mesmo acreditando que tudo não passa de uma farsa, até que ele se depara com o mundo depois do espelho. Ao atravessar o espelho, a pessoa fica imersa em sua própria imaginação. Podendo ver as coisas mais inusitadas e ser quem quiser. AHA! A grande sacada! Ao atravessar o espelho Tony apresenta várias faces e para cada uma delas um ator diferente. Como nos pôsteres: o mágico (Johnny Deep), o gracioso (Jude Law) e o ambicioso (Colin Farrell). Foi feito de uma maneira tão perfeita que pareceu ter sido programado desde o início e talvez se tivesse sido planejado não tivesse sido tão bom. Ao final do filme (o qual não pretendo comentar, pois imagino que muitos, assim como eu, odeiam que revelem o final de um filme/livro/série) é notável um hiato que a ausência de Heath Ledge deixou, pois nota-se uma necessidade dele. Não Deep, não Law, não Farrell, mas Heath Ledge. Mas Terry Gilliam fez um excelente e impressionante trabalho com as armas que pode utilizar. Além disso quero dar uma ênfase a atuação de Heath, que foi marcante. Incrível. Como já citei, pretendo dedicar uma sessão aqui somente para ele e trazer a vocês TODA a filmografia dele. Será um deleite para mim, eu tenho certeza.

As cenas são belíssimas. Todas. Mas seu eu tiver que citar uma cito a cena da dança de Valentina com o diabo e a chuva de cacos do espelho. Além dos efeitos o filme apresenta passagens e mensagens fortes e outras interessantes. O enredo não é o forte do filme, mas não é o enredo que move o filme. Tudo tão óbvio e só depois de assistir o filme é que entendemos. Imaginação. O que não é possível através da imaginação? O quanto não nos perdemos dentro dela? Sem alguém para controlá-la, até onde iríamos? Além de abordar outros temas fortes como a nossa ambição, a liberdade, a tentação, a morte, a felicidade e outros mais.

Fascinante. Escreveria muito mais, mas o post já está enorme! Em miúdos, é um filme fantástico, rico. Vai além de qualquer expectativa. Espero que gostem tanto quanto eu!

AmandaL.O.

Indicados ao Oscar e ganhadores (em negrito).

E eu postarei comentários, fotos, fatos sobre o elenco e curiosidades sobre esses filmes. Chamaremos de "Sessão Oscar 2012".

Melhor filme

·         Cavalo de guerra

·         O Artista

·         O homem que mudou o jogo

·         Os descendentes

·         A árvore da vida

·         Meia-noite em Paris

·         História cruzadas

·         A invenção de Hugo Cabret

·         Tão forte e tão perto

Melhor atriz

·         Glenn Close – Albert Nobbs

·         Viola Davis – Histórias cruzadas

·         Rooney Mara – Os homens que não amavam as mulheres

·         Meryl Streep – A dama de ferro

·         Michelle Williams -Sete dias com Marilyn

Melhor ator

·         Demián Bichir – A better life

·         George Clooney – Os descendentes

·         Jean Dujardin – O artista

·         Gary Oldman – O espião que sabia demais

·         Brad Pitt – O homem que mudou o jogo

Melhor Diretor

·         Michel Hazanavicius – O artista

·         Alexander Payne – Os descendentes

·         Martin Scorsese – A invenção de Hugo Cabret

·         Woody Allen – Meia-noite em Paris

·         Terrence Malick – A árvore da vida

Fotografia

·         O artista

·         Os homens que não amavam as mulheres

·         A invenção de Hugo Cabret

·         A árvore da vida

·         Cavalo de guerra

Direção de arte

·         O artista

·         Harry Potter

·         A invenção de Hugo Cabret

·         Meia-noite em Paris

·         Cavalo de guerra

Figurino

·         Anonymous

·         O artista

·         A invenção de Hugo Cabret

·         Jane Eyre

·         W.E.

Maquiagem

·         Albert Nobbs

·         Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 2

·         A dama de ferro

Melhor filme em língua estrangeira

·         Bullhead – Bélgica

·         Footnote – Israel

·         In Darkness – Polônia

·         Monsieur Lazhar – Canadá

·         A separação – Irã

Atriz coadjuvante

·         Octavia Spencer – Histórias cruzadas

·         Bérénice Bejo – O artista

·         Jessica Chastain – Histórias cruzadas

·         Janet McTeer – Albert Nobbs

·         Melissa McCarthy – Missão madrinha de casamento

Ator coadjuvante

·         Kenneth Branagh – Sete dias com Marilyn

·         Jonah Hill – O homem que mudou o jogo

·         Nick Nolte – Warrior

·         Max Von Sydow – Tão forte e tão perto

·         Christopher Plummer – Beginners

Melhor animação

·         A Cat in Paris

·         Chico & Rita

·         Kung Fu Panda 2

·         Gato de Botas

·         Rango

Melhor roteiro original

·         O artista

·         Missão madrinha de casamento

·         Margin Call

·         Meia-noite em Paris (Woody Allen)

·         A separação

Trilha sonora original

·         As aventuras de Tintim – John Williams

·         O Artista – Ludovic Bource

·         A invenção de Hugo Cabret – Howard Shore

·         O espião que sabia demais – Alberto Iglesias

·         Cavalo de guerra – John Williams

Canção original

·         Man or Muppet, de Os Muppets, música e letra de Bret McKenzie

·         Real in Rio, de Rio, música de Sergio Mendes e Carlinhos Brown, letra de Siedah Garrett

Documentário (longa-metragem)

·         Hell and Back Again

·         If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front

·         Paradise Lost 3: Purgatory

·         Pina

·         Undefeated

Documentário (curta-metragem)

·         The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement

·         God Is the Bigger Elvis

·         Incident in New Baghdad

·         Saving Face

·         The Tsunami and the Cherry Blossom

Edição

·         O artista

·         Os descendentes

·         Os homens que não amavam as mulheres

·         A invenção de Hugo Cabret

·         O homem que mudou o jogo

Curta-metragem de animação

·         Dimanche

·         The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

·         La Luna

·         A Morning Stroll

·         Wild Life

Curta-metragem

·         Pentecost

·         Raju

·         The Shore

·         Time Freak

·         Tuba Atlantic

Edição de som

·         Drive

·         Os homens que não amavam as mulheres

·         A invenção de Hugo Cabret

·         Transformers: o lado oculto da lua

·         Cavalo de guerra

Mixagem de som

·         Os homens que não amavam as mulheres

·         A invenção de Hugo Cabret

·         O homem que mudou o jogo

·         Transformers: o lado oculto da lua

·         Cavalo de guerra

Efeitos visuais

·         Harry Potter

·         A invenção de Hugo Cabret

·         Gigantes de aço

·         Planeta do macacos

·         Transformers: o lado oculto da lua

Roteiro adaptado

·         Os descendentes

·         A invenção de Hugo Cabret

·         Tudo pelo poder

·         O homem que mudou o jogo

·         O espião que sabia demais

Watch on tomada5.tumblr.com

Trailer Larry Crowne - O Amor Está de Volta (2011)

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video