オリジナルミニドラマ -コラボルームで抱きしめて- act. 1
  • オリジナルミニドラマ -コラボルームで抱きしめて- act. 1
  • ドラマ
  • LOVE STAGE!! キャラクターソング01
Play

It should be beautiful CD Drama of Love stage! 

From what I understand is you want to have an Appointment Ryouma but as always asks and answers izumi who wants to go to karaoke with what we hear is surprised that Ryoma queire sing OPENING of magical lala lulu … Our beautiful izumi singing it and there is some love but it annoying. q-q

(I THINK that is or more or less)

image

¡Vete, es una orden! - Replicó el presuntuoso niño mientras un par de mechones de su rubia cabellera se ondulaban debido a la humedad del mar y el ambiente- ¡Tsk! - Aún con las maletas de cuero a un lado buscó reparo del intenso Sol colocándose un elegante sombrero de pana negro  pero a pesar de sus esfuerzos, todo era en vano. Sin más ánimos, Alois decidió reposar su cuerpo cual sirena sobre una de las tantas rocas que rodeaban la costa.

image

Al ver el horizonte recordó por un breve instante a su querido Luka y aunque una tristeza mayor lo embargó, una ligera sonrisa se dibujó en su rostro al imaginarlo junto a él en ese momento. Lo que no se esperaba para nada es que aquel fallido intento por encontrarse con su “compañero de juegos” resultara de ese modo, y mucho menos se esperaba o que vendría a continuación. Suspiró mientras se abanicaba con su diestra el rostro y mantenía esa inmaculada expresión de fastidio que solía caracterizarlo.

godivarose

anonymous said:

FAVOURITE BOOK ?

Ok one thing you should know about is I am the worst at choosing “favorite” anythings because I love ALL THE THINGS haha I’d say my favorite book series, the one that impacted my life and really is always in my heart is Harry Potter. I also love portuguese authors, like Eça de Queirós and stuff like that, the classics. 

send me stuff for sleepover saturday!

FCA edita livro 'Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em ANDROID'

FCA edita livro ‘Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em ANDROID’

A FCA – Editora de Informática editou o livro ‘Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em ANDROID’, da autoria de Ricardo Queirós. Este livro destina-se a profissionais, professores e estudantes de programação móvel, bem como para todos os que se interessam pela tecnologia Android.

O livro ‘Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em ANDROID’ centra-se sobretudo na criação de novas…

View On WordPress

Opinião – Política espectáculo ou democracia?

Francisco Queirós

“São todos iguais! Apanham-se no poleiro e fazem todos o mesmo! Não me interessa a política. Quero lá saber…”. Estas e muitas frases do mesmo tipo abundam em comentários de rua sobre a vida política e os “políticos”.

“Corruptos e todos iguais”. Estas opiniões são sem dúvida em número crescente e assustador. Revelam-se no enorme absentismo nos actos eleitorais e na demissão de muitos e muitos milhares de cidadãos em relação à “política”, vista como uma espécie de arte do mal, um conjunto de truques de como obter benefícios pessoais, tramando a maioria dos concidadãos.

A política entendida como o governo da polis, da cidade, da vida de todos e do seu destino, parece ser cada vez mais uma concepção de minorias. Tais concepções pouco abonatórias para a democracia têm causas. Estas concepções não surgem inocentemente.

Desde logo, resultam das más políticas efectivamente sentidas por largas camadas da população que ao longo de décadas não conheceram políticas que lhes fossem favoráveis. Assim, todos são iguais, todos os que governaram nos últimos anos e que compreensivelmente serão responsáveis pelas más condições das suas vidas.

O governo e todos os diversos órgãos de poder e de soberania são-lhes estranhos e adversos pois em nada correspondem às suas expectativas e anseios.

Tais concepções interessam contudo em primeiro lugar a muitos dos que de facto detêm o poder. Mais vale uma maioria alheada a outra que se proponha deter o poder.

A crítica veemente feita a todos os políticos serve de argumento para a proposta de grandes e aparentemente inovadoras reformas do sistema político. Um sistema menos esbanjador, com muito menos representantes eleitos.

Pois para que servem 230 deputados se metade fazia o mesmo? Deste modo escondendo o real propósito de colocar fora dos órgãos de poder os partidos mais pequenos num parlamento mais reduzido. Sugerem um sistema onde os eleitores se sentissem próximos dos eleitos, constituindo-se círculos uninominais.

Quando de facto, desse modo se promove o populismo, potencia-se a eleição de candidatos mediáticos ou mediatizados, figurões da tv, transforma-se a vida política num espectáculo, protagonizado por cavaleiros andantes, comentadores justiceiros!

Como se não fosse já possível a proximidade entre eleitos e os seus eleitores. Os deputados do PCP dedicam o dia das segundas-feiras para contactos com as populações do seu distrito.

Aliás, o PCP vai mais longe e mesmo em círculos eleitorais onde não elegeu deputados, há sempre um deputado deste partido com a tarefa de auscultar as populações locais. Regularmente, a deputada Rita Rato, eleita em Lisboa, visita o distrito de Coimbra, contacta empresas, associações, trabalhadores e coloca as suas preocupações na Assembleia da República.

Dentro dessa engenharia pseudo democratizadora, há ainda os que procuram envolver os cidadãos na escolha do primeiro-ministro, através de “primárias”. Como se houvesse eleições para primeiro-ministro em Portugal e este não fosse nomeado pelo Presidente da República, ouvidos os partidos representados na Assembleia da República e tendo em conta os resultados eleitorais.

Enquanto enxovalhavam o regime político constitucional, governam de costas e contra o povo que mantêm afastado. Depois, reconhecendo o alheamento de parte das populações, procuram reformar o sistema, se possível colocando o Zé a assistir a um “reality show”, caladinho, em modo “não mexe e não respira”, convencido de que é actor ou protagonista da sua própria vida ou dos destinos colectivos.



Opinião – Política espectáculo ou democracia?
Visto no "Quem quer ser milionário?".

Pergunta: “No livro de Eça de Queirós, de quem era “A ilustre Casa”?

Hipóteses: A) Rodrigues B) Henriques C) Ramires D) Magalhães.

A gaja não sabia. Professora. Foda-se, minha.

E agora já acha que Lamego é a cidade nortenha que tem dois grandes santuários (a outra opção é Braga). Diz que vai telefonar ao primo, que é webdesigner.

Horário zero para esta gaja, por favor.

Nesta quinta-feira 11 de setembro o Espaço Urucum apresenta Original SOMA e Eskrúpulos. E nas pistas DJ JL Queiróz. #originalsoma #eskrupulos #djjlqueiroz #ordemeprogresso #espacourucum #vilamadalena #11desetembro #cardealarcoverde #reggae #rap #rock #hiphop #sp #zo #11 #chegaesoma by originalsoma http://ift.tt/WFRPvd

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video