Isso não se discute. Eu estava lá na primeira aula de Bella na escola. Estava lá quando Jacob apareceu, seu amigo de infância que sempre quis ser mais que um amigo. Eu estava lá na hora do almoço em que a família perfeita chegou e chamou a atenção. Os Cullens. A Família que me receberia de braços abertos. Eu estava lá na aula de biologia e depois no quarto de Bella, tentando ajudá-la a descobrir toda a verdade sobre Edward. Eu estava lá quando o segredo foi descoberto e quando “O leão se apaixonou pelo cordeiro”. EU deixei uma lágrima cair quando Edward tocou a música de Bella. Sim eu deixei. Eu estava lá na primeira partida de beisebol, quando aqueles 3 esquisitos apareceram e ameaçaram Bella. E gruni junto com Edward com medo do que poderia acontecer. Eu corri pela floresta usando o casaco dela e depois eu estava no studio de Ballet procurando James pelos espelhos. Eu estava lá. Eu sempre estive. Eu estava lá na fila para comprar o ingresso dias antes da estréia. Eu estava lá gritando na sala do cinema quando Jacob apareceu ‘renovado’ em Lua Nova. Eu chorei, e senti a mesma sensação de vazio quando Edward deixou Bella. E quando os meses passaram eu pensei que havia passado uma eternidade no cinema. Perdi a fome junto com ela, e querendo ou não, acabei me refugiando em Jacob. Eu peguei as motos e ajudei a consertar só para ouvir a voz dele, e até pulei de um penhaco.Eu senti a ferida se reabrir quando Jake saiu da vida dela. Eu fiquei super feliz e dei gritinhos de alegria quando Alice veio me visitar. Eu estava lá dividida entre Jacob e Edward. Eu estava lá, correndo em Volterra tentando salvar o amor da minha vida. Quando Aro mandou Jane maltratar Edward eu estava lá, sofrendo e chorando, e gritando “NÃO! PARE!” Como se fosse adiantar. Eu estava lá, aceitando o pedido de casamento, só para poder me transformar e viver com Ele para sempre. EU o amo. Eu estava lá ansiosa, tentando descorbir o que estava acontecendo em Seattle. Eu me cortei e dei meu sangue para criar um rastro para os vampiros. Também fiquei muito nervosa ao descobrir que Victória estava atrás de Bella com os recém-nascidos. E fiquei muito triste vendo a  morte de Bree Tunner. Eu estava lá quando o vestido estava pronto e a decoração do casamento perfeita. Eu estava lá quando a primeira pontada na barriga apareceu. O primeiro sinal. Eu chorei junto com Edward ao ver a dor de Bella com a gravidez. Eu sorri junto com eles quando Ed leu o pensamento de Reneesme. E chorei com Jacob ao perceber que Bella morreria. Mas também comemorei quando ela retornou, e se mostrou diferente de todos os vampiros. Eu estava lá quando Jacob teve o seu Imprinting,  e também tentei matá-lo. Eu fui a Seattle e protegi Bella a distância enquanto ela providenciava as identidades falsas. Eu estava lá no quintal dos Culles junto com os outros clãs tentando descobrir o poder de Bella. Eu estava lá quando os Volturis chegaram e ficaram impressionados. E após se certificarem foram embora. Eu estava lá quando Edward, Bella e Nessie se mudaram para a casa nova. Eu estive  lá. Por todo esse tempo e sempre estarei. Não é o fim da saga. É o começo da Eternidade.


"Sabe o que é ser fã?1 Ser fã é aguentar calado quando alguém diz, "Ele(s) nem sabe(m) que você existe e sorrir, pporque sabe que não faz diferença.

Ser fã é entrar no Tumblr, ver as pessoas criticando e não fazer nada.

Ser fã não é chorar loucamente em filas pra shows ou estréias nem nada.

Ser fã é ouvir os outros falando mal e depois atingir o dele também, pra que ele saiba como você se sente. Ser fã é isso. É não só gostar. É amar. Independente da fala dos outros, posts, fotos ridículas ou charges.

É ficar acordado de madrugada esperando só pra ver um sorriso do ídolo. 

Isso é ser fã.

6

Num futuro não tão distante..

Eu não sabia mas o que fazer, eu não poderia esconder mas isso, esse é o meu dever de Twilighter, 'o começo da eternidade', eu me lembro muito bem disso, eu quero que a minha filha leia e se apaixone como eu, para que assim a eternidade permaneça, mas… essas crianças de hoje só querem saber de computador, e se eu..

-Filha?

-Oi mãe (Filha abraça a mãe) Diga..

-Vá buscar sua almofada, hora da história!

-Sério?!

-SIM!

Minha filha pegou a almofada no quarto e voltou correndo para a sala para ouvir a história, eu estava ansiosa, como se fosse uma obrigação, eu queria muito que ela gostasse…

-Sobre o q fala o livro mãe?

-Sobre um amor, que parecia MUITO improvável, mas que deu certo!

-A história é grande?

-São 4 livros

-Qual o nome do primeiro?

-Crepúsculo

-OH! (Ela suspirou)Começa logo mãe!

-"Eu nunca pensei muito sobre como eu iria morrer - achei que eu tinha motivos

suficientes nos últimos meses - mas mesmo que eu não tivesse, eu não iria imaginar
assim.
Eu encarei sem respirar através do longo aposento, dentro dos olhos escuros do caçador,
e ele olhou agradavelmente de volta pra mim.
Com certeza essa foi uma boa forma de morrer, no lugar de outra pessoa, outra pessoa
que eu amava.
Nobre, até. Que deve ser levado em conta pra alguma coisa.”


E então seus olhos brilharam, e eu percebi que ela havia gostado *-*

'Eu não quero ser a perfeita ou a melhor. Eu quero ser quem eu sou. Sem barreiras. Sem chatices. Por baixo dessa máscara de tédio e frustração constante, tem uma menina que se pudesse choraria o tempo inteiro por causa das cicatrizes que não saram. Então não me julga. Eu sou legal e chata. Ignorante e carinhoso. Violenta e gentil. Eu sou tudo e nada. Eu sou a soma de tudo. Na verdade, o resultado de tudo.'

youtube

O melhor pedido de casamento do mundo. *-*

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video