Leio, releio, compreendo e descompreendo. 

O que faço? O que penso? O que devo dizer?

Minha dor morfou com a sua chegada, mas ela se pronunciou com a tua partida. 

Porque és tão duro coração? Porque tens tanta dúvida mente?

Se acalma e sente. Deixe que as dúvidas se encaixe com a tua vinda, mas não deixe que ela te faça surtar novamente…

Já que voltou, fica! Não vai… Oh querido, fica e toma um café ou até mesmo aquela amarga cerveja…Traz aquele bolo pra celebrarmos a noite mais linda… Oh meu querido, não deixe que nossos momentos vire lembranças e que caim na rotina…

Oh meu querido, fica, mas fica e ver se não me alucina. 

Parei pra pensar mais uma vez (como de costume), percebi que me importar com alguns amigos não estava valendo a pena, era á mesma coisa que um amor não recíproco, você se importa, tenta manter a amizade, mas ver que o outro lado não ta agindo, não ta se importando, se é que se quer percebeu que se ausentou nos momentos em que eu quis compartilhar não só á tristeza, mas também os momentos de felicidade. É meio difícil tentar se acostumar com alguns fatos, mas á realidade é que não vale mesmo a pena se importar com pessoas que não lembra mais de você, te esquece e te troca facilmente por outras companhias… Lamentável, pois quando for parar pra pensar em si mesmo, vai ver que aquilo vai ficar só ali, na mesmice, cometendo as mesmas burradas, se passando por um alguém que não existe.

A questão de não ser nada...

Odeio quando algumas pessoas insistem em fazer parte da minha vida novamente, não é aceitável que depois de ir ou depois deu expulsar-los vocês tentem voltar. É insuportável, não é pelo fato de sentir algo ”ainda” na verdade é um nada, porque sentir algo, por mais que seja bom ou ruim, eu não sinto. Já senti muito e hoje é como se nada fosse á questão do sentir, é mais a questão do ”eu quero vocês bem longe de mim” é tão difícil compreender? Não sou uma pessoa que aceita as escolhas dos outros como se não valesse nada, levo-os muito em consideração por um momento, mas a partir do momento que eu colocar em minha cabeça ”saí” saia mesmo, vai ser o melhor pra todos, até mesmo para não receber ignorâncias. Faça isso e você me deixará em paz.

"Eu me sinto às vezes tão frágil, queria me debruçar em alguém, em alguma coisa. Alguma segurança. Invento estorinhas para mim mesmo, o tempo todo, me conformo, me dou força. Mas a sensação de estar sozinho não me larga. Algumas paranóias, mas nada de grave. O que incomoda é esta fragilidade, essa aceitação, esse contentar-se com quase nada. Estou todo sensível, as coisas me comovem. Tenho regressões a estados antigos, às vezes, mas reajo, procuro me manter ligado às coisas novas que descobri."

                                           Caio Fernando Abreu .

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video