portudoquefor

Um dia eu quis contar pra você...

Para ler ao som de Lobão

Eu não sei mais o que escrever sobre a saudade que eu to de você. Eu até hoje não intendo o que aconteceu entre a gente, e o motivo de tudo ter acabado tão rápido. Eu não entendo. Há muito tempo eu não sentia a falta de alguém. Daí você chegou, bagunçou tudo, me deixou completamente apaixonada, e foi embora. Dá pra entender? Não dá. E olha que eu amei muito alguém, que senti muita falta da pessoa, mas… com você é só paixão, nem chegou a ser amor. Ainda bem né?! Imagina se fosse amor? Eu tinha morrido. Certeza! Ainda bem nada! Eu queria que tivesse se tornado amor. Eu queria saber como tinha sido nossa história, se a gente casaria, se teríamos filhos, se moraríamos juntos, essas coisas que mulher sonha. Então eu fico só imaginando, e perdendo o meu tempo construindo historias fictícias sobre nós dois. Há como eu queria ter uma linda história de amor pra contar pros meus - ou nossos -  futuros filhos, para minha família - ou para nossa - pra alguém na rua, mas eu não tenho. A unica história com você que tenho é: ” Ele chegou, bagunçou tudo, me fez sentir borboletas no estomago e foi embora sem dar nem um abraço, nem um beijo na bochecha.”  Como isso é triste. Como eu sinto sua falta. Minha mãe perguntou de você, depois de ela ver que eu passei dias chorando, ela me perguntou de você. Eu não disse nada, fiquei com raiva. Eu ia dizer o que? Não tem história. Como eu queria que você voltasse, ficasse comigo por mais um seculo, e depois… depois eu ia escrever um livro com nossa história, plantar uma arvore e colocar seu nome nela, ia ter um filho, que teria o mesmo nome que você. Só pra pra poder contar a nossa historia a quem quer que me perguntasse, e eu iria contar cada detalhe, para que todos se apaixonassem como eu me apaixonei por você, e entendessem como o amor surgiu.