professa!

notafulldeck asked:

♡ (HAHAHA KILL ME)

Send a ♡ to hear how my character would tell your character that they loved them without actually using the word “love.”

“You’re my best friend. You’re my family, you’re my soul-mate, you have my heart. If you took a pair a’ scissors an’ cut me open an’ broke up my ribs an’ took out my heart, it would jump up int’ yer hands soon’s it was free. You know me better ‘n– you know me better ‘n anyone. Better ‘n Harvey, better ‘n Red, better ‘n Professa Crane, better ‘n my own mother. ‘S you. ‘S all f’r you. My life. My heart ‘n’ soul. ‘S always gonna be yours. An’ I know we’ve had our ups ‘n’ downs, an’ we don’t always get along, but–”

“– Yer my Puddin’. An’ I wouldn’t want it any other way.”

Pai, perdoai

Pai, perdoai, perdoai,
esse povo não sabe o que faz,
não sabe aonde vai.

Buda um dia me falou num sonho,
veio até mim, em prantos,
dizendo: Não há deus,
somos pequenos demais,
não muito mais que animais.

Ela se sentia ofendida
e gritava que não veio do macaco.
De fato, minha cara,
é mais sensato crer naquela
história velha de Adão e sua costela.

Qual será o elo perdido
entre a ignorância e a ingenuidade?

Racionais irracionais,
esse povo não sabe o que faz,
não sabe aonde vai.

Me pergunto se ainda resta
na nossa gente a consciência
de que a fé que hoje professa
chegou nestas terras em caravelas
trazendo sarampo, matanças e outras mazelas.

Como poesia inacabada,
seus dias seguem imperfeitos
e aquele vazio no peito
não vai embora tão fácil
quanto o louvor cansado que lhe sai dos lábios.

Pai, perdoai, perdoai,
esse povo não sabe o que faz,
não sabe aonde vai.

A janta está posta;
ele se assenta à cabeceira da mesa.
Altivo, como o chefe de uma tribo,
pelo direito divino masculino, abençoa o alimento
e agradece a seu deus pelo sustento.

Ela retira a mesa
e chama a filha para lavar os pratos.
Da janela vê passando dois rapazes, namorados,
e dispara que um filho marginal
lhe seria menos triste que um homossexual.

Esse povo não sabe o que faz,
não sabe o que diz,
não sabe aonde vai.

Desse modo, dia após dia cresceu o número de tais adeptos indolentes e crédulos. Pois, uma vez que a opinião já contava com uma boa quantidade de vozes do seu lado, os que seguiram o atribuíram ao fato de que ela só podia ter conquistado tais votos graças à consistência dos seus fundamentos. Os que ainda restaram foram constrangidos a concordar com o que já era considerado válido por todos, a fim de não serem considerados cabeças irrequietas que se rebelam contra opiniões universalmente aceitas, nem garotos intrometidos que querem ser mais inteligentes do que o mundo inteiro. A essa altura, o consenso tornou-se uma obrigação. A partir de então, os poucos que têm capacidade de julgar precisam calar, e os que podem falar são aqueles completamente incapazes de ter opinião e julgamento próprios, são o mero eco da opinião alheia. Contudo, são também defensores tanto mais zelosos e intransigentes dela. Pois, naquele que pensa que outro modo, odeiam menos a opinião diferente que ele professa do que o atrevimento de querer julgar por conta própria, experiência que eles mesmos nunca fazem e da qual, no seu íntimo, tem consciência. Em suma, muito poucos sabem pensar, mas todos querem ter opiniões.
—  Arthur Schopenhauer
Acreditar
Palavra forte, a gente tem que praticar. A fé vai além da realidade, força todo o mundo a conspirar à favor de quem professa e vive este dom. Sim, é um dom, olhar por quem a gente ama, depositar nela todo o bem e amor que temos, orgulharmos de seus esforços e motiva-las, cada dia mais, a ter fé, acreditar que tudo pode melhorar e jamais, de forma alguma desisti de seus sonhos.
Quem motiva pelo o bem, muda o mundo!
—  #veras

Havent promoted my private business in a while so if you are reading this check it out:

Spring is here and Summer is approaching good time to ask about private and group yoga sessions.

Be a part of the Yoga With Professa Referral Program.

Receive a free 60 minute Yoga Session for:

Two new clients that buy a class or package. Or a referral that establishes a partnership with a company/ health & wellness program

Contact Jamal Hutchinson at 6154988808 or Yogawithprofessa@gmail.com for more information.

#Yoga #YogaWithProfessa #YogaforMen #YogaforBeginners #YogaforAllLevels #YogaDiversity #YogaofColor #NashvilleYoga #NashvilleYogis #TennesseeYoga #TennesseeYogis #ColorsofYoga #CompanyYoga #HealthyLifestyle #HealthisWealth #PrivateSessions #MovingMeditation #Meditation
#MoreThanFitness #MindBodySpirit #Spiritual #SelfWealth #SelfHelp #Namaste

Ognuno ha le sue prigioni, mentali, fisiche.
Ognuno ci convive.
Ma quando le pareti cominciano a restringersi, le facce diventano anonime.
Quando lo specchio comincia a darti del tu
quando i marciapiedi ti provocano vertigini e la strada sembra il tuo tappeto rosso metti insieme il tuo bagaglio.
Riempilo di ricordi, speranze, parole, storie vissute e storie da vivere,riempilo di emozioni, musiche, liti, illusioni d’epoca, domande e risposte.
Trovati un amico e comincia la condivisione,l’esplorazione.
Vai a caso, lascia le tue lacrime sul cuscino, incontrati con la vita,scontrati con il dolore ruba l’amore.
Non avere una meta ma cento, prova a ritornare perché il ritorno dà senso al viaggio.
Pensa a Polifemo e alla sua solitudine e rispetta la solitudine altrui.
Gira intorno al mondo non girare con lui.
Affrancati da te stesso e dall’attesa.
Per amare la vita bisogna tradire le aspettative.
Guardati intorno e guardati da chi si professa libero.
Il sapore della libertà è la paura.
Solo chi ha paura della libertà ha il coraggio di inseguirla.
::. Vincenzo Costantino Chinaski .::

