primavera-tropical

RPM lança clipe da música Primavera Tropical

RPM lança clipe da música Primavera Tropical

RPM

O RPM lançou ontem, dia 16 de outubro, o clipe da música “Primavera Tropical”. O single foi escrito por Paulo Ricardo e lançado pelo grupo em julho do ano passado, para abordar o momento que o país viveu e o levante popular das manifestações nas ruas.

O clipe foi gravado ao vivo, em um estúdio no centro de São Paulo, tem direção de Daniel Ferro e estará disponível na página oficial do RPM no…

View On WordPress

“Primavera tropical”: Hay un dia de la semana en que el cuerpo pide Macarena y uno lo sabe.

Arriba: Brief Silky Flores en Hot Lava. Disponible en XL.                               Abajo: Silky Animal Print en Royal Blue. Disponible en 2XL.

Watch on depredando.tumblr.com

Cerca de 70 mil pessoas marcharam ontem em Goiânia, somando-se ao MILHÃO que tomou as ruas de todo o Brasil… Se na véspera o governo Marconi prometia distribuir coletes-a-prova-de-balas para a imprensa (dando a entender que queria metralhar com borrachadas e cavalices os “vândalos”), no dia da manifestação acabou voltando atrás e mandou a PM distribuir rosas brancas da paz; nada a vez com gentileza, claro: pura tática política. Pois o cara pode ser pilantra, mas não é otário: viu muito bem que não se reprime uma massa gigantesca dessas com violência policial e que o risco da passeata deixar um “rastro de destruição” é sempre maior quando os Paus-Mandados vão ao confronto com as bombas de defeito moral e outras chocantes ferramentas de repressão…

Sem confrontos graves, Goiânia acabou marchando numa paz quase insossa, às vezes cheirando a balada ou micareta, sem nenhum ato politicamente eficaz contra a “marconice” - que amanheceu hoje tão firme quanto ontem, ao que parece. Foram bradados a milhares de vozes os slogans do “Fora Marconi” - como “Marconi, bicheiro, devolve o meu dinheiro!” - mas que o Marconi tenha hoje elogiado a marcha é sinal de que ela fracassou em seu potencial subversivo e contestatório, que não estremeceu de fato os alicerces do poder…

No vídeo a seguir - apenas 5 minutos dos mais de 50 min que gravei e que ainda carecem de edição… - a massa toma um dos cartões postais da capital de Goiás, o viaduto sob a Avenida 85; em meio aos clichês nacionalistas e aos chavões consagrados (“o povo unido jamais será vencido…”), podemos ver alguns pipocos no establishment: “Marconi, ladrão, te quero na prisão!” é entoado com estrondo pela multidão; o símbolo da Rede Globo desfila com chifrinhos de Satã; os versos de Renato Russo em “Geração Coca Cola” decoram cartazes; Feliciânus toma bordoadas de manifestantes que dizem: “cura gay de cu é rôla”; uma gigante faixa contra o PEC 37 clama contra a impunidade; e a massa enfim vai ao frenesi com seu poderio inconteste naquele trecho do caminho, onde não se vê um único PM estragando a festa…

Em resumo: eu não tenho certeza de que esta manifestação foi algo de contornos tão negativos quanto alguns têm pintado… O “clima” mais de festa do que de quebra-quebra tem a ver com a própria comemoração da revogação do aumento da tarifa, conquistada a duras penas pelo movimento dos estudantes e pela Frente de Luta (e ponha “duras penas” nisso: teve até aquela batalha campal violenta na Praça da Bíblia, tempos atrás…). O povo marchou, em geral, curtindo o sabor de seu próprio poder - o que tem seus perigos, devidamente apontados pelo Zizek (“não se apaixonem por si mesmos, não deixem que isso morra e se transforme apenas numa foto no Facebook” etc.)

A maioria das pessoas ali, me parece, estavam curtindo muito a ocasião extraordinária de estarem ali reunidas numa massa que quase nunca se reúne em Goiânia - e a alegria das pessoas nas ruas talvez indique que as ruas possam vir a ser tomadas por multidões assim com mais frequência… E quiçá com maior poderio de desestabilização dos podres poderes constituídos. O povo em geral marchou em estado de celebração, não de indignação; ninguém depredou o Palácio das Esmeraldas ou tentou invadir à força o anel central da Praça Cívica, defendido por centenas de PMs - e aí os que esperavam uma revolução ou uma quebradeira voltaram para casa decepcionados… Hoje, no entanto, senti nas ruas, com quem conversei, uma satisfação com este evento cívico que, no mínimo, foi grandioso, e que talvez dê às massas um gosto pelas ruas, pelo brado conjunto contra as iniquidades, que não me parece uma perspectiva desanimadora de futuro…

Enfim: comentem aí, goianada! O que acharam desta “cena” na Av. 85 e da manifestação em geral?

E logo mais vou soltando outros vídeos…

#GoodMorning babes! ♥
#Luanistico #Instabloom #Flower #Cayenne #Yellow #Garden #Nature #Colorful #Spring #WHPFlowerPower #IgersVenezuela #IgersCaracas #InstaGood #Instadaily #InstaLike #InLove #Sunday #Flor #Cayena #Amarillo #Jardin #Naturaleza #Natural #Color #Primavera #Tropical (en Hacienda La Trinidad)