Ultimamente estavamos nos desentendendo demais. Era briga por cima de briga, estresse, ciúmes. Mas passou. Igual todas as outras crises em que tivemos. Pensei até em desistir, mas não consigo, não dar. Pode ter crise, discussão, mas nada que abale totalmente esse sentimento que nasceu entre nós. Eu continuo acreditando e insistindo na gente. Por que eu sei que é verdadeiro este laço que nos une. Por que se não fosse já teria se desfeito. Te peço que me ignore quando eu pedir pra você ir embora, que me ignore quando eu falar que não te amo mais, que ignore quando alterar o meu tom de voz. Mesmo falando e fazendo tudo isso, eu quero que fique, que grude, que não me solte.
—  Eu quero você, entendeu?
10

Reuters report on a Chinese soldier-turned-businessman depicts an emerging market of privately-owned security companies serving the country’s elite.

Chen Yongqing, who runs China’s first training academy of former soldiers and others as bodyguards, estimates that his company’s annual revenues will reach 100 million yuan ($16.5 million) within the next five years. He charges 500,000 yuan ($82,400) a year for each personal protector.

Training at Chen’s company, Tianjiao, is no joke. The 28 days of training in reconnaissance, anti-terrorism training, martial arts, and business etiquette involve some extreme situations. (Afterwards, the best trainee is offered a chance to attend further study at the International Security Academy in Israel.)



Read more: http://www.businessinsider.com/china-bodyguard-training-2013-12#ixzz2o8YuL9hh

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video