MCN: C99KK-1W9R6-F4FW7
© copyright 2015-05-20 15:57:36 - All Rights Reserved

As estratégias de desqualificação das práticas de igualdade vão desde a idealização até a chacota. Geralmente os que se dizem mais esclarecidos, com boa instrução carregam um preconceito imenso. Quem professa a unidade vira um “haribô” que viaja na ideia de um mundo perfeito, lê livros de “auto  ajuda” e acredita em Deus. Assim, não há tempo para esse papo espiritualista, uma vez que a vida se resume a um caótico emaranhado de interesses e para lutar contra as injustiças é preciso obter mais conhecimento, para se ter mais argumentos e convencer os “outros” de que eles estão errados. Por meio da “razão”, se convencem de que sua superioridade se dá por um intelecto mais desenvolvido e o fato de ser mais “estudado” o gabarita a entender melhor a realidade fragmentada por meio de relativismos culturais. Essa realidade só pode ser compreendida de forma impessoal, “neutra”, o que a diferencia da realidade enviesada daqueles que não raciocinam com clareza.  

Já está mais do que claro que o paradigma culturalista está esgotado enquanto modelo para se explicar a realidade. O momento atual pede a revisão e o aprimoramento desta agenda em todos as esferas, desde os pontos de vista individuais até os projetos governamentais. Não se trata de retirar os dispositivos criados como tentativa de melhorar o aspecto absurdamente desigual de nossa sociedade. Mas há de se pensar além. As diferenças não podem suplantar a todo custo a união entre as pessoas. A cultura precisa sim ser trazida como importante característica dos seres humanos, mas essa constatação não pode virar um dogma capaz relativizar nosso potencial inerente de convivência pacífica. É preciso abrir a cabeça a novas ideias, ou melhor, a velhas ideias.

Hoje, os que pensam e agem por um viver alternativo ao modelo vigente são uma minoria, mas a tendência é que cresça porque as pessoas estão cada vez mais sufocadas pelo sistema individualista, e a desigualdade só cresce. É urgente perceber que as estratégias não estão dando certo, mas isso exige um esforço que é difícil de acontecer, pois exige entrega a novos ideais. Não basta ficar apenas na esfera mental e coletiva, e aí está a dificuldade, pois o caminho para um novo paradigma passa obrigatoriamente por uma visão mais abrangente da realidade, com práticas cotidianas que caminhem para a unidade com o Todo. A reforma política ou educacional não vão trazer essa mudança. É impressionante como se gasta tempo e energia delegando responsabilidades. 

Não se trata de conhecimento, mas sim de sabedoria e isso os filósofos da moda não vão ensinar. É preciso abrir a cabeça à sabedoria antiga e dos mestres que a mantém viva. É preciso buscar nossas origens e os pontos em comum que interligam as diferentes formas de se expressar esse Todo. Mais do que isso, é preciso incorporar e viver as ideias. 

Aqui há uma diferença abissal entre a forma de atuação dos intelectuais orientais e ocidentais, pois estes se veem na mera obrigação de saber, mas não de viver. É um conhecimento distante, impessoal. Não há nenhuma exigência pessoal, o que deveria ser uma preliminar indispensável para toda e qualquer investigação filosófica. Não se dispõe a observar preceitos éticos universais, os quais se tornam uma mera abstração. É aqui que os “esclarecidos” invertem a situação e se colocam como vítimas dos “não esclarecidos”. A mesma tática dos reacionários, a separação “eu versus Todo” se mostra, mais uma vez, pela inversão dos valores. O “não posso fazer o mundo por inteiro dar certo” se torna “não posso ser responsabilizado por nada do que acontece”. Afinal, aconteça o que acontecer, é cultural. Não se discute. Inclusive o “não posso fazer nada” dos intelectuais é cultural. Não se discute.

Depois reclamam por serem chamados de hipócritas. 


Vídeo: Toda a sabedoria das ruas, às margens do rio Ganges. Rishikesh. Índia. 

Ago Panini. Backies

Divenuto il nuovo lemma della lingua italiana – a testimoniarlo è lo Zingarelli –, il selfie è un fenomeno di moda che accompagna la giornata di grandi e piccoli, di capi di governo e first lady, di compassati prelati e divi del rock, di banchieri in doppio petto e star del cinema.Il rischio, per chi, negandosi, non si professa in un atto partecipativo, è l’etichetta del dissociato, del…

View On WordPress

Watch on machineshavenoheart.tumblr.com

Practice jellyfish ha!!!!what y'all think? #vapecommunity #vapingisthefuture #followforfollow #rda#boxmods #vapingsavedmylife#vapetricks
#jellyfish #forcefeild #lasso#rda #mods🙌🙌🙌🙌🙌🙌🙌🙌💨
@vapelife #machineshavenoheart
It was a dare I never say no!!!!!!!!!! 😁😁😁😁😂😂😂followforfollow
Y'all talking bout practice!!! Practice?
@vapetwan @jayjaysann lls😂😂🙌
Now I challenge my partner to do it let’s go
@professa_finessa put that vid up homie 😂
I also challenge @jayjaysann!! @vapetwan@babylungzmay 🙌🙌💨💨🔥shots fired shots fired #vapefun
Jellyfish challenge whoever wants it tag us we will post!! Jellyfish challenge do it we post