Oh God, tell me why

Se você não tem nenhuma má formação na face, agradeça a Deus de joelhos todos os dias. Se você tem, mas não lhe incomoda, faça o mesmo. Se você tem, mas tem condição de reverter a situação, também. Se você já teve e pode tratar e hoje vive normalmente, eu te invejo.

Dor que remédio nenhum passa. Parece até começo de texto melodramático de quem acabou de tomar um pé na bunda. Mas não. Antes fosse. É dor de quem sofre com uma genética nem um pouco generosa. 

Eu nunca havia sentido dor por conta disso. No máximo, uns estalos aqui, uma sensação de areia nas articulações ali. Enxaqueca, dentes sensíveis, e só. Mas essa coisa horrorosa que te faz querer socar a cabeça na parede, ou ainda se enterrar num buraco e não sair mais de lá, começou há uma semana e, desde então, meu único refúgio é dormir. Dinheiro gasto com remédios que acabaram ferrando com o estômago e me deixando com cara de zumbi, e nada de aliviarem a dor.

Tava tudo muito bom enquanto era só não poder comer de tudo. Porque também não sou fã de churrascos e comidas pesadas que exigem dentes e arcadas dentárias fortes e normais. Mas agora eu tô tendo que comer só comida pastosa, falar apenas o necessário, e mesmo assim essa crise infeliz não tá passando.

Compressa de água morna não resolveu. Gelo também não. Que se fazer?

"Cirurgia ortognática". Sim, é minha única alternativa. Porém, não é uma opção tão alcançável. Nem tanto pela grana - que é muita -, mas pelo meu histórico de osteoporose. No meu caso, minha mandíbula e minha maxila teriam de ser puxados pra frente (estou tentando simplificar algo complexo), e, no espacinho que ficaria, teria de nascer osso. Porém, o cirurgião-dentista não garante que meu organismo seja capaz de produzir osso. Além disso, meus dentes não são fortes, o que também não dá certeza a ninguém de que eles aguentem aparelho e manutenção e coisa e tal.

Resultado: não tenho pra onde correr. Estou de mãos atadas. Condenada a sofrer a vida inteira, por um lado ou por outro. 

La cirugía estética del mentón (mentoplastia) es una cirugía estética para modificar la forma, posición o tamaño del mentón en la cara. Al momento en que un paciente llega con un mentón muy poco desarrollado, este fenómeno recibe el nombre de hipomentonismo o retrognatismo, y cuando, al contrario, es demasiado grande y saliente se llama hipermentonismo o prognatismo. En ambos casos las dimensiones tienen que ver tanto en la orientación vertical como en la horizontal y, para su estudio, se ha de tener en cuenta también el resto de la mandíbula, la posición y distancia entre los dientes, la maxila y las mandíbulas, entre otras características.

Nova materia publicada em: MulheresDicas.com

Novo post: http://www.mulheresdicas.com/beleza-da-mulher/o-prognatismo-tem-solucao.html

O Prognatismo tem Solução!

Quantas pessoas têm esse problema e sofrem de um complexo que muitas vezes pensam que não tem solução. Quantas lágrimas no espelho… Quantas dificuldades vividas como consequência de tal patologia e quantas noites sem dormir pensando nisso. Não é somente a estética que é afetada, mas também,…

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video